Intel QuickPath Interconnect

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde setembro de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde julho de 2009).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

Na tecnologia da informação, Quickpath interconnect é uma conexão ponto-a-ponto unidirecional de alta velocidade, disponibilizada e desenvolvida na segunda metade de 2008 pelo Intel MMDC (Massachusetts Microprocessor Design Center) e membros da DEC Alpha's Development Group (adquirida pela Intel). É usado em processadores para comunicação com dispositivos de I/O, tais como placas de vídeo e controladoras. Com a implementação do Quickpath em seus processadores, os mesmos passam a utilizar uma arquitetura de conexão direta para comunicação externa. Os processadores que implementam o Quickpath como o core i7 contam ainda com um controlador de memória DDR3 integrado de 3 canais, o que aumenta a largura de banda total do processador e particularmente diminui a latência de acesso a memória, já que com o controlador implementado diretamente no die do processador, a memória é acessada diretamente, o que não acontecia com o legado Front Side Bus, onde os dados que trafegavam entre a memória e o processador passavam por esse barramento, criando assim um gargalo.

Conexão[editar | editar código-fonte]

Um link Quickpath é formado por vinte pares diferenciais mais um par diferencial para encaminhamento de clock. Para interconectar dois dispositivos é necessário usar um par de links QuickPath, permitindo assim que os dispositivos interconectados transmitam e recebam dados simultaneamente. Para facilitar a distância máxima entre os dois dispositivos e a flexibilidade, a conexão é definida em 5 camadas: física, link, roteamento, transporte e protocolo.

Camada física[editar | editar código-fonte]

A camada física consiste nas trilhas que transportam o sinal, bem como os circuitos necessários para fornecer todas as funcionalidades relacionadas com a transmissão e recepção das informações transferidos através do link. Um link bidirecional consiste de dois links unidirecionais funcionando em cunjunto, com cada link transmitindo dados em uma direção.

Camada link[editar | editar código-fonte]

A camada link tem três principais funções:

  • Garantir a transferência de dados entre os links;
  • É responsável pelo controle de fluxo entre dois dispositivos;
  • Tem como função abstrais a camada física para as camadas mais elevadas.

Camada de roteamento[editar | editar código-fonte]

A camada de roteamento é usado para determinar o curso que um pacote percorrerá até chegar a seu destino

Camada de transporte[editar | editar código-fonte]

A camada de transporte fornece confiabilidade de transmissão entre dois dispositivos.

Camada de protocolo[editar | editar código-fonte]

Nessa camada, o pacote é definido como a unidade de transferência.

Referências[editar | editar código-fonte]

http://www.intel.com/technology/quickpath/introduction.pdf