Intel Turbo Boost

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Turbo Boost é uma tecnologia implementada pela Intel em certas versões de suas CPUs baseadas na microarquiteturas Nehalem, como: Sandy Bridge, Ivy Bridge, Haswell e Broadwell, incluindo o Core i5 e o Core i7. O Turbo Boost permite o aumento dinâmico da velocidade de clock da CPU, quando necessário. O Turbo Boost é ativado quando o sistema operacional requer o maior desempenho possível do processador. Tal desempenho é controlado via ACPI, o qual é suportado por todos os principais sistemas operacionais, sendo, portanto, desnecessário quaisquer software ou drivers adicionais para esta nova tecnologia. Muitos referem-se a esse conceito como “overclock dinâmico”.

Quando o processador não alcançou seus limites térmicos e elétricos e a carga de trabalho do usuário demanda desempenho extra, a freqüência do clock do processador aumentará dinamicamente em incrementos de 133 MHz (processadores baseados na microarquitetura Nehalem) ou 100 MHz (processadores baseados na microarquitetura Sandy Bridge) em intervalos curtos e regulares até um limite térmico ou de energia ser atingido ou até a velocidade máxima para o número de núcleos ativos ser alcançada. De modo inverso, quando quaisquer dos limites são atingidos ou excedidos, a freqüência do processador automaticamente se reduzirá em decrementos de 133/100 MHz até que o processador esteja, novamente, operando dentro de limites seguros.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Um processador i7-870, possui frequência de funcionamento normal de 2.93 GHz. Os passos de incremento para o turbo boost são respectivamente 2/2/4/5. Cada número refere-se a quantidade de passos de incrementos de 133 MHz cada, possíveis para o turbo.

Núcleos ativos Incremeto ( passos) Turbo Frequência máxima Cálculo
4 2 3.20 GHz 2933 + (2 x 133) = 2933 + 267 = 3200
3 2 3.20 GHz 2933 + (2 x 133) = 2933 + 267 = 3200
2 4 3.46GHz 2933 + (4 x 133) = 2933 + 532 = 3465
1 5 3.60 GHz 2933 + (5 x 133) = 2933 + 665 = 3598

Turbo Boost 2.0[editar | editar código-fonte]

Na prática, um processador não aquece imediatamente, mesmo que sua carga de trabalho chegue repentinamente ao seu limite. É preciso considerar a variável “tempo” para que o processador chegue ao seu limite térmico máximo.

Diferentemente da forma como acontece na primeira geração da tecnologia Turbo Boost e, graças ao aperfeiçoamento presente em novas arquiteturas, a versão 2.0 realiza um rastreamento em tempo real da temperatura. Desta forma, o Turbo Boost 2.0 é capaz de aumentar o desempenho do processador além do seu limite superior de potência nominal (TDP) por um curto período de tempo, sem cruzar o limite térmico, o que maximiza a usabilidade do turbo.

Turbo Boost Monitor[editar | editar código-fonte]

A Tecnologia Intel® Turbo Boost Monitor é um aplicativo para Windows 7 e windwos 8 (não suportado pelo Windows Vista) projetado para apresentar a atividade de frequência do processador.[1] A Tecnologia Intel® Turbo Boost Monitor só pode ser executada se o processador possui compatibilidade com a tecnologia Turbo Boost. Entretanto, o aplicativo não interfere no desempenho do processador, ou seja, ele é apenas um apresentador dos indicadores, podendo ser excluído sem causar perca de performance ou desabilitar a tecnologia presente no processador.

Aplicativo de monitoramento Turbo Boost - Indicador de Uso da tecnologia Turbo Boost.

A Tecnologia Turbo Boost Monitor não possui suporte a partir da  4ª geração de processadores, sendo descontinuado e removido do Centro de Downloads da Intel em 30 de junho de 2014.[2]

Aplicativo de monitoramento Turbo Boost. Indicador em baixa frequência de operação ( sem uso da tecnologia Turbo Boost)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]