InterTV dos Vales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
InterTV dos Vales
TV Vale do Aço Ltda.
Sede da InterTV dos Vales em Coronel Fabriciano
Sede da InterTV dos Vales em Coronel Fabriciano.
Av. Magalhães Pinto, 651 - Giovannini
Cidade de concessão Coronel Fabriciano, MG
Canais
10 analógico
Outros canais 11 - Governador Valadares
10 - Ipatinga
17 - Timóteo
42 - São João Evangelista
52 - Coronel Fabriciano
15 - Caratinga
Slogan A gente em sintonia
Rede Rede Globo
Pertence a Rede InterTV
Proprietário Fernando Aboudib Camargo
Fundação 13 de julho de 2007 (7 anos)
Prefixo ZYA 747
Cobertura Vale do Rio Doce, Vale do Aço e parte do Vale do Mucuri.
Redes anteriores Rede Record
Nome(s) anteriore(s) TV dos Vales
Potência 31,6 Kw
Página oficial http://redeglobo.globo.com/mg/intertvmg/index.html

A InterTV dos Vales é uma emissora de televisão brasileira com sede em Coronel Fabriciano , estado de Minas Gerais. Retransmite a programação da Rede Globo, além de gerar programas locais.

É a terceira emissora do país e a primeira do estado de Minas Gerais a iniciar as operações com equipamentos totalmente digitais, embora a transmissão seja feita em sistema analógico até a liberação do governo federal.

Em 1º de agosto de 2008, depois de retransmitir a Rede Record por mais de um ano, tornou-se afiliada à Rede Globo, transmitida anteriormente na região pela TV Leste, que passou então a ser afiliada à Record.

Com a troca das redes, o sinal da emissora, conhecida então como TV dos Vales, passou a atingir 123 cidades, número superior aos 80 municípios que recebiam quando era da Record.

A emissora possui ainda sucursais em Governador Valadares e Teófilo Otoni.

Apesar dos estúdios da TV estarem instalados atualmente em Coronel Fabriciano, cidade de concessão, a emissora transmite a partir de uma base geradora (antena) localizada no morro Santa Mônica em Ipatinga. Em junho de 2014, foi lançado a partir deste local, equipamento para transmissão do sinal digital para o Vale do Aço. Até 2015, a TV estará em uma nova sede, que está sendo construída no bairro Horto em Ipatinga, e a partir disso, a produção local também será gerada e transmitida em HD.


História[editar | editar código-fonte]

Concessão[editar | editar código-fonte]

A concessão do Ministério das Comunicações foi feita em 2001 à Rede Vanguarda de Ipatinga em Coronel Fabriciano, que por problemas familiares, o projeto ficou engavetado por seis anos.

Em 2007, a Rede Vanguarda de Ipatinga se uniu ao Coelho Diniz de Governador Valadares e montaram a emissora, em Coronel Fabriciano.

Rede Record[editar | editar código-fonte]

Antes de entrar no ar, em entrevista ao periódico Jornal dos Vales em 27 de junho, ao ser perguntado sobre os motivos que levaram afiliação da TV dos Vales à Rede Record de Televisão, Carlos Wagner disse acreditar que a medida foi acertada. "Estamos apostando num time que está vencendo. É líquido e certo que num futuro próximo a Rede Record será um dos principais meios de comunicação do país, como é hoje a Rede Globo".[1]

A TV dos Vales passa a operar em 13 de julho de 2007, em caráter experimental, retransmitindo a programação da Rede Record, incluindo as 40 cidades com as Retransmissoras de TV (RTV). A emissora tinha a previsão de ficar em caráter experimental por um mês.

A inauguração oficial ocorreu em 6 de agosto[2] quando o Ministro de Estado das Comunicações Hélio Costa e o proprietário da TV dos Vales, Hercílio Diniz, descerraram a faixa inaugural.[2]

O ministro Hélio Costa, devido à apertada agenda, não pôde comparecer no endereço da emissora, mas participou do coquetel no clube Morro do Pilar, em Ipatinga.[2] Na ocasião, o ministro Costa enalteceu a participação do presidente da Rede Record nacional, Alexandre Raposo, na inauguração da TV dos Vales. Também estiveram presentes, o presidente das afiliadas nacional, Carlos Geraldo Santana; o presidente da Rede Record Minas, Márcio Alves, e vários outros integrantes da emissora. Políticos e outras personalidades também compareceram, incluindo o ex-jogador de futebol do Atlético Dario (mais conhecido como Dadá Maravilha).[2] O presidente do jornal Hoje Em Dia, Carlos Macedo de Oliveira, destacou que a TV dos Vales será uma grande parceira com a sucursal do jornal no Vale do Aço.[2]

Após a inauguração, começou operar em via satélite e instalação de retransmissoras no norte, nordeste e leste de Minas Gerais.

Na época da inauguração, nova emissora tinha a previsão de cobertura uma área de 133 cidades envolvendo os vales do Aço, Rio Doce, Mucuri e do Jequitinhonha, atingindo um público estimado em mais de 2 milhões de habitantes.[2]

No dia 15 de setembro, iniciou a geração de programas locais. Em novembro, a emissora aumenta a cobertura para os 108 municípios[1] e em janeiro de 2008, a emissora chega aos 133 cidades[1] dos Vales do Aço (daí o nome da emissora), Jequitinhonha e Rio Doce.[1]

A programação contava com duas edição do Jornal dos Vales, na manhã e à noite. O Balanço Geral, à tarde (Depois retransmitia o Balaço Geral da TV Record Belo Horizonte) e o espórtivo Bola no Gol.

Rescisão com a Rede Record[editar | editar código-fonte]

Nos primeiros meses de 2008, o empresário fluminense Fernando Aboudib Camargo (que já é proprietário das afiliadas da Rede Globo nos Estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Norte, além de possuir negócios em outros 16 ramos diferentes) torna-se sócio da TV dos Vales.

No início de julho, a Rede Globo anuncia a não renovação do contrato de afiliação da TV Leste após meses de indefinições e inicia negociações com a nova afiliada TV dos Vales, que por vez criticou a atitude da Record por quebra de contato.[carece de fontes?] A Rede Globo condicionou a renovação com a TV Leste em troca a venda/parceria da emissora à InterTV Grande Minas, que termina no dia 31 de julho, o que não foi aceito pelos seus proprietários, o que por vez anunciaram a não renovação por que a emissora sentiu-se desprestigiada pela Globo.[3]

Em nota à imprensa a não-renovação com a TV Leste, a Globo declara que: "A gestão das empresas afiliadas é totalmente independente. A TV Globo busca ter alinhamento de políticas em diferentes áreas para homogeneizar a ação da rede. No caso da TV Leste, avaliamos que a gestão estava aquém de nossos padrões de qualidade e informamos que, por isso, o contrato não seria renovado quando expirasse seu prazo".[3]

O sócio da TV Leste, Edson Gualberto, acusou pela imprensa, que a Rede Globo pressionou os sócios e proprietários a vender parte da emissora a um outro empresário, como condição para renovar o contrato de filiação, que “só renovaria se fizéssemos parceria com a InterTV, de Fernando Camargo”. Gualberto reforça que a parceria significa 60% na venda das cotas pertencentes à TV Leste e que a emissora impunha os diretores de jornalismo e comerciais. “Não é por causa da Globo que a gente vai morrer. A Globo não é mais a única rede”, diz Gualberto.[3] A InterTV é responsável pelas afiliadas da Globo em Natal (RN) e interior dos estados do Rio Grande do Norte, Minas Gerais e Rio de Janeiro.[3]

Afiliação com a Rede Globo[editar | editar código-fonte]

Logo - InterTV.jpg

Em 1º de agosto de 2008, a TV dos Vales, antiga afiliada da Rede Record, estreia como nova afiliada da Rede Globo, com uma área de cobertura de 123 municípios[4] e atende locais como Coronel Fabriciano, Ipatinga, Timóteo, Governador Valadares e Caratinga.

No mesmo dia, o telejornal Jornal dos Vales, exibido diariamente pelo canal, foi imediatamente extinto, sendo chamado agora de MGTV, como são intitulados os telejornais mineiros das afiliadas e seguindo o padrão das afiliadas da Rede Globo, com o antigo cenário do telejornal. O piloto do primeiro programa jornalístico depois da mudança foi gravado na quinta-feira, dia 31 de julho, foi exibido às 12h no dia seguinte. O diretor de jornalismo da Globo de Belo Horizonte esteve na TV dos Vales (Coronel Fabriciano) acompanhando algumas alterações.

Em 28 de setembro de 2008 a TV dos Vales passa a se chamar InterTV dos Vales, após fechar parceria com a rede InterTV, que em Minas, já cobria o norte do estado através da InterTV Grande Minas. O MGTV, apresentado em duas edições, passa a se chamar MG InterTV.

Já o telejornal regional da TV Leste, o MGTV, transmitido em duas edições, também foi extinto. O jornal que vai ao ar às 12h15min passou a se chamar Leste Notícias e o das 18h30min, MG Record.

A alteração afetou a sintonização dos canais, que continuam os mesmos, porém no canal 03 da TV Leste tem a programação da Record e no canal 11 da InterTV dos Vales tem a programação da Globo.[4]

Programação Atual[editar | editar código-fonte]

Jornalismo e equipes de reportagem[editar | editar código-fonte]

Apresentação dos telejornais

A emissora conta com 3 apresentadoras na ancoragem do MGTV primeira e segunda edições, sendo Priscila Cambraia e Joana Teles, na sede em Cel. Fabriciano, e Denise Rodrigues que participa ocasionalmente direto da sucursal de Gov. Valadares.[7]

Equipes de reportagem

A emissora conta com 7 equipes de reportagem, sendo 3 no Vale do Aço, 3 em Governador Valadares e 1 em Teófilo Otoni.

No Vale do Aço, os repórteres são: Fernanda Ponzio, Lorena Duarte e Lucas Guerra. Em Governador Valadares, a sucursal conta com os seguintes repórteres: Ana Carolina Magalhães, Denise Rodrigues e Saulo Bernardo. Em Teófilo Otoni, a sucursal conta com as reportagens de Sidney Junior. [8]

Sinal Digital Nova Sede[editar | editar código-fonte]

A emissora lançou em 10 de Junho de 2014, o sinal em HDTV para o Vale do Aço, visando a transmissão da copa do mundo FIFA. Para alinhar a produção local à nova tecnologia, está sendo construído um novo e amplo centro de produção (nova sede), no bairro Horto em Ipatinga.

Principais cidades em sua área de abrangência[editar | editar código-fonte]

A Inter TV dos Vales passa a cobrir, a partir de 1º de outubro, Teófilo Otoni e mais 40 municípios do nordeste mineiro. Ao todo, mais de 650 mil pessoas serão beneficiadas pela mudança. Ela passa a compreender, além do Vale do Rio Doce, os municípios do Vale do Mucuri e parte do Vale do Jequitinhonha, totalizando 164 cidades Com 133 mil habitantes, Teófilo Otoni é o maior entre os municípios que se juntam à cobertura da Inter TV dos Vales. Às vésperas de comemorar 158 anos de fundação, a cidade é importante pólo comercial e de serviços além de importante produtora mineral, sendo considerada a capital mundial das pedras preciosas. Cobertura da InterTV dos Vales passa a incorporar mais de 650 mil pessoas Entre os outros municípios que passam a receber o sinal da Globo pela Inter TV dos Vales estão Nanuque, Almenara,Medina, Itaobim e Novo Cruzeiro. Veja a relação completa dos municípios que passam a receber o sinal da Globo pela Inter TV dos Vales.

Outras cidades em sua área de abrangência:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Portal BSD. Canais de Coronel Fabriciano - MG. Página visitada em 29 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2013.