Intercâmbio educacional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Intercâmbio educacional, estudantil ou cultural é uma expressão que designa a troca mútua de estudantes de um determinado local com outro, geralmente fora do país de origem. Inicialmente, a palavra intercâmbio designava unicamente programas que envolviam a viagem de um estudante do país A ao país B e do país B ao país A, sempre reciprocamente. De praxe, o estudante do país A era acolhidos pela família do estudante do país B e vice-versa. A instituição pioneira nos programas de intercâmbio foi o Rotary International[1] .

A partir dos anos 1980, os programas se diversificaram e atualmente o termo designa, impropriamente, qualquer período de estudo de uma pessoa em país estrangeiro para seu aperfeiçoamento educacional ou profissional.

Hoje em dia o estudante pode escolher quanto tempo deseja ficar no lugar escolhida, e não há mais o sistema de troca, o máximo de tempo que é permitido ficar é de um ano, o estudante pode fazer o High School ( ensino médio ) , Universidade, programa de férias e cursos para se especializar em sua área de trabalho.

No programa de férias o estudante pode ficar apenas algumas semanas no país escolhido, já High School, Universidade e cursos, podem ser de 6, 9 ou 11 mêses.

Há agências que permitem pessoas a partir de 13 anos, já outras só aceitam aqueles a partir dos 19. Pessoas mais velhas também pode fazer seu intercâmbio, hoje em dia cada vez mais as pessoas mais velhas procuram viajar para aperfeiçoar seu idioma.

Para fazer seu estudo no exterior não é preciso uma agência, você mesmo pode pesquisar hotéis ou escolar no país desejado e ir por sua conta.

  • Intercâmbio cultural
  • Intercâmbio profissional
  • Intercâmbio universitario
  • Intercâmbio escolar
  • Intercâmbio Teen
  • Intercâmbio au pair
  • Intercâmbio voluntário

Referências