Intervalo (música)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.


Intervalo é a diferença de altura entre duas notas. São classificados quanto à simultaneidade ou não dos sons e à distância (altura) entre eles. Na música ocidental, os intervalos são estudados a partir da divisão diatônica da escala. As unidades de medida de intervalos, baseadas na escala logarítmica, são o tom e o semitom. Para intervalos menores que um semitom, são utilizados o savart e o cent (o mais utilizado atualmente).

Tipos[editar | editar código-fonte]

Na escala diatônica, a primeira classificação de um intervalo é quanto à ocorrência de simultaniedade em sua execução. Assim, o intervalo será melódico quando os sons aparecerem em sucessão um ao outro, ou harmônico, caso sejam executados no mesmo instante.

Intervalo Simples e Composto[editar | editar código-fonte]

O intervalo também pode ser simples ou composto, dependendo da distância entre uma e outra nota:

    • Simples: Quando se acha contido dentro de uma oitava.
    • Composto: Quando ultrapassa uma oitava.

Intervalo melódico[editar | editar código-fonte]

Pode ser classificado quanto:

    • A posição do segundo som em relação ao primeiro. Assim, o intervalo será ascendente se o segundo som for de maior frequência (mais agudo) que o primeiro e será descendente caso o segundo som seja de menor frequência (mais grave) que o primeiro.
    • A distância entre os dois sons. Será conjunto o intervalo que distancia de um ou dois semitons (somente o intervalo de segunda) entre as notas e serão disjuntos todos os outros.

Intervalo harmônico[editar | editar código-fonte]

O intervalo harmônico é quando você esta na escola e bate o sinal do recreio, você desce com seu melhor amigo e fica comum intervalo harmônico

Nomes[editar | editar código-fonte]

Intervalos musicais

Os nomes dos intervalos da escala diatónica são dados pela distância vertical entre duas notas – intervalo de segunda entre duas notas seguidas (distância de 2 notas), terça ou terceira entre duas notas cuja distância é de 3 notas, quarta quando a distância é de 4 notas, etc. – mais o designativo que indica se a frequência entre os intervalos são mais ou menos consonantes – intervalo justo ou perfeito, menor, maior, aumentado, diminuto, superaumentado ou superdiminuto – chamado também de "qualidade" do intervalo.

Assim, temos os seguintes intervalos:

Número de semitons Intervalo diatónico Abreviatura Intervalo cromático Abreviatura Nomenclatura latina Abreviatura
0 Primeira justa* 1ªP Segunda diminuta 2ªd
1 Segunda menor 2ªm Primeira aumentada 1ªA Semitom S
2 (1 tom) Segunda maior 2ªM Terceira diminuta 3ªd Tom T
3 Terceira menor 3ªm Segunda aumentada 2ªA
4 (2 tons) Terceira maior 3ªM Quarta diminuta 4ªd
5 Quarta justa 4ªP Terceira aumentada 3ªA
6 (3 tons) Quarta aumentada 4ªA Trítono TT
Quinta diminuta 5ªd
7 Quinta justa 5ªP Sexta diminuta 6ªd
8 (4 tons) Sexta menor 6ªm Quinta aumentada 5ªA
9 Sexta maior 6ªM Sétima diminuta 7ªd
10 (5 tons) Sétima menor 7ªm Sexta aumentada 6ªA
11 Sétima maior 7ªM Oitava diminuta 8ªd
12 (6 tons) Oitava justa 8ªP Sétima aumentada 7ªA
  • Observação: Alguns autores chamam o intervalo de Primeira Justa apenas de uníssono, isto não está correto. Uníssono é o termo que se dá quando dois ou mais sons de mesma altura são produzidos simultaneamente. Portanto, quando dois ou mais sons de mesma altura são produzidos sucessivamente, isto é, um após o outro, não há Uníssono e ainda assim existe o intervalo de Primeira Justa.

Nota:

Um intervalo menor, quando decrescido de um semitom, se transforma em um intervalo diminuto.
Um intervalo maior, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo aumentado.
Um intervalo diminuto, quando decrescido de mais de um semitom, se transforma em um intervalo mais que diminuto, ou super diminuto.
Um intervalo aumentado, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo mais que aumentado ou super aumentado.
Um intervalo justo, quando decrescido de um semitom, se transforma em um intervalo diminuto.
Um intervalo justo, quando acrescido de um semitom, se transforma em um intervalo aumentado

Os intervalos com a mesma distância em semitons mas com nomes diferentes, como por exemplo a quarta aumentada e a quinta diminuta, ou a terça diminuta e a segunda maior, têm o nome de intervalos enarmónicos.

Existe um meio mais racional e fácil de se saber a qualidade de um dado intervalo sem ter de contar o número de semitons entre as notas. Basta ter em conta o facto de, na escala diatónica ou natural, a distância entre todas as notas é de um tom, excepto entre as notas Mi e , e Si e , onde o intervalo é de um semitom - são os chamados semitons naturais.

Uma vez identificado onde se localizam esses semitons naturais, basta ter em conta que:

  • Nos intervalos de segunda e terceira são maiores os que não possuem, isto é, não "passam por" nenhum semitom natural.
  • Nos intervalos de sexta e sétima, são maiores os que possuem apenas um semitom natural.
  • Os intervalos de quarta e quinta são todos perfeitos, com excepção do trítono (quarta aumentada ou quinta diminuta).

Resumo:

Os intervalos de 2ª podem ser maiores, menores, diminutos ou aumentados: Exemplo: 2ª maior: DÓ - RÉ (um tom) 2ª menor: DÓ - RÉb (1/2 tom) 2ª diminuta: DÓ - RÉbb (enarmonia) 2ª aumentada DÓ - RÉ# (1 tom e meio)

Os intervalos de 3ª podem ser maiores, menores, diminutos ou aumentados: Exemplo: 3ª maior: DÓ - MI (2 tom) 3ª menor: DÓ - MIb (1 tom e meio) 3ª diminuta: DÓ - MIbb (1 tom) 3ª aumentada DÓ - MI# (2 tom e meio)

Os intervalos de 4ª podem ser justos, diminutos ou aumentados: Exemplo: 4ª justa: DÓ - FA (2 tons e meio) 4ª diminuta: DÓ - FAb (2 tons) 4ª aumentada: DÓ - FA# (3 tons)

Os intervalos de 5ª podem ser justos, diminutos ou aumetados: Exemplo: 5ª justa: DÓ - SOL (3 tons e meio) 5ª diminuta: DÓ - SOLb (3 tons) 5ª aumentada: DÓ - SOL# (4 tons)

Os intervalos de 6ª podem ser maiores, menores, diminutos ou aumentados: Exemplo: 6ª maior: DÓ - LA (4 tons e meio) 6ª menor: DÓ - LAb (4 tons) 6ª diminuta: DÓ - LAbb (3 tons e meio) 6ª aumentada DÓ - LA# (5 tons)

Os intervalos de 7ª podem ser maiores, menores, diminutos ou aumentados: Exemplo: 7ª maior: DÓ - SI (5 tons e meio) 7ª menor: DÓ - SIb (5 tons) 7ª diminuta: DÓ - SIbb (4 tons e meio) 7ª aumentada DÓ - SI# (6 tons)

Os intervalos de 8ª podem ser justos, diminutos ou aumentados: Exemplo: 8ª justa: DÓ - DÓ (6 tons) 8ª diminuta: DÓ - DÓb (5 tons e meio) 8ª aumentada: DÓ - DÓ# (6 tons e meio)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Tabela de Intervalos e Músicas A associação de cada intervalo musical com duas notas de uma música conhecida facilita a memorização durante o aprendizado. Nesta lista, são apresentadas músicas brasileiras que podem ser usadas para a memorização dos intervalos.
  • Musictheory.net


Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.