Ipubi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ipubi
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 2 de março
Fundação 1958
Gentílico ipubiense
Prefeito(a) Francisco Rubens Mário Chaves Siqueira (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ipubi
Localização de Ipubi em Pernambuco
Ipubi está localizado em: Brasil
Ipubi
Localização de Ipubi no Brasil
07° 39' 07" S 40° 08' 56" O07° 39' 07" S 40° 08' 56" O
Unidade federativa  Pernambuco
Mesorregião Sertão Pernambucano IBGE/2008[1]
Microrregião Araripina IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes norte: Araripe e Santana do Cariri (ambas no estado do Ceará); sul: Ouricuri; leste: Bodocó e oeste: Araripina e Trindade (Pernambuco).
Distância até a capital 581,6033 km
Características geográficas
Área 665,624 km² [2]
População 30 037 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 45,13 hab./km²
Altitude 535 m
Clima Tropical semi-árido BshW
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,550 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 148 864 mil IBGE/2011[5]
PIB per capita R$ 5 221 45 IBGE/2011[5]
Página oficial

Ipubi é um município brasileiro do estado de Pernambuco.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Ipubi localiza-se a uma latitude 07º39'07" sul e a uma longitude 40º08'56" oeste, estando a uma altitude de 535 metros. Sua população estimada em 2004 era de 23.971 habitantes.

Possui uma área de 972,17 km² e é formado pelos distritos de: Ipubi (sede), Serra Branca e Serrolandia e pelo povoado da Mineradora São Severino.

História[editar | editar código-fonte]

O município originou-se da Fazenda Poço Verde, no sopé da Chapada do Araripe. O povoamento foi intensificado a partir de 1938, quando iniciou a feira livre local.

Pertencente ao município de Ouricuri, o distrito de Ipubi foi criado a 31 de dezembro de 1943. Tornou-se município autônomo através da lei estadual nº 3.340, datada de 31 de dezembro de 1958, sendo instalado a 1 de março de 1962, tendo como 1º prefeito o farmacêutico Antônio Rodrigues Lucena. Administrativamente, o município é formado pelo distrito sede e pelos povoados de Serra Branca e Serrolândia.

Anualmente, no dia 2 de março Ipubi comemora a sua emancipação política. O padroeiro da cidade é Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

O topônimo Ipubi provém do tupi ipu-obi = poço ou fonte verde, quando ocorreu a Reforma Administrativa do Estado que criou o distrito de Ipubi.

Economia[editar | editar código-fonte]

Em Ipubi, a agricultura já foi a tividade econômica predominante, perdendo espaço atualmente para a exploração da gipsita. Ainda assim ainda são produzidos feijão, mandioca, milho, e Hortifrutis como: Alface, Coentro, Tomate, Pimentão, Manga, Acerola, Banana, Laranja etc. O rebanho de bovinos, a Apicultura e a criação de aves são outras fontes de renda do município.

A região do Araripe concentra 40% das reservas de gipsita do mundo e Ipubi seu maior produtor de gipsita e um dos maiores produtores de gesso e derivados: placas, divisórias gesso agrícola para uso na correção de solos, tijolos, etc. Por isso, se caracteriza pela exploração do mineral no chamado polo gesseiro. A extração da gipsita representa 95% da produção nacional de gesso, que propiciou a formação de um parque industrial na região, gerando cerca de doze mil empregos diretos e 60 mil indiretos.

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de 'Ipubi faz parte da Região de Desenvolvimento do Araripe, localizada na Mesorregião do sertão pernambucano. Essa região representa 18,8% do território estadual com 18.576,9 km² e abrange ainda, os municípios de Araripina, Bodocó, Cedro, Exu, Granito, Ouricuri, Moreilândia, Parnamirim, Salgueiro, Santa Cruz, Santa Filomena, Serrita, Trindade e Verdejante.

O município situa-se na unidade geoambiental das Chapadas Altas.Parte do sul do município, está na unidade geoambiental da Depressão Sertaneja. A vegetação natural é a caatinga.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município de Ipubi está nos domínios da bacia hidrográfica do Rio Brígida. Seus principais tributários são os riachos do Manuíno e de Santo Antônio, ambos de regime intermitente. Conta ainda com os açudes: Manuíno, com capacidade de 1.984.117 m³ e Cacimbão.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa Populacional 2011. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (outubro de 2013). Página visitada em 23 de outubro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 01 de outubro de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2011. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 18 dez. 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Pernambuco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.