Ipueiras (Ceará)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ipueiras
Bandeira de Ipueiras
Brasão de Ipueiras
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 25 de outubro de 1883
Gentílico ipueirense
Prefeito(a) Raimundo Nonato de Oliveira (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Ipueiras
Localização de Ipueiras no Ceará
Ipueiras está localizado em: Brasil
Ipueiras
Localização de Ipueiras no Brasil
04° 32' 31" S 40° 43' 08" O04° 32' 31" S 40° 43' 08" O
Unidade federativa  Ceará
Mesorregião Noroeste Cearense IBGE/2008 [1]
Microrregião Ipu IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes norte: Ipu e Croatá sul: Poranga Ararendá e Nova Russas leste: Hidrolândia oeste: estado do Piauí
Distância até a capital 298 km
Características geográficas
Área 1 474,108 km² [2]
População 37 874 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 25,69 hab./km²
Altitude 231 m
Clima Tropical Semiárido brando
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,617 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 125 897,345 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 210,03 IBGE/2008[5]
Página oficial

Ipueiras é um município brasileiro do estado do Ceará. Localizado na Mesorregião do Noroeste Cearense e na Microrregião de Ipu.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O topônimo Ipueiras vem do tupi-guarani y(água), puera (que já foi e não é mais) e significa lugar raso onde se acumula água. Silveira Bueno, confirma esta versão: rio que corria e já não corre. Assim é o rio Jatobá, o rio de Ipueiras, seco na maior parte do ano, mas na época das chuvas, quando enche, vira um espetáculo.

Sua denominação original era Fazenda Ipueiras e, desde 1883, Ipueiras.[6]

História[editar | editar código-fonte]

O atual território de Ipueiras, localizado no lado sul da Chapada da Ibiapaba na divisa com as terras do Sertão de Cratéus, era habitados por nações indígenas como os Tupi (Tabajara, Tupinambá) e Tapuia (Calabaça, Carariju, Kariri, Inhamun, Karati, Jaburu, Javanbé),.[7] [8]

Com a expansão da pecuária no ciclo da carne de charque, surge nesta região fazendas de gado, com diversos conflítos entres índigenas e fazendeiros; e entre fazendeiros da região dos sertões do Sertão de Cratéus. Deste núcleo agropecuário surge Ipueiras como centro urbano.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Tropical quente semi-árido com pluviometria média de 977 mm [9] com chuvas concentradas de janeiro à abril.[10]

Hidrografia e recursos hídricos[editar | editar código-fonte]

As principais fontes de água são os rios Diamante e Jatobá; os riachos do Mel, da Tapera do Pequizeiro e do Góes. O açude de maior porte é o açude Jatobá.

Relevo e solos[editar | editar código-fonte]

Localizado no lado sul da Chapada da Ibiapaba na divisa com os sertões dos Sertão de Cratéus, as principais elevações situam-se na Serra da Ibiapaba.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A vegetação da região faz parte da flora da Chapada da Ibiapaba, que possui a caatinga como predominante, a floresta atlântica, a floresta subcaducifólia amazônica e o cerrado. A caatinga é constituída basicamente de árvores a arbustos espinhentos, que perdem as folhas na estação seca, de plantas suculentas espinhosas e de plantas herbáceas que desenvolvem-se depois das chuvas.

Fauna[editar | editar código-fonte]

A fauna possui animais como o mocó, o macaco-prego, o mico-estrela, o tamanduá-mirim, a cotia.

Subdivisão[editar | editar código-fonte]

O município é dividido em 11 distritos: Ipueiras (sede),Nova Fátima, Alazans, América, Balseiros, Engenheiro João Tomé (Charito), Gázea, Livramento, Matriz, São José e São José das Lontras.

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia é baseada na agricultura: algodão arbóreo e herbáceo, banana, mamona, milho e feijão; e na pecuária: bovinos, suínos e avícola.

Existem nove indústrias, sendo cinco de bebidas, duas de madeira, uma de produtos alimentares e uma de vestuário, calçados e artigos de tecidos, couro e peles.

Cultura[editar | editar código-fonte]

O principais eventos culturais são:

Política[editar | editar código-fonte]

A administração municipal localiza-se na sede: Ipueiras.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/dtbs/ceara/ipueiras.pdf
  7. Sebok. Lou, Atlases published in the Netherlands in the rare atlas collection. Compiled and edited by Lou Seboek. National Map Collection (Canada), Ott
  8. Aragão, R. B, Indios do Ceará e Topônimios indígenas, Fortaleza, Barraca do Escritor Cearense. 1994
  9. Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos - FUNCEME.
  10. Instituto nacional de Pesquisa espacial - INPE.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Ceará é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.