Irene Lecapena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Irene Lecapena
Selo de Pedro I e Irene
Imperatriz-consorte da Bulgária
Reinado 8 de novembro de 927-ca. 966
Coroação 8 de novembro de 927
Esposa Pedro I da Bulgária
Descendência
Plenimir
Bóris II
Romano I
Nome completo
Maria Lecapena
Casa Lecapeno
Pai Cristóvão Lecapeno
Mãe Augusta Sofia
Morte ca. 966

Irene Lecapena (nascida Maria; em búlgaro: Ирина Лакапина; Μαρία/Ειρήνη Λακαπηνή) foi a imperatriz consorte de Pedro I da Bulgária. Ela era filha de Cristóvão Lecapeno, filho e co-imperador de Romano I Lecapeno do Império Bizantino com sua esposa, a augusta Sofia[1] .

Para se provar um sucessor digno de seu pai, tanto em casa quanto aos olhos dos governos vizinhos, o novo imperador da Bulgária, Pedro I, realizou uma demonstração de força ao invadir a Trácia bizantina em maio de 927 e quase que imediatamente mostrou-se pronto a negociar uma paz permanente. Romano se aproveitou da situação e propôs um casamento entre as casas imperiais de Bizâncio e da Bulgária: ele arranjou para que sua neta, Maria, se casasse com Pedro. Pela primeira vez na história bizantina, uma princesa bizantina seria dada em casamento a um monarca estrangeiro e, décadas depois, Constantino VII Porfirogênito criticaria Romano pela concessão. Em outubro de 927, Pedro chegou a Constantinopla para se encontrar com Romano e assinar o tratado de paz, casando-se com Maria em 8 de novembro. Para comemorar uma nova era nas relações entre búlgaros e bizantinos, Maria foi rebatizada "Irene" ("paz" em grego).

Família[editar | editar código-fonte]

Irene e Pedro I tiveram diversos filhos, incluindo:

  • Plenimir
  • Bóris II, que sucedeu ao pai como imperador da Bulgária em 969
  • Romano I, imperador da Bulgária em 977

Referências