Irídio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Iridio)
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Irídio Stylised Lithium Atom.svg
ÓsmioIrídioPlatina
Rh
  Cubic-face-centered.svg
 
77
Ir
 
               
               
                                   
                                   
                                                               
                                                               
Ir
Mt
Tabela completaTabela estendida
Aparência
branco prateado

Informações gerais
Nome, símbolo, número Irídio, Ir, 77
Série química Metal de transição
Grupo, período, bloco 9, 6, d
Densidade, dureza 22650 kg/m3, 6,5
Número CAS 7439-88-5
Número EINECS
Propriedade atómicas
Massa atômica 192,217(3) u
Raio atómico (calculado) 135 pm
Raio covalente 137 pm
Raio de Van der Waals pm
Configuração electrónica [Xe] 4f14 5d7 6s2
Elétrons (por nível de energia) 2, 8, 18, 32, 15, 2 (ver imagem)
Estado(s) de oxidação -3, -1, 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6
Óxido básico
Estrutura cristalina cúbica centrada nas faces
Propriedades físicas
Estado da matéria sólido
Ponto de fusão 2 719 K
Ponto de ebulição 4 701 K
Entalpia de fusão 26,1 kJ/mol
Entalpia de vaporização 604 kJ/mol
Temperatura crítica  K
Pressão crítica  Pa
Volume molar m3/mol
Pressão de vapor 10 Pa a 2957 K
Velocidade do som 4 825 m/s a 20 °C
Classe magnética Paramagnético
Susceptibilidade magnética
Permeabilidade magnética
Temperatura de Curie  K
Diversos
Eletronegatividade (Pauling) 2,2
Calor específico 130 J/(kg·K)
Condutividade elétrica 19,7 × 106 S/m
Condutividade térmica 147 W/(m·K)
Potencial de ionização 880 kJ/mol
2º Potencial de ionização 1600 kJ/mol
3º Potencial de ionização kJ/mol
4º Potencial de ionização kJ/mol
5º Potencial de ionização kJ/mol
6º Potencial de ionização kJ/mol
7º Potencial de ionização kJ/mol
8º Potencial de ionização kJ/mol
9º Potencial de ionização kJ/mol
10º Potencial de ionização kJ/mol
Isótopos mais estáveis
iso AN Meia-vida MD Ed PD
MeV
191Ir 37,3% estável com 114 neutrões
192mIr sintético 241 a TI 0,155 122Ir
193Ir 62,7% estável com 116 neutrões
Unidades do SI & CNTP, salvo indicação contrária.

O irídio (do latim "iris", íris ou arco-íris) é um elemento químico, simbolo Ir, de número atômico 77 (77 prótons e 77 elétrons) com massa atómica 192,2 u situado no grupo 9 da tabela periódica dos elementos.

Trata-se de um metal de transição, duro, frágil, pesado, de cor branco prateado. É empregado em ligas de alta resistência que podem suportar elevadas temperaturas. É um elemento pouco abundante, encontrado na natureza associado ao ósmio e à platina. É um elemento muito resistente à corrosão. À temperatura ambiente, o irídio encontra-se no estado sólido.

Características principais[editar | editar código-fonte]

O irídio é um metal de transição branco assemelhando-se à platina, mas com uma tonalidade ligeiramente amarelada. Devido a sua extrema dureza e grande fragilidade é difícil de ser moldado ou trabalhado. O irídio é o metal mais resistente à corrosão conhecido.

O irídio não sofre ação de ataque de ácidos ou pela água régia, mas pode ser atacado por alguns sais fundidos, como NaCl e NaCN. A densidade deste elemento é a mais alta conhecida, ligeiramente maior que a do ósmio.

Seus estados de oxidação mais comuns são +1, +3 e +4.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

O principal uso do irídio, devido à sua dureza, é como agente endurecedor em ligas de platina. Outros usos:

  • Para fabricar cadinhos e outros dispositivos que requerem altas temperaturas.
  • Contatos elétricos como, por exemplo, na liga Pt/Ir (velas de ignição).
  • As ligas de irídio/ósmio são quase que inteiramente empregadas em penas de canetas do tipo tinteiro, agulhas de toca-discos , agulhas de bússolas, agulhas de injeção e eixos de diversos instrumentos
  • O irídio tambem é usado em lentes de oculos de sol.
  • O irídio é usado como um catalisador para a carbonilação do metanol produzindo ácido acético.
  • O isótopo Ir-192 é usado em radiografia industrial
  • O isótopo 192 do irídio é largamente empregado em braquiterapia de alta taxa de dose, uma modalidade de tratamento de radioterapia para tumores malignos.

As ligas de irídio com ósmio são denominadas "osmirídio" aquelas que contem maior quantidade de ósmio e "iridiósmio" aquelas que apresentam mais irídio.

História[editar | editar código-fonte]

O irídio foi descoberto em 1803 por Smithson Tennant em Londres, Inglaterra, junto com o ósmio num resíduo colorido escuro de petróleo bruto, dissolvendo o resíduo de platina em água régia. Posteriormente, este elemento foi nomeado a partir da palavra latina que significa “arco-íris” porque seus sais são altamente coloridos.

Uma barra desse metal foi usado como padrão para a unidade de comprimento (metro) e unidade de massa (quilograma) pelo Departamento Internacional de Pesos e Medidas, mantido em Sèvres, perto de Paris. Esta barra é formada por uma liga com 90% de platina e 10% de irídio. De 1960 até 1983, a barra de Paris como unidade padrão de comprimento metro foi substituída pela definição do comprimento de onda da emissão vermelha-alaranjada de um átomo de Kr-86. Atualmente o metro é definido como sendo o comprimento do trajeto percorrido pela luz no vácuo, durante um intervalo de tempo de ¹/299.792.458 de segundo (unidade de base ratificada pela 17ª CGPM — 1983).

O evento KT, marco de tempo entre as eras do cretáceo e o terciário no tempo geológico, foi identificado por um fino estrato de argila rica em irídio. De acordo com muitos cientistas, como Luis Alvarez, este irídio era de origem extraterrestre atribuído a um asteróide ou cometa que chocou-se com a Terra, perto de uma região que agora é a península de Yucatan.

Entretanto, o cientista Dewey M. McLean do Instituto Politécnico da Virgínia (EUA), acredita que o irídio é de origem vulcânica. O núcleo da terra é rico em irídio, e o vulcão "Piton de la Fournaise" (“pico da fornalha”) em Réunião, por exemplo, está liberando irídio até hoje.

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

O irídio é geralmente encontrado na natureza associado à platina ou com outros metais do grupo da platina, em depósitos aluviais. As ligas naturais do irídio incluem "osmirídio" e "iridiósmio", que são misturas de irídio e ósmio. É encontrado em meteoritos.

É obtido comercialmente como um subproduto da mineração e processamento do níquel.

Isótopos[editar | editar código-fonte]

Há dois isótopos naturais do irídio e muitos radioisótopos, sendo o mais estável o o Ir-192 com uma meia-vida de 73,83 dias. O Ir-192 deteriora, por decaimento beta, para Pt-192, enquanto a maioria dos outros radioisótopos decaem em ósmio.

Precauções[editar | editar código-fonte]

O irídio metálico geralmente não é tóxico por ser pouco reativo, entretanto os compostos de irídio devem ser considerados altamente tóxicos.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Irídio