Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hospital
Santa Casa de São Paulo
Fachada principal do Hospital Central.
Nome completo Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo
Localização São Paulo,  Brasil
Fundação 1562
Tipo Privado sem fins lucrativos
Universidade afiliada Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
Especialidades Diversas
Site www.santacasasp.org.br/
editar

A Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo é uma instituição privada considerada o maior hospital filantrópico da América Latina.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Não há registros da data exata de sua fundação, mas estima-se que tenha sido criada por volta de 1560[2] . Sua trajetória é vasta e está, desde o início, atrelada ao desenvolvimento da cidade de São Paulo. A Irmandade já esteve alojada no Largo da Misericórdia, Chácara dos Ingleses e Rua da Glória, até ser inaugurado, em 1884, o Hospital Central no bairro de Vila Buarque. Há 128 anos, a estrutura na região central é a sede da entidade[2] .

Momentos importantes da história da cidade passaram pela Santa Casa. A Irmandade recebeu os soldados da Revolução Constitucionalista, participando ativamente da “Campanha do Ouro para o Bem de São Paulo” e acolhendo a população carente com atendimento em todas as especialidades médicas existentes na época. Desde o início, dedicação à saúde em primeiro lugar.

Fazem parte da instituição, como próprios ou administrados como Organização Social de Saúde, 13 unidades hospitalares, duas policlínicas e uma unidade de pronto atendimento (UPA) no município de Guarulhos, três prontos-socorros municipais e toda a Microrregião Jaçanã/Tremembé composta por 11 unidades básicas de saúde. A Santa Casa é considerada hoje, o maior hospital filantrópico da América Latina e atende cerca de 8 mil pessoas diariamente em todas as especialidades médicas.

Santa Causa[editar | editar código-fonte]

A Santa Causa é um núcleo social da Santa Casa de São Paulo que visa arrecadação de recursos financeiros para dar prosseguimento aos projetos existentes[3] .

O Núcleo de Captação e Desenvolvimento da Santa Casa objetiva, com a realização de projetos e campanhas, tornar públicas as necessidades e viabilizar a obtenção de recursos por meio de parcerias público/privadas priorizando a prática de boas ações, a responsabilidade social empresarial, a cidadania e a oportunidade de participação em projetos que visam a qualidade de vida das pessoas melhorando a condição de saúde e promovendo a prevenção. Existem diferentes formas de participar, escolha uma e ajude a realizar assistência de qualidade a milhares de pessoas.

Projetos e Campanhas[editar | editar código-fonte]

  • Projeto HOSPICE Infantil - Com as doações da campanha Cupom é Vida será construído o Centro Infantil de Terapia da Dor e Cuidados Paliativos para atender crianças com doenças sem possibilidade de cura, aliviando o sofrimento. Prevê o atendimento de 3.000 crianças por ano.
  • Banco de Leite Humano - Para a criação de um Banco de Leite Humano na Santa Casa de São Paulo e atender recém-nascidos da UTI Neonatal do Hospital Central, Hospital Municipal São Luiz Gonzaga e Hospital Estadual Francisco Morato.
  • Campanha NOTA FISCAL PAULISTANA DA SANTA CASA DE SÃO PAULO - Criada para ajudar no custeio da Santa Casa de São Paulo e/ou para projetos de interesse institucional. O imposto gerado pelos serviços será transformado em recursos para os serviços prestados na assistência à saúde pela instituição.

Diferenciais[editar | editar código-fonte]

A Santa Casa de São Paulo é classificada como Hospital de Ensino, reconhecida nacionalmente pelo desenvolvimento de pesquisas técnico/científicas. No Hospital Central funciona o primeiro Centro Brasileiro especializado no Tratamento de Esclerose Múltipla (CATEM), além do maior cadastro de doadores de medula óssea do Brasil, contribuindo diretamente com todas as pessoas que buscam compatibilidade no Registro de Doadores de Medula Óssea (REDOME). Além disso, o Hemocentro da Santa Casa é responsável pelo abastecimento de nove hospitais da cidade.

O Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos conquistou por três anos consecutivos o recorde mundial no número de doadores de órgãos. Em 2010 foram 186 doadores efetivos, possibilitando a realização de 487 transplantes de órgãos (rins, coração, pulmões, fígado e pâncreas) no Estado de São Paulo. A Santa Casa atingiu 58 doadores por milhão de população por ano, ultrapassando a Espanha, que captou 35 doadores na mesma proporção em 2010.

Resultado de um corpo clínico capacitado e equipamentos de ponta para o atendimento médico-hospitalar, como máquinas de diagnóstico por imagem, a Irmandade é referência em atendimentos de emergência, Ortopedia, Pediatria e serviços de alta complexidade como Neurocirurgias e Transplantes.

Além disso, a Santa Casa de São Paulo é uma das primeiras instituições de saúde a trabalhar com redução e reciclagem de materiais hospitalares. No mês de outubro recebeu o selo Empresa Cidadã, da Câmara Municipal, pelo incentivo em difundir a responsabilidade socioambiental, na qualidade das ações e programas apresentados no Balanço Social.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Folha de S. Paulo: Santa Casa de SP interrompe atendimento de urgência e emergência (22 de julho de 2014). Página visitada em 25 de julho de 2014.
  2. a b Após fechar PS, Santa Casa também cancela exames e cirurgias eletivas. G1.com (23/07/2014). Página visitada em 23 de julho de 2014.
  3. Santa Causa - Quem Somos. Página visitada em 23 de julho de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um hospital ou uma instituição de saúde é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.