Ironic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Ironic"
Single de Alanis Morissette
do álbum Jagged Little Pill
Lançamento Estados Unidos Canadá Fevereiro de 1996
União Europeia Abril de 1996
Formato(s) CD single
Gênero(s) Rock alternativo
Post-grunge
Duração 3:47
Gravadora(s) Maverick
Composição Alanis Morissette e Glen Ballard
Produção Glen Ballard
Cronologia de singles de Alanis Morissette
Último
Último
"All I Really Want"
(1995)
"You Learn"
(1995)
Próximo
Próximo

"Ironic" é o décimo segundo single da carreira da cantora canadense Alanis Morissette, de seu terceiro álbum de estúdio, Jagged Little Pill.

Letra[editar | editar código-fonte]

Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete irónico.

Na canção, o uso da palavra "irônico" atraiu atenção,[1] [2] [3] para o que muitos consideram uma aplicação abusiva do termo. Duas situações postas por Morissette na letra são indiscutivelmente os exemplos cómicos e irônicos. Alanis afirmou que "Ironic", não foi levado muito a sério no instante em que a compunha.

Álbuns & Faixas[editar | editar código-fonte]

Álbum - Single

  1. Ironic (Down The Alley Live Version) - 4:07

Versão alternativa[editar | editar código-fonte]

Em 2004, Alanis Morissette modificou a letra, acrescentando frases de apóio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.[4]

"É encontrar o homem dos meus sonhos
E então encontrar o lindo marido dele"

Ela cantou essa versão pela primeira vez no 15° GLAAD Media Awards, em Março de 2004.[5] Além disso, ela gravou uma versão acústico da música com a letra alterada para o lançamento exclusivo no iTunes Store. Em 2005, Alanis Morissette cantou essa versão de "Ironic" com Avril Lavigne.

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

O videoclipe da canção foi lançado em Janeiro de 1996. Foi dirigido por Stéphane Sednaoui e, nele, Alanis dirige um Lincoln Continental Mark V preto, em um dia de inverno. Ela interpreta todos os passageiros do carro: com camisa verde, sentada no banco de trás, com camisa amarela com o cabelo trançado, também no banco de trás, e com suéter vermelho no banco do passageiro, na frente. No final do vídeo, Alanis sai do carro, e no carro só havia ela.

O videoclipe recebeu seis indicações no MTV Video Music Awards em 1996 e ganhou três: "Melhor Vídeo Feminino", "Novo Melhor Artista" e "Melhor Edição". Recebeu indicações para o GRAMMY Awards de 1997, na categoria "Melhor Videoclipe", mas perdeu para "Free as a Bird" dos Beatles.

Versões Cover e uso na Mídia[editar | editar código-fonte]

"Ironic" foi performado pela banda pop punk, Four Year Strong, para seu álbum cover de canções dos anos 90, Explains It All (2009).[6] No romance de 1996 Naïve. Super do autor norueguês Erlend Loe, o protagonista vê o vídeo da canção na televisão e sonha com "um encontro com Alanis e viver em uma casa junto com ela."[7] Nos quadrinhos Jay and Silent Bob (1998), a personagem Tricia Jones está cantando "Ironic" antes de Jay ir para o chuveiro.[8] Em 2003, Ji-In Cho performou a canção para a versão alemã do show de talentos, Fame Academy, que se tornou um sucesso nas paradas alemãs.[9] Em setembro de 2001, "Ironic" foi listado como "uma das músicas consideradas impróprias devido a suas letras" pela empresa norte-americana de comunicação em massa Clear Channel Communications, após os ataques de 11 de setembro.[10] A música da canção foi apresentada na comédia romântica Nunca é Tarde para Amar (2007), onde Saoirse Ronan, como Izzie Mensforth, canta uma versão alterada das letras em um show de talentos.[11]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

Sucesso[editar | editar código-fonte]

"Ironic" ocupou o 2° lugar da Billboard Modern Rock Tracks nos Estados Unidos, onde permaneceu por três semanas. Segundo as paradas nas rádios, a canção foi a mais popular de Alanis. Além disso, alcançou a 4° posição na Billboard Hot 100.

Em outros países, "Ironic", não teve tanto sucesso assim, porém, ocupou a 11° posição no Top 20 do Reino Unido. A canção é considerado um dos grandes hits de Alanis Morissette, e recebeu grande aclamação da crítica em seu lançamento. A canção é popular até hoje, principalmente devido a sua letra.

Paradas[editar | editar código-fonte]

Precessão e Sucessão[editar | editar código-fonte]

Precedido por
"Wonderwall" por Oasis
Estados Unidos no "Alternative Songs"
Single Número Um

16 de Março de 1996 - 30 de Março de 1996
Sucedido por
"Champagne Supernova" por Oasis

Referências

  1. It Is Ironic, Isn't It?. Visitado em 11 de Julho de 2009.
  2. The Heuristic Squelch: Morissette Single Reaches New Levels of Meta-Irony Tommaso Sciortino. Visitado em 11 de Julho de 2009.
  3. Irony and Ignorance (17 de Abril de 2004). Visitado em 11 de Julho de 2009.
  4. VH1.com : Alanis Morissette : Alanis Isn't Angry Anymore — She's In Love - Rhapsody Music Downloads Jennifer Vineyard (4 de Junho de 2004). Visitado em 11 de Julho de 2009.
  5. USATODAY.com - Politics in play at gay awards William Keck do USA Today (28 de Março de 2004). Visitado em 11 de Julho de 2009.
  6. Leahey, Andrew. Explains It All – Four Year Strong Allmusic. Rovi Corporation. Visitado em March 24, 2011.
  7. Loe, Erlend. Naïve. Super. I. ed. Edinburgh, Scotland: Canongate Books, 2001. p. 145. vol. 1. OCLC 60418971. ISBN 978-1-84195-672-5. Visitado em March 28, 2011.
  8. {{{2}}}
        Argumento : {{{3}}}
  9. Fame Academy featuring Ji-in Cho: Ironic (em german) Musicline.de Phononet GmbH. Visitado em 14 July 2012.
  10. It's the End of the World as Clear Channel Knows It Slate The Washington Post Company (September 17, 2001). Visitado em March 23, 2013.
  11. Predefinição:Cite AV media
  12. "Ironic", in Swiss, French, Dutch, Belgian (Flanders and Wallonia), Swedish, Norwegian, Australian and New Zealander Singles Chart Lescharts.com (Retrieved January 28, 2008)


Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.