Isabel de Angoulême

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Isabel de Angoulême
Condessa de Angoulême
Rainha de Inglaterra
Isabelle d'Angoulême.jpg
Rainha consorte de Inglaterra
Governo
Reinado 24 de agosto de 1200 - 19 de outubro de 1216
Coroação 8 de outubro de 1200
Consorte João de Inglaterra
Hugo X de Lusignan
Antecessor Berengária de Navarra
Sucessor Leonor da Provença
Vida
Nascimento c. 1188 [1]
Morte 31 de maio de 1246
Abadia de Fontevraud , Fontevraud-l'Abbaye
Sepultamento Abadia de Fontevraud
Pai Aymer de Angoulême
Mãe Alice de Courtenay

Isabel de Angoulême (c. 1188Fontevraud, 31 de maio de 1246) foi condessa de Angoulême e rainha da Inglaterra, a segunda esposa do rei João I de Inglaterra, conhecido como João Sem Terra. Era conhecida como uma das mulheres mais belas de seu tempo.

Teve 5 filhos com João, sendo o mais velho Henrique III sucessor do pai no trono de Inglaterra. Quando tinha 12 anos, foi raptada por João Sem Terra que a conheceu passeando pela floresta em companhia do noivo, Hugo X de Lusignan. Isabel, conseguiu prender o rei, considerado dissoluto e violento com as mulheres, fazendo com que ele passasse a maior parte do tempo na cama em companhia dela.

João Sem Terra era criticado pelos nobres que diziam que ele fora preso debaixo dos lençóis da esposa. Depois da morte de João, Isabel ajudou na coroação do filho e voltou para Angoulême. Ao levar a filha Joana, que havia sido prometida em casamento ao seu antigo noivo, Hugo de Lusignant, Isabel acabou superando a filha e se casou com Hugo. A filha voltou para a Inglaterra e acabou casando com Alexandre II da Escócia.

Hugo de Lusignant, perdidamente apaixonado e feliz pelo reencontro com a noiva tornou-se um escravo da beleza e da sensualidade de Isabel. Ao morrer, Isabel foi homenageada pelo filho e rei da Inglaterra, que colocou na lápide da mãe a inscrição: "Isabel de Angoulême: Nunca houve uma mulher tão bela."

Filhos[editar | editar código-fonte]

Do casamento com João, nasceram:

O seu segundo casamento com Hugo X de Lusignan, resultou em diversos filhos:

  • Hugo XI de Lusignan (1221 – 6 de abril de 1250) - Senhor de Lusignan, Conde de La Marche e Conde de Angoulême. Foi noivo de Isabel de França, filha de Luís XIII de França, mas ela rompeu o noivado. Se casou com Iolanda da Bretanha, suo jure Condessa de Penthrièvre e Porhoet, que havia sido anteriormente noiva de Henrique III. Teve filhos;
  • Aimer de Valence (1222 – 4 de dezembro de 1260) - Foi Bispo de Winchester;
  • Inês de Lusignan (1223 – 1269) - Esposa de Guilherme II de Chauvigny, com quem teve filhos;
  • Alice de Lusignan (1224 – 9 de fevereiro de 1256) - Condessa de Surrey por seu casamento com João de Warenne, 6.° conde de Surrey. Teve descendência;
  • Guy de Lusignan (c. 1225 – 1264) - Morto na Batalha de Lewes da Segunda Guerra dos Barões, ocorrida em 14 de maio de 1264, em Sussex;
  • Godofredo de Lusignan (c. 1226 – 1274) - Marido de Joana, Viscondessa de Châtellerault, com quem teve filhos;
  • Isabel de Lusignan (c. 1224 – 14 de janeiro de 1300) - Casou-se primeiramente com Maurício IV, Senhor de Craon, e foi mãe de seus filhos. Em segundo lugar, se casou com Godofredo de Rancon, e não teve filhos novamente;
  • Guilherme de Valence, 1.° conde de Prembroke - Participou da Segunda Guerra dos Barões, apoiando o seu meio-irmão Henrique III e seu sobrinho, Eduardo Longshanks. Foi casado com Joana de Munchensi, e deixou filhos;
  • Margarida de Lusignan (c. 1229 – 1288) - Seu primeiro marido foi Raimundo VII de Tolosa e, o segundo foi Aimeri IX de Thouars, Visconde de Thouars. Deixou descendência.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Isabel de Angoulême
Precedida por:
Berengária de Navarra
Rainha de Inglaterra
Royal Arms of England (1198-1340).svg

24 de agosto de 120018 de outubro de 1216
Sucedida por:
Leonor da Provença
Precedida por:
Aimer de Angoulême
Condessa de Angoulême
Ecu losangé d'or et de gueules.svg

16 de junho de 12024 de junho de 1246
Sucedida por:
Hugo X de Lusignan
Ícone de esboço Este artigo sobre uma Rainha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Princeton.edu