Isabel de Angoulême

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.


Isabel de Angoulême
Condessa de Angoulême
Rainha de Inglaterra
Isabelle d'Angoulême.jpg
Governo
Antecessor Berengária de Navarra
Sucessor Leonor da Provença
Vida
Nascimento c. 1190
Morte 31 de maio de 1246
Fontevrault

Isabel de Angoulême (circa 1190Fontevrault, 31 de maio de 1246) foi condessa de Angoulême e rainha da Inglaterra, a segunda esposa do Rei João I de Inglaterra, conhecido como João Sem Terra. Era conhecida como uma das mulheres mais belas de seu tempo.

Teve 5 filhos com João, sendo o mais velho Henrique III sucessor do pai no trono de Inglaterra. Quando tinha 12 anos, foi raptada por João Sem Terra que a conheceu passeando pela floresta em companhia do noivo, Hugo X de Lusignan. Isabel, conseguiu prender o rei, considerado dissoluto e violento com as mulheres, fazendo com que ele passasse a maior parte do tempo na cama em companhia dela.

João Sem Terra era criticado pelos nobres que diziam que ele fora preso debaixo dos lençóis da esposa. Depois da morte de João, Isabel ajudou na coroação do filho e voltou para Angoulême. Ao levar a filha Joana, que havia sido prometida em casamento ao seu antigo noivo, Hugo de Lusignant, Isabel acabou superando a filha e se casou com Hugo. A filha voltou para a Inglaterra e acabou casando com Alexandre II da Escócia.

Hugo de Lusignant, perdidamente apaixonado e feliz pelo reencontro com a noiva tornou-se um escravo da beleza e da sensualidade de Isabel. Ao morrer, Isabel foi homenageada pelo filho e rei da Inglaterra, que colocou na lápide da mãe a inscrição: "Isabel de Angoulême: Nunca houve uma mulher tão bela."

Precedida por:
Berengária Ximenes
Rainha de Inglaterra
24 de junho de 120018 de outubro de 1216
Sucedida por:
Leonor da Provença


Ícone de esboço Este artigo sobre uma Rainha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.