Isabel de Aragão e Castela, Rainha de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Isabel de Aragão e Castela
Rainha de Portugal
Isabel, rainha de Portugal
Governo
Reinado 6 de Outubro de 1497 - 23 de Agosto de 1498
Consorte Afonso de Portugal
Manuel I
Casa Real Trastâmara
Títulos Princesa das Astúrias (1497-1498)
Vida
Nascimento 2 de Outubro de 1470
Dueñas, Espanha
Morte 28 de Agosto de 1498 (27 anos)
Saragoça, Espanha
Sepultamento Toledo, Espanha
Filhos com Manuel I
Miguel da Paz
Pai Fernando II de Aragão
Mãe Isabel I de Castela

Isabel de Aragão e Castela ou Dona Isabel de Trastâmara y Trastâmara (Dueñas, 2 de outubro de 1470Saragoça, 28 de agosto de 1498) foi filha de Fernando II de Aragão e de Isabel I de Castela. Filha primogénita, foi irmã de Joana, a Louca, de Maria de Aragão e Castela, de Catarina de Aragão e de João, Príncipe das Astúrias.

Em consequência do tratado de Alcobozes(Tercerías de Moura ), casou em Évora, em 1490, com o príncipe Afonso de Portugal, herdeiro da coroa, filho do rei João II.

Viúva, voltou a casar com o primo direito do sogro, o rei Manuel I. Morreu de parto em Saragoça, ao dar à luz o príncipe Miguel da Paz, jurado herdeiro das coroas de Portugal, Castela e Aragão, e falecido precocemente em 1500.

Isabel morreu em 1498, durante um difícil trabalho de parto, pondo fim ao velho sonho de João II de unir as coroas ibéricas em mãos portuguesas.

O rei Manuel I, ao partir de Castelo de Vide para Valença d'Alcântara em Outubro para receber sua mulher Isabel, filha de Fernando de Aragão e de Isabel de Castela, levou como companhia seus grandes amigos Diogo da Silva, Conde de Portalegre; Fernando de Menezes, Conde de Alcoutim; Diogo seu irmão; João de Menezes, mordomo-mor, depois prior do Crato e conde de Tarouca; Martinho de Castel-Branco, veador da Fazenda e depois Conde de Vila Nova de Portimão; Francisco de Almeida; Pedro da Silva, comendador-mor de Avis; Aires da Silva, regedor da Casa da Suplicação; Francisco de Sá, veador da Fazenda da cidade do Porto; Jorge Mouto, guarda-mor, João de Sousa, Fernando Martins Mascarenhas.

Em 29 de março de 1498 o rei Manuel I partiu de Lisboa para Castela com a rainha Isabel, deixando a irmã, a rainha Leonor, como regente. Entrou em Badajoz com Jorge (bastardo do rei João II de Portugal), Diniz (seu sobrinho, irmão de Jaime, duque de Bragança), Álvaro seu tio, Diogo da Silva, conde de Portalegre; o Bispo da Guarda, Pero Vaz, seu capelão-mor, e o de Tânger, Diogo Ortiz; D. João de Menezes, mordomo-mor; Francisco, filho de Afonso, Bispo de Évora, depois Conde de Vimioso; Francisco de Almeida, que foi depois o primeiro vice-rei da Índia; que todos iam vestidos de dó, por falecimento do príncipe João de Castela. Foram a Guadalupe, depois para Mérida no domingo de Ramos, e para Toledo, onde foram jurados príncipes herdeiros dos reinos de Castela e Leão. Partiram depois para o reino de Aragão, em Saragoça chegaram a 1 de junho de 1498.

Em 24 de agosto, dia de São Bartolomeu, a rainha pariu com muito trabalho um filho, que chamaram Miguel, herdeiro dos reinos de Portugal, Castela, Leão, Sicília e Aragão, que morreria em Granada em 19 de julho de 1500 aos 21 meses). Ao tempo em que pariu, presentes o rei seu pai Fernando, a sua mãe rainha Isabel, e o rei Manuel seu marido, e a teve em seus braços Francisco de Almeida, de quem fiz menção. Morreu «à força de sangue que lhe soltara sem lho poderem estancar».

Precedida por:
João de Aragão
Princesa das Astúrias
4 de outubro de 149723 de agosto de 1498
Sucedida por:
Miguel da Paz
Precedida por:
Leonor de Avis
Estandarte de Manuel I
Rainha de Portugal

6 de outubro de 149723 de agosto de 1498
Sucedida por:
Maria de Aragão
Ícone de esboço Este artigo sobre Rainhas de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.