Isidoro I de Constantinopla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Isidoro I de Constantinopla, dito Buchiras, foi o patriarca grego ortodoxo de Constantinopla de 1347 até 1350. Ele foi um discípulo e seguidor de Gregório Palamas.

Vida[editar | editar código-fonte]

Pouco se sabe sobre a sua vida. Ele nasceu na Tessalônica no final da década de 1290 e lá se tornou um professor e um líder espiritual. Como discípulo de Palamas, ele foi sugado pela controvérsia hesicasta entre os seguidores de Gregório e os de Barlaão da Calábria no meio do século XIV.

Em 1345, Isidoro, que era então o bispo eleito de Monemvasia, e Gregório foram excomungados por uma reunião de bispos anti-hesicastas que se reunira em Constantinopla sob o comando do patriarca João XIV Calecas, que também era um adversário de Gregório[1] . Tanto Palamas quanto Isidoro Buchiras se retrataram neste concílio.

Em fevereiro de 1347, durante um sínodo convocado pelo imperador bizantino João VI Cantacuzeno, o patriarca João foi deposto, Isidoro foi reabilitado e eleito seu sucessor como patriarca de Constantinopla. Logo que assumiu, Isidoro soltou Gregório da prisão e o consagrou arcebispo de Tessalônica.

Patriarcado[editar | editar código-fonte]

Durante os seu patriarcado de pouco mais de dois anos, Isidoro procurou fazer com que toda a Igreja Bizantina aceitasse o palamismo e, para isso, selecionou apenas bispos deste partido. Ele também instituiu duras penalidades para os que se recusassem[2] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Isidoro I de Constantinopla
(1347 - 1350)
Precedido por: Cruz ortodoxa.png
Lista dos patriarcas grego ortodoxos de Constantinopla
Sucedido por:
João XIV 145.º Calisto I


Referências

  1. Wikisource-logo.svg "Hesychasm" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  2. Jugie, Martin. The Palamite Controversy (em ). [S.l.: s.n.]. Visitado em 22/01/2011.