It All Belongs to Me

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"It All Belongs to Me"
Capa promocional para o download digital.
Single de Monica e Brandy
do álbum New Life e Two Eleven
Lançamento Estados Unidos 10 de Fevereiro de 2012
(ver histórico de lançamento)
Formato(s) Download digital
Gravação 6 - 8 de Janeiro de 2012;
Miami, Flórida
Gênero(s) Pop, R&B
Duração 4:04
4:18 (remix)
Gravadora(s) RCA Records
Composição James Butler, Jr., Earl Hood, Eric Goudy II
Produção Rico Love, Earl & E
Informações sobre o vídeo musical
Gravação Los Angeles, Califórnia, EUA
Lançamento 5 de Março de 2012
Director(es) Chris Robinson
Duração 4:31
Cronologia de singles de Monica
Último
Último
"Until It's Gone"
(2011)
"Without You"
(2012)
Próximo
Próximo
Cronologia de singles de Brandy
Último
Último
"Long Distance"
(2008)
"Put It Down"
(2012)
Próximo
Próximo
Lista de faixas de New Life
Último
Último
"New Life (Intro)"
(1)
"Daddy’s Good Girl"
(3)
Próximo
Próximo

"It All Belongs to Me" é uma canção das cantoras norte-americanas Monica e Brandy, tirada dos álbuns New Life e Two Eleven (TBA). Foi lançada como o primeiro single dos dois álbuns em 10 de Fevereiro de 2012 pela editora discográfica RCA Records. Composta e produzida por Rico Love, Earl Hood, e Eric Goudy II, a faixa foi apresentada as cantoras, que expressaram interesse em gravar um dueto. Após a autorização de Clive Davis, elas dirigiram-se a um estúdio de gravação em Miami, Flórida para a gravarem. Após a gravação de três versões diferentes, uma foi lançada como um single. Esta é a primeira vez que Monica e Brandy trabalham juntas, desde a sua colaboração no êxito "The Boy Is Mine" (1998).

Musicalmente, "It All Belongs to Me" é uma balada do género musical rhythm and blues (R&B) de ritmo moderado, que apresenta influências de música pop. Liricamente, a música é um hino de empoderamento feminino, no qual, as artistas reclamam os seus pertences enquanto abandonam os seus namorados abusivos. O refrao apresenta referências as redes sociais MacBook e Facebook. "It All Belongs to Me" recebeu comparações a canção "Irreplaceable" (2006) da cantora norte-americana Beyoncé. Após o seu lançamento, Brandy revelou que tinha expectativas de que ouvintes do sexo feminino amassem a música.

Geralmente, "It All Belongs to Me" foi bem recebida pela crítica de música contemporânea especializada, no entanto, alguns dos críticos deram opiniões mistas. A maioria destes ficou desapontado com a colaboração, comentando que a campanha publicitária que estava por detrás dela era incrível, mas também notando que a faixa não seria tão bem sucedida quanto "The Boy Is Mine". A canção atingiu um máximo no número vinte e cinco da tabela musical americana Hot R&B/Hip-Hop Songs.

O vídeo musical acompanhante foi dirigido por Chris Robinson em Los Angeles, Califórnia. Estreou em 5 de Março de 2012 no canal de televisão musical VH1. Inspirado pelos filmes Thelma & Louise (1991) e Waiting to Exhale (1995), retrata Monica e Brandy em relacionamentos disfuncionais e ajudando-se em ambas as situações. A promoção para "It All Belongs to Me" foi feita através de várias performances ao vivo, e entrevistas em estações de rádio e televisão.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Primeiramente, Monica e Brandy trabalharam juntas no êxito "The Boy Is Mine" (1997). Criada como uma faixa a solo, Brandy originalmente a gravou sozinha.[1] Todavia, após escutar o resultado final, ela e o compositor Rodney Jenkins acharam que iria funcionar melhor se fosse um dueto,[2] uma ideia que foi inspirada por Paul McCartney e Michael Jackson no dueto "The Girl Is Mine" (1982).[3] Jenkins, que produziu "The Boy Is Mine", mais tarde afirmou que ambas as cantoras "não se davam bem" durante a produção, e que ele e Dexter Simmons remixaram a canção por sete vezes para manter tudo uniforme.[4] Monica, mais tarde, falou sobre a sua relação com Brandy em uma entrevista com a estação de rádio WZMX, afirmando:

Cquote1.svg Nós éramos jovens. Nós mal podíamos estar no mesmo compartimento juntas. De maneira nenhuma foi inveja ou ciúmes. Ela e eu somos pólos opostos e em vez de abraçarmos aquilo, usamos as nossas diferenças como razão para não nos darmos uma com a outra. Cquote2.svg

Mais tarde, em 2011, foi anunciado que o produtor musical Rico Love estava a trabalhar com Brandy no seu sexto álbum de estúdio, Two Eleven (2012).[5] Love, em seguida, concebeu uma faixa intitulada "It All Belongs to Me", que foi composta como uma sequela para "The Boy Is Mine".[6] Ele afirmou que "It All Belongs to Me" está essencialmente avançando onde "The Boys Is Mine" parou. "É uma canção de R&B muito emotiva com sensibilidades pop. Eu queria ter a certeza que fiz dela uma gravação de R&B clássica, mas eu definitivamente queria ter a certeza que tinha encanto para fazer o crossover e se tornar numa gravação do Top 40".[6] "It All Belongs to Me" foi lançada como um single oficial a 10 de Fevereiro de 2012, pela editora discográfica RCA Records.[7] A obra também está programada para aparecer nos álbuns de ambas cantoras.[8]

Gravação[editar | editar código-fonte]

"Foi uma situação bastante interessante por causa da história que havia na sala e a energia era tão positiva. Foi eléctrico. Eu realmente queria tentar o meu melhor para fazer os vocais mais explosivos. [...] Ela (a canção) meio que continuou a parte seguinte da história, só mostrando o seu crescimento e a sua maturidade, e tornando-o real e verdadeiro para ambas cantoras. Foi uma energia extraordinária, uma vibração maravilhosa. As raparigas foram todas positivas. Era só divertimento. Nos divertimos muito e eu aprendi muito de ambas durante a sessão."

Rico Love comentando sobre as sessões de gravação de "It All Belongs to Me" em uma entrevista com a revista digital Rap-Up.[6]

Após "It All Belongs to Me" ser apresentada à Brandy, a cantora revelou que queria gravar um dueto com Monica, seguindo o seu primeiro lançado em 1997. Monica também tinha planos de gravar um novo dueto com Brandy. Depois de falarem com a editora e os executivos da Chameleon RecordsPeter Edge e Breyon Prescott — ambas as artistas concordaram em gravar a canção.[6] Monica, contudo, afirmou que não ia para o estúdio sem a permissão de Clive Davis.[9] A equipa de Brandy contactou Davis, que autorizou o dueto. Então, Brandy e Monica gravaram a música juntas em uma sessão de gravação em Miami, Flórida entre 6 a 8 de Janeiro de 2012.[10] Brandy disse que a energia das sessões era "mágica! Eu simplesmente estava tão entusiasmada por vê-la outra vez, só por trabalhar com ela outra vez. A sessão foi óptima. Foi como se estivesse destinado. Foi como se nunca tivessemos perdido uma batida." As cantoras também tiraram fotografias e falaram sobre as suas vidas actuais. Brandy também revelou que ela e Monica queriam "dar [os] seus melhores vocais de sempre em uma canção".[8]

Monica revelou que, antes de morrer, a cantora norte-americana Whitney Houston foi ter com ela após ouvir "It All Belongs to Me", e disse: "Você arrasa com a canção no fim. E você sabe que eu sei que você roubou isso de mim, certo?"[11] Rico Love, durante as sessões de gravação da canção, revelou, em uma entrevista com a revista digital Rap-Up, que eles fizeram versões alternativas da canção para ambos álbuns de Monica e Brandy. Ele notou que as mudanças eram mínimas.[6]

Composição[editar | editar código-fonte]

Uma mostra de vinte e três segundos da balada orientada por R&B, onde ambas as cantoras exigem os seus pertences de volta.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

"It All Belongs to Me" é uma canção de ritmo moderado dos géneros musicais pop e rhythm and blues (R&B) com duração de quatro minutos e seis segundos.[6] [7] Classificada como uma balada, o seu primeiro verso começa com Brandy cantando "No, no, no, sugar/You must be blind/You must be dumb/You must be tripping/You must be crazy/To think I'm gonna let you off that easy."[12] Na medida que o refrão se segue, Monica começa a cantar junto com Brandy, com ambas afirmando que não pertencem a seus namorados: "But put that back/That ain't yours/Have a fit/Slam the door/But leave them bags/On the floor/That shit belongs to me/Those clothes, cars, those rings/And that MacBook/That shit belongs to me/So log off your Facebook, it all belongs to me."[12]

Sowmya Krishnamurthy, para o canal de televisão MTV, disse que a faixa "é sobre poder feminino e afastando aquele rapaz nada-bom-desonesto-safado-sujo para o parapeito".[13] De acordo com John Mitchel, também da MTV, "o casal feroz está unindo forças para afastarem os homens nada-bons das suas vidas para o parapeito".[14] Quase no fim da música, as cantoras começam a cantar em uma forma "melismática", com Monica cantando a última frase.[15]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
About.com (favorável)[16]
AOL (favorável)[17]
Billboard (mista)[15]
Entertainment Weekly (desfavorável)[18]
The Guardian (desfavorável)[19]
HitFix (D+)[20]
The Hollywood Reporter (favorável)[21]
MSN (desfavorável)[9]
New York Magazine (mista)[22]
NME (desfavorável)[23]

"Cada uma é especial em seu próprio direito, e cada uma, claramente, teve mais sucesso. [...] O facto de elas terem se reunido para uma gravação de um dueto, nós vamos celebrar e vamos divertir-nos sábado à noite."

Clive Davis reflectindo sobre o dueto.[9]

Em uma entrevista com o Yahoo! Music, Brandy disse que estava esperando que ouvintes femininas amassem a obra.[8] De acordo com o blogue HitFix, a faixa foi bem recebida pelo público, sendo avaliada com B+ na classificação do leitor.[20] Porém, "It All Belongs to Me" recebeu opiniões mistas de críticos contemporâneos.

Andrew Hampp, da revista Billboard, fez uma análise mista à canção, dizendo que "está aproximadamente cinco furos abaixo de 'Irreplaceable' da Beyoncé no departamento atrevimento, e podia usar um ou dois ganchos extra. Por outro lado, a faixa de quatro minutos termina numa nota habitual, com as duas cantoras distrubuindo melisma após melisma, uma tentando levar a melhor sobre a outra sobre a quem as coisas pertencem a (para o registro, Monica deu a palavra final)."[15] Billy Johnson, Jr., para o Yahoo! Music, todavia disse que a mensagem da canção "é mais forte e mais humilhante para o ego masculino que 'Irreplaceable' da Beyoncé", embora descreveu-a como uma "balada de piano agitada".[8] Bill Lamb, para o portal About.com, classificou "It All Belongs to Me" como a oitava melhor canção pop do fim-de-semana de 16 de Fevereiro de 2012.[16] Elena Gorgan, para o sítio Softpedia, escreveu que a colaboração "valeu a espera",[24] enquanto Michael O'Connell e Shirley Haperin, para o The Hollywood Reporter, acharam que ela "serve como uma vitrina sólida para duas vozes que atingiram o seu pináculo na cultura pop quatorze anos atrás atrás."[21]

Vários críticos fizeram comparações de "It All Belongs to Me" ao single "Irreplaceable" (2006), da cantora norte-americana Beyoncé.

April Daley, para a revista electrónica Entertainment Weekly, achou surpreendente o facto de Monica e Brandy não terem colaborado mais cedo nas suas carreiras, como elas dizem que têm sido próximas nos últimos anos. Daley, entretanto, notou que "ao contrário do seu êxito de 98, este dorminhoco provavelmente não irá fazer o mesmo furo na nossa lista das Mais Tocadas — embora não pareça ter os ingredientes certos, vocais fortes, e uma mensagem de capacitação, sofre de versos aguados sobre o Facebook e Macbooks e uma batida que não é totalmente cativante o suficiente." Ela também comparou-a à "Irreplaceable", comentando que o dueto é uma versão nova "com duas líderes e letras mais juvenis".[18] Becky Bain, para o Idolator, considerou a canção como uma "música de R&B mal-hmorada", e disse que "é bom ver estas duas senhoras finalmente a se darem bem!"[25] Kenneth Partridge, para o AOL Music, comentou sobre a obra, escrevendo: "Elas foram magoadas por seus rapazes, e elas não são tímidas sobre mostrarem alguma solidariedade de irmã e representando-se a si mesmas."[17] Em sua análise, Danielle Cheesman, para o MSN Entertainment, disse: "Vamos aceitá-lo, [a canção] nunca vai ser tão grande como 'The Boy Is Mine'."[9]

Dan Martin para a revista NME, comentou que "It All Belongs to Me" não é "o retorno majestoso padrão" que as pessoas estavam esperando, e afirmou que "apesar das referências bestiais ao Facebook e outros, isto tampouco a) continua a história da canção original ou b) faz as raparigas competirem uma contra a outra".[23] O jornalista Michael Cragg, para o jornal The Guardian, notou que a campanha publicitária por detrás de "It All Belongs to Me" foi grande, porém, ele expressou que a música "é decepcionante". Cragg continuou, "enquanto 'The Boy Is Mine' brilhantemente colocou as cantoras uma contra a outra, alimentando a suposta rivalidade que a própria canção gerou, 'It All Belongs to Me' é um 'o homem fez-me mal e precisa de sair' justamente rudimentar de passo moderado".[19] Chris Eggertsen, escrevendo para o HitFix, avaliou o trabalho com um D+, dizendo que passaram muitos anos desde que "The Boys Is Mine" saiu, e pensou se as pessoas iriam realmente se preocupar com uma reunião de Brandy/Monica. Eggerstsen também notou que a produção da música soou quase velha, e finalizou a sua crítica dizendo que ambas as cantoras irão precisar de um single mais forte para um retorno real.[20] Amanda Dobbins, para a revista New York Magazine, disse que a faixa é basicamente uma "resposta amigável-de-karaoke" à "Irreplaceable", "apesar de B&M estarem mais preocupadas em discriminar o que, exactamente, é ainda seu (roupa, carros, anéis, e, hilariamente, aquele Macbook) em vez de direccionarem o cavalheiro até onde ele deve pôr os seus pertences."[22]

Vídeo musical[editar | editar código-fonte]

Antecedentes e contexto[editar | editar código-fonte]

O vídeo da canção foi filmado em Los Angeles, Califórnia.

A RCA Records autorizou um vídeo musical a ser dirigido por Chris Robinson. De acordo com a Rap-Up, ele foi filmado em uma casa luxuosa na área de Los Angeles, Califórnia.[26] Brandy descreveu-o, em uma entrevista com a revista Rolling Stone, como um vídeo de capacitação feminina, "como um 'Thelma & Louise'," e revelou que, segundo a história, elas estão em "relacionamentos disfuncionais, [...] ajudando uma a outra em ambas as situações."[27] Ela também comentou que o filme Waiting to Exhale (1995) foi outra inspiração para o vídeo.[28] A 13 de Fevereiro de 2012, Monica partilhou duas fotografias de por trás das câmaras. Uma das fotos apresenta a cantora vestida com uma camisete com a imagem de Whitney Houston.[29] A 3 de Março, uma antevisão de trinta segundos foi postada online.[30] Um teaser do por trás das cenas foi também postado no MTV Hive,[31] enquanto o VH1 News lançou uma entrevista com ambas artistas a 5 de Março, através do canal de televisão musical VH1 às 23 horas (UTC-4).[32] [30]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Brandy (esquerda) e Monica (direita) no vídeo, encostadas a um carro.

O vídeo inicia com Brandy oferecendo um relógio ao seu namorado ficcional. Contudo, o casal começa a discutir passados poucos segundos, fazendo Brandy levar o seu namorado até uma estrada deserta e abandonando-o. Então, ela muda o seu perfil do Facebook para "Solteira". De seguinda, vê-se Monica dando um carro como um presente para o seu amante. A tela então corta para os dois discutindo na sua sala, que termina com Monica cortando a gravata do seu namorado com uma tesoura. As cantoras são, de seguida, vistas juntas vestidas com roupas pretas de cabedal em uma casa-de-banho. Na medida que saem, eles levam consigo um Macbook, uma caixa dourada e um fato, enquanto colocam os itens dentro do carro que Monica ofereceu ao namorado. Como os seua amantes as assistem de longe, Monica e Brandy despedem-o com a mão. Elas vão-se embora no carro de Brandy, como o outro explode em frente a casa antiga de Monica. O vídeo termina com uma dedicação à Whitney Houston.

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Um analista do Rap-Up e Byron Flistch, do canal de televisão MTV, elogiaram o vestuário das cantoras no vídeo. Flictch também comentou: "não que nós promovemos incêndio ou qualquer coisa, mas nós estamos simplesmente super felizes pelo facto de Brandy e Monica estarem a se darem bem -- claramente, nenhum homem vale a guarda de um rancor por tantos anos." De acordo com o blogue Fashion Bomb Daily, Brandy foi estilizada numa camisa do Versace Barocco que custou USD 1,275. Robbie Daw, do Idolator, também disse que Monica e Brandy pareciam "deslumbrantes", no entanto, adicionou que o enredo do vídeo poderia ter sido mais criativo. Maritess Calabria, do sítio RyanSeacrest.com, achou que o vídeo reflecte sobre como as mulheres podem ser poderosas em termos monetários numa relação.

Chris Eggertsen, do blogue americano HitFix, fez ao vídeo uma análise negativa, e disse que "ele parece sem vida e pré-fabricado como a canção que foi construída a volta de." A jornalista Amanda Dobbins, da revista New York Magazine, disse que o vídeo "não é exactamente um 'queimador de estábulos'" tal como a canção, e brincou que uma grande parte do orçamento da produção "foi gasto no Macbook em questão".

Promoção[editar | editar código-fonte]

Em algumas das suas apresentações ao vivo, Brandy e Monica fizeram homenagens a falecida cantora Whitney Houston.

Monica e Brandy apresentaram a canção pela primeira vez no talk show The Tonight Show with Jay Leno. Rickey Minor e Kim Burse, que anteriormente trabalharam com artistas como Beyoncé e Ciara, faziam parte da equipa criativa da performance. Robbie Daw, do Idolator, considerou a performance como "impressionante" e "cheia de alma", notando, porém, que os ouvintes pareciam preferir os dias de dilema entre as cantoras. Michael O'Connell e Shirley Halperin, do blogue The Hollywood Reporter, acharam que a performance foi "nostálgica", e concluiu que "as duas podem ainda fazer uma apresentação ao vivo bem agradável". Um analista do Rap-Up disse que Monica e Brandy "colocam as suas vias respiratórias em exibição" na apresentação. As cantoras também iam interpretar a música na Pré-Festa do Grammy de Clive Davis em 2012, ao lado de "The Boy Is Mine". Quando questionada sobre a actuação, Brandy revelou que estava assustada: "Eu estou apenas assustada com todo mundo na sala. Eu acho que é por isso que vai ser uma performance muito boa porque eu me desempenho melhor quando tenho medo." Monica, por outro lado, revelou que não fica nervosa. "Eu agradeço a Deus por isso porque eu não sei o que iria fazer se ficasse." Contudo, acompanhando a morte de Houston, a performance foi cancelada.

Para promover ainda mais a canção, as intérpretes fizeram várias aparições na televisão e rádio. Elas estiveram no programa 106 & Park da Black Entertainment Television (BET) para estrear o vídeo musical e falar sobre a sua digressão, retorno, e Whitney Houston. Também apareceram no The Breakfast Club da estação de rádio WWPR-FM, e participaram no Big Morning Buzz Live do VH1, onde jogaram um jogo inspirado pela canção. Elas tiraram itens de uma caixa e disseram quem eles pertenciam. Durante a digressão promocional, ambas artistas foram entrevistadas no programa Sway in the Morning, da estação de rádio Sirius XM Radio, enquanto Brandy aparecia numa campanha para a Reebok Classics Icon durante um jogo dos New York Knicks na semana de 23 de Março de 2012. Também fizeram uma entrevista íntima e uma performance em Atlanta, Geórgia, no Conversarion/Soul Session da estação de rádio V-103. Ao lado das performances de "I Will Always Love You" e "The Boy Is Mine", Brandy também fez um tributo à Houston, e fez uma performance de uma versão cover ao vivo de "I Will Always Love You" (1992). Mais apresentações de "It All Belongs to Me" ocorreram nos talk shows Good Morning America e Live! with Kelly. Monica interpretou uma capitulação a solo de "It All Belongs to Me" durante um concerto promocional apresentado pelo AOL a 5 de Abril de 2012.

Alinhamento de faixas[editar | editar código-fonte]

Download digital[33]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "It All Belongs to Me"   James Butler, Jr., Earl Hood, Eric Goudy II Rico Love, Earl & E 4:04
Download digital - Remix[34]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "It All Belongs to Me" (High Level Radio Mix) James Butler, Jr., Earl Hood, Eric Goudy II High Level 4:18
Download digital do Reino Unido[35]
N.º Título Compositor(es) Produtor(es) Duração
1. "It All Belongs to Me" (edição da rádio) James Butler, Jr., Earl Hood, Eric Goudy II Rico Love, Earl & E 4:04
2. "It All Belongs to Me"   James Butler, Jr., Earl Hood, Eric Goudy II Rico Love, Earl & E 4:04
3. "Anything (To Find You)" (com participação de Rick Ross) Melissa Elliott, Cainon Lamb, Jazmine Sullivan Missy Elliot 3:42
Duração total:
11:50

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

A 23 de Fevereiro de 2012, "It All Belongs to Me" estreou na sexagésima sexta colocação da tabela musical americana Hot R&B/Hip-Hop Songs.[36] Em 31 de Março, atingiu o máximo no número vinte e cinco da tabela. Na tabela Hot Radio Songs, estreou na centésima posição em 24 de Março, mantendo-se no lugar na semana seguinte, e saindo da tabela na semana adiante.

País  — Tabela musical (2012)[37] Posição
de pico
Posição
de estreia
 Estados Unidos  — Hot R&B/Hip-Hop Songs (Billboard)[38] 25 66
 Estados Unidos  — Hot Radio Songs (Billboard)[39] 100 100

Histórico de lançamento[editar | editar código-fonte]

"It All Belongs to Me" foi lançada para download digital nos Estados Unidos a 10 de Fevereiro de 2012, e no mesmo formato no Reino Unido a 8 de Abril.

Região Data Formato Editora(s) discográfica(s) Catálogo
 Estados Unidos[40] [41] 10 de Fevereiro de 2012 Download digital RCA Records 500995157
 Reino Unido[35] 8 de Abril de 2012 506939042

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas de rodapé

  1. The Best of Brandy Soul Tracks (January 12, 1999). Visitado em March 4, 2012.
  2. Hunter, Karen (July 7, 1998). Next From the Diva Machine Los Angeles Times Eddy Hartenstein. Visitado em March 4, 2012.
  3. Hunter, Karen (July 4, 1998). Monica's Growing Success Teen Singer Has A 'Boy' Wonder Of A Hit - And A New Maturity? New York Daily News Mortimer Zuckerman. Visitado em March 4, 2012.
  4. The 40 Biggest Duets of All Time Billboard Prometheus Global Media. Visitado em February 24, 2012.
  5. Brandy Crafts ‘Classic R&B’ Sound with Rico Love for New Album Rap-Up Devin Lazerine (2011-08-24). Visitado em March 4, 2012.
  6. a b c d e f Exclusive Q&A: Rico Love Shares Details on Brandy and Monica Duet Rap-Up Devin Lazerine. Visitado em March 4, 2012.
  7. a b It All Belongs to Me iTunes Store. Apple Inc (February 10, 2012). Visitado em March 4, 2012.
  8. a b c d Johnson Jr., Billy (February 7, 2012). Brandy And Monica Release Emasculating Breakup Anthem ‘It All Belongs To Me’ Yahoo!. Visitado em March 5, 2012.
  9. a b c d Silverstein, Rebecca (February 10, 2012). Brandy and Monica Dish on Their Musical Reunion MSN. Microsoft. Visitado em March 5, 2012.
  10. Perpetua, Matthew (January 9, 2012). Brandy and Monica Reunite in Miami Studio Rolling Stone Jann Wenner. Visitado em March 5, 2012.
  11. Nessif, Bruna (February 14, 2012). Monica and Brandy Talk Whitney Houston Memories, Her Death and That Secret Note E! Online. Visitado em March 5, 2012.
  12. a b Rubenstein, Jenna (February 7, 2012). New Song: Monica And Brandy, 'It All Belongs To Me' MTV. MTV Networks. Visitado em March 4, 2012.
  13. Krishnamurthy, Sowmya (February 7, 2012). Brandy, Monica Reunite On Single 'It All Belongs To Me' MTV. MTV Networks. Visitado em March 4, 2012.
  14. Mitchell, John (February 7, 2012). Brandy And Monica Reunite For R&B Ballad 'It All Belongs To Me' MTV. MTV Networks. Visitado em March 4, 2012.
  15. a b c Hampp, Andrew (February 16, 2012). Track Review: It All Belongs to Me Billboard Prometheus Global Media. Visitado em March 4, 2012.
  16. a b Lamb, Bill (February 16, 2012). Top 10 New Pop Songs About.com. Rovi Corporation. Visitado em March 5, 2012.
  17. a b Partridge, Kenneth (February 6, 2012). Brandy and Monica's 'It All Belongs to Me': Singers Offer 'Boy Is Mine' Sequel AOL Music. Visitado em March 5, 2012.
  18. a b Daley, April (February 7, 2012). Brandy and Monica reunite on 'It All Belongs to Me' -- hear it here Entertainment Weekly Time Warner. Visitado em March 5, 2012.
  19. a b Cragg, Michael (February 7, 2012). New music: Brandy and Monica – It All Belongs to Me The Guardian Guardian News and Media. Visitado em March 4, 2012.
  20. a b c Eggertsen, Chris (February 6, 2012). Listen: Do the time-warp with new Brandy and Monica duet 'It All Belongs to Me' HitFix. Visitado em March 5, 2012.
  21. a b Brandy and Monica Take Reunion Single to 'Tonight Show' (Video) The Hollywood Reporter Lynne Segall (February 17, 2012). Visitado em March 5, 2012.
  22. a b Dobbins, Amanda (February 6, 2012). Brandy and Monica are Friends Now New York New York Media, LLC. Visitado em March 5, 2012.
  23. a b Martin, Dan (February 10, 2012). Brandy & Monica - 'It All Belongs To Me' NME IPC Media. Visitado em March 4, 2012.
  24. Gorgan, Elena (February 17, 2012). Monica & Brandy Sing “It All Belongs to Me” on Leno Softpedia. Visitado em March 5, 2012.
  25. Bain, Becky (February 6, 2012). Brandy And Monica Team Up For New Single “It All Belongs To Me” Idolator. Buzz Media. Visitado em March 4, 2012.
  26. On Set of Brandy and Monica’s ‘It All Belongs to Me’ Video Rap-Up Devin Lazerine (March 2, 2012). Visitado em March 4, 2012.
  27. Crosley, Hillary (March 1, 2012). Brandy on Her New Album, Outlook and Reunion With Monica Rolling Stone Jann Wenner. Visitado em March 5, 2012.
  28. Graham, Mark (March 4, 2012). How Waiting To Exhale And Thelma And Louise Inspired Brandy And Monica’s New Music Video VH1. MTV Networks. Visitado em March 5, 2012.
  29. Brandy and Monica Shoot ‘It All Belongs to Me’ Video Rap-Up Devin Lazerine (February 14, 2012). Visitado em March 4, 2012.
  30. a b Graham, Mark (March 2, 2012). EXCLUSIVE SNEAK PEEK: Brandy & Monica Re-Team For “It All Belongs To Me” (VIDEO) VH1. MTV Networks. Visitado em March 4, 2012.
  31. Monica & Brandy 'It All Belongs To Me' Teaser MTV. MTV Networks. Visitado em March 4, 2012.
  32. Behind The Scenes of Brandy and Monica's Big Reunion VH1. MTV Networks (March 1, 2012). Visitado em March 5, 2012.
  33. It All Belongs To Me [Explicit]: Monica & Brandy (em inglês) Amazon.com. Visitado em 28 de Março de 2012.
  34. It All Belongs To Me: Monica & Brandy (em inglês) Amazon.com. Visitado em 28 de Março de 2012.
  35. a b It All Belongs to Me - Single by Brandy and Monica (em inglês) iTunes Store. iTunes. Apple Inc.. Visitado em 28 de Março de 2012.
  36. Santiago, Karinah (17 de Fevereiro de 2012). Chart Juice: Drake's Domination, The Latest Chapter (em inglês) Billboard Nielsen Business Media, Inc.. Prometheus Global Media. Visitado em 10 de Março de 2012.
  37. Monica and Brandy - It All Belongs To Me (em inglês) aCharts.us. Visitado em 28 de Março de 2012.
  38. Hot R&B/Hip-Hop Songs: Week of March 31, 2012 (em inglês) Billboard Nielsen Business Media, Inc.. Visitado em 28 de Março de 2012.
  39. US Airplay Top 100 (em inglês) aCharts.us. Visitado em 28 de Março de 2012.
  40. It All Belongs To Me [Explicit]: Monica & Brandy (em inglês) Amazon.com. Visitado em 28 de Março de 2012.
  41. It All Belongs to Me - Single by Monica & Brandy (em inglês) iTunes Store. iTunes. Apple Inc.. Visitado em 28 de Março de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Predefinição:Singles de Monica