Itamaraju

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de Itamaraju
"Princesinha do Extremo Sul"
Bandeira de Itamaraju
Brasão de Itamaraju
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de outubro
Fundação 10 de maio de 1961
Gentílico itamarajuense
Lema Cidadania para Todos
Prefeito(a) Manoel Pedro Rodrigues Soares (PSD)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itamaraju
Localização de Itamaraju na Bahia
Itamaraju está localizado em: Brasil
Itamaraju
Localização de Itamaraju no Brasil
17° 02' 20" S 39° 31' 51" O17° 02' 20" S 39° 31' 51" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Sul Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Porto Seguro IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Jucuruçu, Vereda, Prado, Itabela, Porto Seguro e Guaratinga
Distância até a capital 751 km
Características geográficas
Área 2 215,143 km² [2]
População 67,128 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 0,03 hab./km²
Altitude 112 m
Clima Tropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,627 médio PNUD/2010 [4]
Gini 0,55 PNUD/2010[5]
PIB R$ 448 988,872 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 6 650,01 IBGE/2008[6]
Página oficial

Itamaraju é um município do estado da Bahia, no Brasil. A cidade que já foi a maior potência econômica da região por causa do auge do cacau nos anos 70, 80 e 90, é hoje o 5º município em arrecadação do extremo sul, ocupa a quarta posição populacional da região com 67.128 habitantes,agora possui maior território do extremo sul baiano com 2.580 km². Emancipou-se em 05 de outubro de 1961, desmembrado do município de Prado. Itamaraju possui o quarto maior centro comercial do extremo sul do Estado, com um comércio forte e sólido, e tem o que há de melhor em gente, um povo amigo e hospitaleiro. E promove até os anos atuais a maior festa regional de São João mantendo a sua tradição junina de origem.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

"Itamaraju" é uma palavra oriunda da língua tupi. Significa "Pedra das árvores do Jucuruçu". O nome de Itamaraju foi criado pelo pioneiro do cacau Moisés Santos Almeida, considerado por muitos da região como um poeta alegórico, pelo qual a cidade ganhou a significação da palavra formada pela junção das seguintes sílabas:

ITA – Que na linguagem indígena significa PEDRA, simbolizada pela pedra cartão postal da cidade “Pedra do Monte Pescoço”. MARA – Significando uma região montanhosa simbolizada pela Pedra do Monte Pescoço e de matas representadas por suas galhas de árvores que se debruçam nas margens do Rio Jucuruçu. JU – Primeira sílaba do Rio que corta inteiramente o município JUCURUÇU, que também é termo indígena, numa alegoria poética dos tupiniquins e pataxós.

História[editar | editar código-fonte]

Em 22 de abril de 1500, a frota portuguesa de Pedro Álvares Cabral avistou o Monte Pascoal, no atual município de Prado, Itamaraju,é um pedaço destas terras que no passado pertenceu a Prado, através da Lei Estadual nº. 2.509 de 05 de outubro de 1961, foi obtida a emancipação política, passando o município a chamar-se “Itamaraju”. A emancipação política administrativa foi idealizada por José Gomes de Almeida e Antônio Fontes Mascarenhas.

Em 1860, a região, habitada pelos índios pataxós, passou a atrair diversos exploradores para a atividade de extração de madeira, facilitada pelo acesso pelo Rio Jucuruçu, navegável por mais de cinquenta quilômetros em linha reta se medidos por terra, paralelamente ao curso do rio, para pequenas embarcações.

Por volta de 1895, a atual cidade de Itamaraju nascia de um povoado denominado Dois Irmãos, em louvor aos Santos Padroeiros Cosme e Damião. Durante a Guerra do Paraguai, ali se esconderam alguns desertores, levando a localidade a receber o topônimo de Escondido. Tinha uma pequena rua, tortuosa (atual 5 de outubro) com menos de 150 casas, inclusive barracos, na sua maioria construídos de taipas, cobertas com telhas de tabica, palha, de tijolos e telhas de barro.

Embora fizesse parte do município de Prado, existia uma sociedade particular que o administrava e cobrava aforamento aos seus habitantes. Fazia parte dessa sociedade Virgulino Pereira, Cândido Nascimento, José Guilherme da Rosa, Nestor Camão e outros, quase todos falecidos.

A vila de Escondido que se tornaria Itamaraju mais tarde, se impulsionou com a febre do comércio de jacarandá, alto preço do cacau, onde surgiram novas Fazendas, não só de cacau, tendo Arthur Fontes Mascarenhas como o maior incentivador, como também as Fazendas de pecuária e muitos emigrantes, destacando-se a família Barros (Demétrio, Ruy e Ailton), Joaquim de Almeida, Augusto Carvalho, Valdomiro Borges, José Guedes, João Fontoura e outros, que muito contribuíram para o desenvolvimento e aspecto urbano da Vila.

O então prefeito José Gomes de Almeida foi a alavanca propulsora desse desenvolvimento, construindo o campo de pouso para pequenos aviões (atual Praça 2 de julho), abertura de estradas para os povoados do Farol (Pirajá), Futuca (Pirají), Arraial do Almeida (São Paulinho), além dos melhoramentos na estrada Guarany-Rio Chay e Prado-Itamaraju, com os desvios das ladeiras da Atividade para o Tururim e do Ribeirão para mais acima, assim como limpeza periódica do Rio Jucuruçu e a construção de um mercado na atual Rua 5 de Outubro. Essa série de progresso, trouxe ainda na administração do prefeito José Almeida a ideia da emancipação do Escondido, surgindo, portanto, o município de Itamaraju.


Economia[editar | editar código-fonte]

De acordo com secretária de agricultura, irrigação e reforma agrária do estado da Bahia, em seus relatórios referentes a produção agropecuária nos anos de 2007/2008, o município apresenta o maior rebanho bovino do estado. É o segundo colocação dentre os maiores produtores cacau. Confira abaixo a lista de variedades e sua produção no mesmo período.

Abacaxi 575 toneladas
Banana 12.772 toneladas
Cacau 3.026 toneladas
Café 8.695 toneladas
Mandioca 28.600 toneladas
Gado 163.714 cabeças de gado

Turismo[editar | editar código-fonte]

Seu principal ponto turístico é o Monte do Pescoço, que é exposto até na bandeira do município. Itamaraju possui a missão histórica de ser a cidade guardiã do "Monte Pascoal", primeira porção continental brasileira avistado por Pedro Álvares Cabral[7] . Itamaraju faz partes das famosas "Serras Baixas" descritas na Carta de Pero Vaz de Caminha em 1500, por ocasião do descobrimento do Brasil. Era aqui o campo de caça dos índios encontrados por Cabral. Apesar de não ser muito divulgado, o município também faz parte da Costa das Baleias e tem, como datas festivas importantes, as festas juninas, a festa de Cosme e Damião, Cavalgadas etc. Esses eventos são responsáveis pela geração de emprego e renda nos períodos festivos.

Com costumes típicos de municípios interioranos, Itamaraju tem sua renda direta gerada principalmente pelo setor agrícola e possui um dos maiores rebanhos bovinos da Bahia. O município é um dos maiores produtores de café no estado e tem na Cafénorte a principal empresa responsável por este cultivo, empresa esta a maior produtora mundial da variedade Conilon (Robusta).

No Centro da cidade, encontram-se algumas praças, como a Praça 2 de Julho e a Praça Castelo Branco, além da rua dos trailers, onde existem várias barraquinhas que vendem lanches todos os dias da semana. Para o lazer, Itamaraju tem Espaço de Eventos Armazém F, o clube do Arvo, Territorio (maior da cidade), Bnb, onde conta com quadras de tenis, piscinas, campos de futebol. A doze quilômetros da cidade, fica uma pequena vila chamada Guarani, pertencente ao município de Prado. Muitas pessoas que lá residem frequentam a cidade de Itamaraju durante o dia, principalmente estudantes.

As principais escolas particulares são a Escola Crescer, Escola Fênix, Colégio Presbiteriano 12 de Agosto e o Colégio São João Evangelista (pertencente a uma congregação de freiras). Os eventos mais importantes dessas escolas durante o ano são os Jogos Estudantis, competição que simula as Olimpíadas. Itamaraju conta também com o curso de inglês e espanhol CNA. As principais escolas públicas são o Colégio Inácio Tosta Filho, Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães e o Colégio Polivalente de Itamaraju.

A cidade sedia a 43ª Companhia Independente de Polícia Militar,unidade da Polícia Militar da Bahia, responsável pelos serviços de segurança pública prestados nas cidades de Itamaraju, Prado e Jucuruçu. Essa unidade tem o seu efetivo composto, na sua maioria, por policiais militares filhos da cidade.

Em 2008, a cidade teve seu trânsito sinalizado. Foram implantados semáforos e faixas de pedestres, mudança na mão de direção de algumas ruas, recolocação de alguns pontos de ônibus urbanos, entre outros. É o Centro da cidade quase que totalmente calçado com paralelepípedos e blocos de concreto, tendo recebido asfalto em algumas de suas principais ruas. Um dos pesquisadores sobre o municipio é o poeta e escritor Itamarajuense Armando Azevedo que publicou o livro Itamaraju e o Monte Pascoal no ano de 2009. Muito utilizado nas Escolas Estaduais e Nas universidades.O poeta também possui um acervo de Fotos antigas sobre a vida de moradores notáveis da cidade.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2013 Censo Populacional 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (01 de julho de 2013). Visitado em 30 de setembro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 11 de agosto de 2013.
  5. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). Perfil do município de Itamaraju - BA Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Visitado em 4 de março de 2014.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  7. http://br.viarural.com/servicos/turismo/parques-nacionais/do-monte-pascoal/default.htm

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.