Itaquiraí

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itaquiraí
Bandeira de Itaquiraí
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de maio
Fundação 13 de maio de 1980
Emancipação 13 de maio de 1980
Gentílico itaquiraiense
Padroeiro(a) Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Prefeito(a) Ricardo Favaro (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itaquiraí
Localização de Itaquiraí no Mato Grosso do Sul
Itaquiraí está localizado em: Brasil
Itaquiraí
Localização de Itaquiraí no Brasil
23° 28' 26" S 54° 11' 06" O23° 28' 26" S 54° 11' 06" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008 [1]
Microrregião Iguatemi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Naviraí, Eldorado e Iguatemi
Distância até a capital federal: 1 342 km
estadual: 407
km[2]
Características geográficas
Área 2 063,876 km² (MS: 51º)[3]
Área urbana 1,845 km² (MS: 48º) – est. Embrapa[4]
Distritos Itaquiraí (sede), Porto Iporã
População 18 832 hab. (MS: 33º) –  est. IBGE 2011[5]
Densidade 9 124 hab/km² hab./km²
Altitude 340 m [6]
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,71 (MS: 65º) – alto PNUD/2000 [7]
Gini 0,43 (MS: 26º) – est. IBGE 2003[8]
PIB R$ 165 431,218 mil (MS: 41º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 9 482,47 IBGE/2008[9]
Página oficial

Itaquiraí é um município do estado de Mato Grosso do Sul, na região Centro-Oeste, no Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Até o século 18, a região era ocupada pelos índios terenas e caiuás. A partir de então, começou a ser desbravada por bandeirantes. No início do século 20, ganhou impulso, na região, o cultivo da erva-mate. Em 1955, a região começou a ser ocupada por migrantes procedentes dos estados de São Paulo e Paraná, que ocuparam os terrenos pertencentes ao capitão João Paulo Cabreira e a Geraldo Fernandes Fideles.

Foi elevada a distrito pertencente a Ponta Porã pela Lei 2 111, de 26 de dezembro de 1963, com o nome de "Itaquiraí". Posteriormente, passou a pertencer aos municípios de Amambai e Iguatemi. Em 1980, separou-se de Iguatemi, tornando-se um município autônomo.[10]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Itaquiraí recebeu este nome devido ao Córrego Itaquiraí.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Iguatemi). Localiza-se na latitude de 23º28’26” Sul e longitude de 54°11’06” Oeste. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

No município de Itaquiraí, verifica-se a predominância de latossolo de textura média e, acompanhando as principais linhas de drenagem, nitossolos de textura arenosa/média, ambas com baixa fertilidade natural, e algumas áreas de neossolos.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 340 m. Tem, como característica principal, áreas planas entremeadas com relevos tabulares. As áreas planas de acumulação predominam ao longo dos rios principais, representada por larga faixa próxima ao rio Paraná e, ao norte, com o rio que lhe serve de limite. O município de Itaquiraí encontra-se na Região dos Planaltos Arenítico-Basálticos Interiores, com duas unidades geomorfológicas, Divisores das Sub-Bacias Meridionais e Vale do Paraná.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima subtropical (Cfa) do sul de Mato Grosso do Sul. A temperatura média dos meses mais frios está entre 14 °C a 15 °C. As precipitações variam de 1 400 a 1 700 milímetros anuais.

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. Principais rios:

  • Rio Amambai (pronuncia-se "amambaí"): afluente pela margem direita do rio Paraná; limite entre os municípios de Naviraí e Itaquiraí. Pertence à Bacia do rio Paraná. Possui 340 quilômetros de extensão, sendo 90 quilômetros navegáveis.
  • Rio Maracaí: afluente pela margem direita do rio Paraná, banha o município Itaquiraí, limite entre os municípios de Iguatemi e Itaquiraí.
  • Rio Paraná: formado pela confluência dos rios Paranaíba (nasce em Goiás) e o Grande (cujas cabeceiras ficam na serra da Mantiqueira, em Minas Gerais), a uns 10 km a nordeste da cidade de Aparecida do Taboado; daí até o ponto extremo de Mato Grosso do Sul, faz divisa entre este Estado (município de Itaquiraí) e o Estado do Paraná. É o principal rio da bacia do mesmo nome.
Vegetação

A vegetação do município de Itaquiraí apresenta predominância da Floresta Estacional Semidecidual com áreas de pastagem plantada. Aparecem, em menor percentual, distribuídas pelo município, a Floresta Estacional e Floresta Submontana.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação ao Meridiano de Greenwich.

Área

Ocupa uma superfície de de 2 063,876 km².

Subdivisões

Itaquiraí (sede) e Porto Iporã.

Arredores

Naviraí, Eldorado e Iguatemi.

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população é de 18 618 (urbana: 11 015 – rural: 7 603), e a densidade demográfica é de 9,02 hab/km² (Fonte: Censo do 2010 do IBGE).

Economia[editar | editar código-fonte]

Na produção vegetal, Itaquiraí destaca-se pelo cultivo da lavoura comercial de grãos, sendo que, no ano de 2004, as principais culturas (soja, milho, algodão herbáceo e trigo) produziram, aproximadamente, 60 020 toneladas em uma área colhida de 26 374 hectares, com destaque para a produção de soja, que responde por 48,06% daquele volume e 64,30% da área. O milho vem em segundo lugar, participando com 41,67% da produção e 25 012 toneladas, colhidas em uma área de 6 210 hectares. Também conta com algumas industrias que contribuem para a economia do município.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade conta com três escolas que é gerenciada pelo Governo do Mato Grosso do Sul:

E.E José Juarez Ribeiro de Oliveira

E.E Manoel Guilherme dos Santos

E.E Leopoldo Dalmolin

Possui também uma escola municipal, três creches e uma pré-escola.

Conta com uma universidade privada de ensino à distância.

Transportes[editar | editar código-fonte]

O município não possui transporte público. A cidade é fornecida pela Rodoviária Municipal de Itaquiraí. A BR-163 corta a cidade passando pela Av. Industrial.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapas e rotas Guia 4 Rodas. Visitado em 3 de novembro de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  5. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Visitado em 13 de setembro de 2011.
  6. Mato Grosso do Sul Embrapa. Visitado em 19 de julho de 2011.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  8. Indice GINI Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Visitado em 06 de agosto de 2011.
  9. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
  10. Ache tudo e região: um mundo de informações em suas mãos. Disponível em http://www.achetudoeregiao.com.br/MS/Itaquirai/historia.htm. Acesso 22 de novembro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.