Itararé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Itararé
"Pedra que o rio cavou"
Bandeira de Itararé
Brasão de Itararé
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 28 de agosto de 1893 (121 anos)
Gentílico itarareense
Lema ITARARÉ PRO-LABOR ( Em latim: Itararé para o Trabalho)
Prefeito(a) Maria Cristina Carlos Magno Ghizzi (PT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Itararé
Localização de Itararé em São Paulo
Itararé está localizado em: Brasil
Itararé
Localização de Itararé no Brasil
24° 06' 54" S 49° 20' 27" O24° 06' 54" S 49° 20' 27" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Itapetininga IBGE/2008[1]
Microrregião Itapeva IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Sengés (PR), Riversul, Itaberá, Itapeva, Nova Campina, Bom Sucesso de Itararé
Distância até a capital 345 km[2]
Características geográficas
Área 1 003,576 km² [3]
População 50 015 hab. Censo IBGE/2013[4]
Densidade 49,84 hab./km²
Altitude 750 m
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,732 alto PNUD/2000[5]
PIB R$ 590 338,710 mil IBGE/2010[6]
PIB per capita R$ 11 803,25 IBGE/2010[6]
Página oficial

Itararé é um município brasileiro do estado de São Paulo, situado na divisa do estado de São Paulo e do Paraná.

História[editar | editar código-fonte]

Itararé situa-se em uma área conhecida como Campos de São Pedro, que vai do rio Verde até o rio Itararé, que dá o nome ao município.

Itararé em tupi-guarani significa "pedra que o rio cavou", pois o rio Itararé corre em um leito rochoso que foi sendo desgastado pela correnteza formando altos paredões, grandes cachoeiras e belas grutas.

Inicialmente habitado por índios Guainazes, tornou-se ponto conhecido de bandeirantes, exploradores, jesuítas e estudiosos, firmando-se como um dos pontos de descanso dos tropeiros que convergiam do sul levando animais para a feira de Sorocaba pelo conhecido Caminho das Tropas.

A Barreira de Itararé, é o ponto onde o rio se estreita e suas margens se unem, o que fornecia aos viajantes uma passagem natural, evitando um rio caudaloso e perigoso de atravessar. O rio foi estabelecido como divisa entre as vilas de Sorocaba e Curitiba, então Quinta comarca de São Paulo, que com sua emancipação em 1853, tornou Província do Paraná, passando o rio Itararé a ser a divisa.

A organização do município teve início em 1725 com a doação de 3 sesmarias com o propósito de povoamento e desenvolvimento da agricultura e criação. As 3 propriedades acabaram na mão de um mesmo dono, que registrou a propriedade como "Fazenda de São Pedro" em 1836. Com o desmembramento constante da propriedade, no ano de 1879 um dos fazendeiros constrói uma capela no ponto de maior aglomeração, à margem do riacho da "Prata", elevando seu status para povoado.

De passagem a caminho do sul, o naturalista e historiador, Auguste de Saint-Hilaire, registra em seu livro a situação do povoado, o encontro do riacho da "Prata" com o rio Itararé e até mesmo a existência de índios bárbaros que atacam fazendas próximas à mata.

Seguindo o mesmo caminho de Auguste de Saint-Hilaire, o célebre naturalista francês, Jean Baptiste Debret fez uma aquarela da ponte de madeira que existia sobre o rio Itararé, retratando a dificuldade em se atravessar com os animais na estreita ponte.

No dia 10 de março de 1885 torna-se Freguesia, em janeiro de 1891 torna-se Curato e 3 de fevereiro de 1891 torna-se Distrito de Paz. Com a lei nº 197 de 28 de agosto de 1893 , decretada pelo congresso legislativo do estado de São Paulo, cria-se o Município de São Pedro de Itararé, desvinculando-o do município de Itapeva (da Faxina). Em 31 de outubro do mesmo ano e feita a primeira eleição para a Câmara Municipal. No dia 8 de dezembro de 1897 passou a ser Paróquia. O prefeito só passou a surgir em 1908, sendo eleito anualmente pelos vereadores. Finalmente, pela lei nº 1887, de 8 de dezembro de 1922 foi definida como Comarca, contudo a cerimônia de instalação deu-se somente em 26 de fevereiro de 1923.

Durante a Revolução de 1930 quando Getúlio Vargas partiu de trem rumo a capital federal (então Rio de Janeiro), esperava-se que ocorresse uma grande batalha em Itararé, que não ocorreu pois a cidade acolheu Getúlio na estação ferroviária, permitindo sua entrada no Estado de São Paulo, e os militares depuseram o presidente Washington Luís em 24 de outubro daquele ano.

Durante a Revolução Constitucionalista de 1932 foi uma das frentes de batalha, quando os paulistas consideravam que São Paulo estava sendo tratado como terra conquistada, sendo governada por tenentes de outros estados e sentiam, segundo eles, que a revolução de 1930 fora feita contra São Paulo.

Principais Eventos[editar | editar código-fonte]

Festa do Milho Verde: Festa organizada pela associação de moradores do bairro Vila Santa Terezinha, que possui barracas que comercializam o milho dentre suas mais diversas formas: natural, mingau, bolo, sorvete, pamonha, etc;

Cavalgada: Realizada no último final de semana do mês de janeiro, abrangendo o eixo entre Bom Sucesso de Itararé a Sengés;

Festa de São Pedro: Quermesse realizada em homenagem ao padroeiro do município, São Pedro. Há exposições e comercialização de produtos, lanches, gêneros alimentícios e entretenimentos em geral;

Concurso Miss Itararé: Realizado para eleger a garota que representará o município, como parte das comemorações de aniversário realizada no mês de agosto.

Desfile e Festa de Aniversário do Município - 28 de agosto: Durante um período de quatro dias em média, é realizado no centro de eventos o rodeio, a exposição agropecuária, shows em geral, queima de fogos de artifício no encerramento, sendo neste local instalado uma grande estrutura que agrega serviços de alimentação e entretenimento, stands de exposição, barracas de artesanato, leilão de gado, etc.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Diversas cachoeiras, trilhas ecoturismo em geral, trekking, mountain bike, parapente e vários outros esporte de aventura.

Gruta da Barreira.


Geografia[editar | editar código-fonte]

Possui uma área de 1.003,576 km², representando 0,4043% do estado, 0,1086% da região e 0,0118% de todo o território brasileiro. Localiza-se a uma latitude 24º06'45" sul e a uma longitude 49º19'54" oeste, estando a uma altitude de 740 metros. Sua população estimada em 2005 era de 49.507 habitantes.[carece de fontes?]

Clima[editar | editar código-fonte]

Antiga estação ferroviária, hoje o centro de eventos e sede da Guarda Civil Municipal e da Guarda Mirim
Paço Municipal
Presidente Getúlio Vargas e sua comitiva durante a revolução de 30na então estação ferroviária, hoje centro de eventos.
Prédio da Câmara municipal
Gruta da Barreira
Gruta da Barreira
Forum
Corredeira do rio Itararé, na Barreira.
Rua São Pedro, a principal rua de pedra da cidade
Rua XV de novembro, uma das típicas ruas de pedras de Itararé
1° Grupo Escolar
Igreja Matriz

Como em quase todo estado, o clima é subtropical, com temperaturas chegando aos 35°C no verão e -2°C no inverno.

Gráfico climático para Itararé
J F M A M J J A S O N D
 
 
235
 
35
17
 
 
160
 
30
17
 
 
124
 
27
16
 
 
82
 
25
13
 
 
106
 
21
9
 
 
84
 
18
0
 
 
82
 
17
-2
 
 
59
 
21
7
 
 
123
 
22
11
 
 
138
 
24
13
 
 
119
 
25
14
 
 
177
 
34
15
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: http://www.climatempo.com.br/climatologia/2076/itarare-sp

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000 População total: 46.554

  • Urbana: 42.806
  • Rural: 3.748
  • Homens: 23.059
  • Mulheres: 23.495

Densidade demográfica (hab./km²): 46,39

Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 29,34

Expectativa de vida (anos): 65,27

Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 2,96

Taxa de alfabetização: 90,80%

Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,732

  • IDH-M Renda: 0,677
  • IDH-M Longevidade: 0,671
  • IDH-M Educação: 0,849

(Fonte: IPEADATA)

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Rodovias[editar | editar código-fonte]

Transporte[editar | editar código-fonte]

  • Aeroporto - Não pavimentado. - Pista 1350m
  • Viação Transpen
  • Viação Expresso Amarelinho
  • Viação Expresso Nordeste
  • Viação Transfada
  • Viação Princesa dos Campos
  • Viação Transfronteira
  • Santiago Transportes - Serviço de transporte coletivo

Ferrovia[editar | editar código-fonte]

  • Desativada. Os trilhos da área urbana foram retirados em 1996 e o pátio de manobra da antiga estação funciona hoje como o centro de eventos do município.

Saúde[editar | editar código-fonte]

(Fonte: DATASUS 2003).

Filhos Ilustres[editar | editar código-fonte]

Administração[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista. Visitado em 28 de janeiro de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2013 Censo Populacional 2013 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2012). Visitado em 11 de dezembro de 2012.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Itararé