Jéssica Augusto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emblem-question.svg
Este artigo ou seção pode conter texto de natureza não enciclopédica. (desde abril de 2013)
Justifique o uso dessa marcação e tente resolver essas questões na página de discussão.
Jéssica Augusto
Athletics pictogram.svg Atletismo Athletics pictogram.svg
Nome completo Jéssica de Barros Augusto
Modalidade Meio Fundista, Fundista e corta-mato
Nascimento 8 de Novembro de 1981 (32 anos)
Paris, França
Nacionalidade Portugal Portugal
Compleição Peso: 44kg; Altura: 1.62m
Clube SC Braga (1997 - 2006)
Maratona CP (2007 - 2008)
Individual (2009 - )
Período em atividade (1997 - )
Medalhas
Campeonato da Europa
Prata Barcelona 2010 10000 metros [1]
Bronze Barcelona 2010 5000 metros [2]
Bronze Zurique 2014 Maratona [3]
Campeonato da Europa de Corta-Mato
Ouro Albufeira 2010 Corta-mato
Prata Bruxelas 2008 Corta-mato
Campeonato da Europa Júnior de CortaMato
Ouro Malmo 2000 Corta-mato
Universíada
Ouro Banguecoque 2007 5000 metros
Campeonatos Ibero-Americanos
Ouro Huelva 2004 3000 metros
Ouro Ponce 2006 3000 metros
Ouro San Fernando 2010 3000 metros
Bronze Huelva 2004 1500 metros
Bronze San Fernando 2010 1500 metros
Jogos da Francofonia
Ouro Lisboa 2009 1500 metros

Jéssica de Barros Augusto (Paris, 8 de novembro de 1981), mais conhecida por Jéssica Augusto, é uma atleta portuguesa especializada em provas de meio-fundo longo e de corta-mato.[4] Ao longo da sua carreira conquistou inúmeras medalhas em grandes competições internacionais, com destaque para o título de campeã da Europa, em 2010. Participou em duas edições dos Jogos Olímpicos, tendo como melhor prestação o 7º lugar na maratona das Olimpíadas de Londres. Foi corredora do Sporting Clube de Braga e do Maratona CP. Desde o ano de 2009 concorre como Individual. O seu treinador é António José Nogueira da Costa.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Jéssica Augusto nasceu em Paris, neta de avós emigrados. Regressou com os pais a Portugal tinha 6 anos de idade, para morar em Braga.[5] Começou a correr pelo Sporting Clube de Braga tinha 15 anos de idade. O gosto pelo atletismo surgiu quatro anos antes, ao assistir aos Jogos Olímpicos de Barcelona pela televisão e foi estimulado pelo triunfo de Fernanda Ribeiro em Atlanta.[6] A 10 de Dezembro de 2000, ainda como júnior, conseguiu a sua primeira grande conquista, ao sagrar-se campeã europeia da categoria em corta-mato, nos campeonatos disputados em Malmö, na Suécia.[7]

Estreia em grandes provas[editar | editar código-fonte]

Jéssica Augusto estreou-se em grandes competições internacionais a nível sénior, no ano de 2002. A sua primeira grande prova aconteceu no Europeu de corta-mato em Medulin, com a corredora do SC Braga a terminar no 16º lugar. Em pista, a estreia deu-se em Viena nos Europeus indoor, na prova dos 1500 metros. A jovem de 21 anos não conseguiu acompanhar o ritmo elevado da corrida e ficou-se pelas meias finais.

Até 2007, a carreira internacional da fundista não lhe ofereceu resultados de nomeada em grandes competições, com a excepção das medalhas conquistadas nos campeonatos ibero-americanos. Estreou-se nos mundiais ao ar livre no ano de 2005. Contudo, não passou das meias finais novamente. A prova foi especialmente má para Jéssica Augusto, visto que ficou praticamente em último na corrida.[5]

Universitária e vice-campeonato europeu[editar | editar código-fonte]

Na capital tailandesa Banguecoque deu-se uma viragem no percurso desportivo do novo reforço do Maratona Clube de Portugal. Nas Universíadas apresenta-se em grande nível e vence a prova dos 5000 metros, com o tempo de 15.28,78. A sua marca bateu mesmo recorde do mundo universitário, por mais de 1 segundo.[8] Foi um triunfo que deu motivação à corredora nacional, que ficou em 12º lugar no campeonato do Mundo de corta-mato, realizado no mesmo ano. 2007 fechou com o Mundial de atletismo, realizado em Osaka, no Japão. Jéssica Augusto decidiu participar nos 5000 metros e qualificou-se com relativa facilidade para a final. O objectivo para a corrida decisiva era de ficar no top-10, mas tal não foi possível. A prova foi demasiado irregular para a atleta portuguesa, que ficou no 15º e último lugar, com um tempo de 15.24,93.[9]

Cada vez mais forte em corta-mato, foi sem surpresa que alcançou a primeira medalha neste estilo de corrida. Foi em 2008, nos Europeus de Bruxelas. A atleta do Maratona CP colocou-se desde cedo no segundo lugar, posição que defendeu com sucesso até ao final. Inês Monteiro garantiu o bronze e a selecção nacional ganhou o ouro por equipas, num dia de sucesso para o atletismo português.[10]

Estreia olímpica[editar | editar código-fonte]

Meses antes do sucesso no corta-mato, Jéssica Augusto estreou-se nos Jogos Olímpicos. Em Pequim, optou por correr tanto nos 5000 metros como nos 3000 metros obstáculos. Na prova de obstáculos, estavam depositadas grandes expectativas em relação à prestação da portuguesa, que havia sido uma das melhores europeias do ano. No entanto, depois de controlar praticamente toda a corrida, Jéssica cedeu nos metros finais e terminou em 5º da sua séria, ficando-se pelo caminho nas meias finais, a apenas um lugar da qualificação para a final.[11] Quatro dias mais tarde, na corrida dos 5000 metros, a fundista acusou a frustração da prova anterior, e terminou a um minuto do seu máximo pessoal, no 14º lugar da sua série.[12]

Prata e Bronze nos Europeus e Campeã da Europa de corta-mato[editar | editar código-fonte]

Depois da desilusão olímpica, Jéssica Augusto participou nos Europeus indoor no início de 2009, terminando os 3000 metros no 10º posto. No final do ano, voltou a ser a melhor portuguesa nos campeonatos da Europa de corta-mato, realizados em Dublin. Apesar de não ter conseguido subir ao pódio, a atleta que passou a competir como individual, ficou num meritório 4º lugar, dando forte contributo para a revalidação do título por equipas.[13]

2010 foi um ano decisivo na sua carreira. Começou com os Mundiais de pista coberta, realizados em Doha, onde a corredora portuguesa impôs o ritmo durante toda a prova, mas terminou em 8º lugar, com o tempo de 9.01,71, dois lugares atrás da colega de selecção, Sara Moreira.[14] As boas notícias estavam reservadas para o Verão do mesmo ano. No dia 16 de junho de 2010, no Meeting de Paris, melhorou o seu recorde pessoal dos 5000 metros para 14.37,07, ficando muito perto do recorde nacional de Fernanda Ribeiro. Um mês mais tarde, consegue a sua primeira medalha nos Europeus ao ar livre, em Barcelona. Numa corrida ganha pela etíope naturalizada turca Elvan Abeylegesse, Jéssica Augusto terminou a sua prova em 31.25,77, apenas 6 centésimos atrás de Inga Abitova, a segunda classificada. Foi a terceira medalha para a comitiva nacional nos campeonatos, depois da prata de Naide Gomes, no comprimento e do bronze de João Vieira, nos 20 km marcha.[15] A medalha passaria a prata, em 2013, depois da desclassificação da turca Elvan Abeylegesse, tendo o 4º lugar dos 5000 metros também passado a bronze, pelo mesmo motivo.[16] [17] Jéssica Augusto conseguiu assim vencer duas medalhas no mesmos Europeus, apesar dos seus resultados só terem sido homologados três anos mais tarde.

Em Dezembro, mais uma medalha. Desta vez foi o ouro que Jéssica Augusto tanto procurava. Nos Europeus de corta-mato realizados em Albufeira, foi com naturalidade que se sagrou a nova campeã da Europa, depois da medalha de prata de 2008 e do 4º lugar de 2009. A corredora bracarense dominou a prova de princípio ao fim, e ganhou um avanço considerável logo no termo da primeira volta. No final cortou a meta desgastada, mas a acenar para a bancada. Foi uma competição de sucesso para Portugal, que colocou cinco atletas no top 10, com Ana Dulce Félix a garantir a medalha de bronze, pese embora tenha perdido o 2º lugar nos últimos metros.[18]

Jogos Olímpicos de Londres[editar | editar código-fonte]

Em 2011 a fundista portuguesa de 29 anos estreou-se numa nova distância, com a disputa da maratona de Londres, que terminou num impressionante 8º lugar, e da Maratona de Nova Iorque, em que foi forçada a desistir por problemas físicos. Na capital inglesa surpreendeu tudo e todos, terminando com o tempo de 2.24,33, apenas um minuto mais lenta que o recorde nacional de Rosa Mota. Jéssica Augusto tornou-se assim no 2º melhor tempo português de sempre, no escalão feminino.[19] Nos Mundiais de Daegu, estreou-se também nos 10000 metros em grandes competições internacionais. A prova correu-lhe bem e acabou em 10º lugar, segunda melhor europeia, apenas atrás de Ana Dulce Félix.[20]

Em ano de Olimpíadas, a corredora teve mais um grande momento, a 22 de Abril, quando participou na maratona de Londres e repetiu o 8º lugar do ano anterior.[21] Mas a grande conquista da temporada aconteceria nos Jogos Olímpicos de Londres. A atleta minhota decidiu apenas participar na maratona, poupando-se a cansaço escusado de outras provas. A 5 de Agosto de 2012, Jéssica Augusto arrancou determinada a conseguir a melhor classificação possível e manteve sempre o seu ritmo durante as 2 horas e 25 minutos que demorou até passar a meta. Ela manteve-se imune ao ritmo das suas oponentes e foi ultrapassando uma a uma na parte final, suficiente para o 7º lugar. Esta posição valeu-lhe o primeiro diploma olímpico da sua carreira, um feito assinalável tendo em conta que apenas começou um ano antes a correr esta distância.[22] [23] Depois de Londres, Jéssica foi eleita a melhor atleta do ano na Gala Nacional do desporto. [24]

Palmarés[editar | editar código-fonte]

Jogos Olímpicos[editar | editar código-fonte]

Campeonatos do Mundo[editar | editar código-fonte]

Campeonatos da Europa[editar | editar código-fonte]

Mundiais de Pista Coberta[editar | editar código-fonte]

Europeus de Pista Coberta[editar | editar código-fonte]

Campeonato Mundial de Corta-Mato[editar | editar código-fonte]

Campeonato da Europa de Corta-Mato[editar | editar código-fonte]

Universíada[editar | editar código-fonte]

Outros Títulos[editar | editar código-fonte]

Recordes pessoais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Expresso (15/01/2013). Desclassificação de adversárias dá medalhas a Jessica Augusto e Sara Moreira no Europeu de 2010 (em português).
  2. Expresso (15/01/2013). Desclassificação de adversárias dá medalhas a Jessica Augusto e Sara Moreira no Europeu de 2010 (em português).
  3. Público (16/08/2014). Jéssica Augusto conquista bronze na maratona (em português).
  4. Perfil na IAAF. Associação Internacional de Federações de Atletismo.
  5. a b Na linha da frente (em português). Máxima. Página visitada em 7 de Setembro de 2012.
  6. Entrevista a Jéssica Augusto (em português). O Caminho Olímpico. Página visitada em 06 de Setembro de 2012.
  7. Jornal I (15 de Dezembro). Jessica Augusto. "Também me vejo como uma das melhores do mundo" (em Português). Jornal I. Página visitada em 10 de Setembro de 2012.
  8. Jéssica Augusto medalha de ouro em Banguecoque (em português). Universidade do Minho dicas. Página visitada em 08 de Setembro de 2012.
  9. Record (1 de Setembro). Jessica em último na final dos 5000 metros (em Português). Record. Página visitada em 10 de Setembro de 2012.
  10. Europeu de Cross: Jessica, Inês e… 3 medalhas (em Português). CorrerporPrazer.com (14 de Dezembro). Página visitada em 11 de Setembro de 2012.
  11. TSF (15 de Agosto). Portuguesas nos 3.000m obstáculos falham apuramento (em Português). TSF. Página visitada em 12 de Setembro de 2012.
  12. TSF (19 de Agosto). Jessica Augusto eliminada na primeira ronda dos 5000 metros (em Português). TSF. Página visitada em 12 de Setembro de 2012.
  13. Eurosport (19 de Dezembro). Portuguesas bi-campeãs da Europa (em Português). Eurosport. Página visitada em 12 de Setembro de 2012.
  14. TSF (13 de Março). Sara Moreira sexta, Jessica Augusto oitava nos 3000 metros (em Português). TSF. Página visitada em 15 de Setembro de 2012.
  15. Diário de Notícias (28 de Julho). Sara Moreira sexta, Jessica Augusto oitava nos 3000 metros (em Português). Diário de Notícias. Página visitada em 16 de Setembro de 2012.
  16. Expresso (15 de Janeiro). Desclassificação de adversárias dá medalhas a Jessica Augusto e Sara Moreira no Europeu de 2010 (em Português). Expresso. Página visitada em 15 de Janeiro de 2013.
  17. Atleta-Digital (14/01/2013). Europeu de 2010 rendeu afinal 5 medalhas (em português).
  18. Record (12 de Dezembro). Europeu Corta-Mato: Jessica Augusto campeã (em Português). Record. Página visitada em 18 de Setembro de 2012.
  19. Diário de Notícias (17 de Abril). Jessica Augusto é a 2.ª melhor portuguesa de sempre (em Português). Diário de Notícias. Página visitada em 16 de Setembro de 2012.
  20. Jornal de Notícias (27 de Agosto). Dulce Félix e Jessica Augusto foram as melhores europeias nos 10 mil metros (em Português). Jornal de Notícias. Página visitada em 16 de Setembro de 2012.
  21. Jéssica Augusto repete 8º em Londres (em português). Atleta-Digital (22/05/2012).
  22. Público (5 de Agosto). Jéssica Augusto 7.ª na maratona da etíope Gelana (em Português). Público. Página visitada em 17 de Setembro de 2012.
  23. Rádio Renascença (05 de Agosto). Jessica Augusto faz 7º lugar na Maratona (em Português). Rádio Renascença. Página visitada em 17 de Setembro de 2012.
  24. Atleta-Digital (16/11/2012). Jéssica Augusto a melhor do ano (em português).
  25. Jéssica Augusto 7.ª na maratona da etíope Gelana. Público (jornal). Página visitada em 5 de Agosto de 2012.
  26. Federação Portuguesa de Atletismo. Recordes de Portugal de Ar Livre (em Português). Federação Portuguesa de Atletismo. Página visitada em 01 de Agosto de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]