Júlio Resende

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Júlio Resende
Nome completo Júlio Martins Resende da Silva Dias
Nascimento 23 de Outubro de 1917
Porto
Morte 21 de Setembro de 2011 (93 anos)
Valbom (Gondomar)
Nacionalidade Portugal português
Ocupação Pintor

Júlio Martins Resende da Silva Dias OSEComSEGCIH (Porto, 23 de Outubro de 1917Valbom, Gondomar, Portugal, 21 de Setembro de 2011) foi um pintor português.

Ribeira Negra, 1984, painel de azulejos, Porto
Painel de azulejos, 1992, Instituto Português de Oncologia do Porto

Vida e obra[editar | editar código-fonte]

Diplomou-se em Pintura em 1945 pela Escola Superior de Belas-Artes do Porto[1] , onde foi discípulo de Dórdio Gomes. Fez a sua primeira aparição pública em 1944 na I Exposição dos Independentes. Em 1948 partiu para Paris[2] , recebendo formação de Duco de la Haix e de Otto Friez. O trabalho produzido em terras gaulesas é exposto em Portugal em 1949 e as propostas actualizadas que Resende demonstra são acusadas pelos artistas portugueses, definindo a sua vocação de expressionista. Assimilou algum cubismo, vai construir na sua fase alentejana, e mais tarde no Porto, uma pintura caracterizada pela plasticidade e dinâmica, de malhas triangulares ou quadrangulares, aproximando-se de forma progressiva da não figuração. Do geometrismo ao não figurativismo, do gestualismo ao neofigurativo, a sua arte desenvolve-se numa encruzilhada de pesquisas, cuja dominante será sempre expressionista e lírica. Pintor de transição entre o figurativo e o abstracto, Resende distingue-se também como professor, trazendo à escola do Porto um novo espírito aos alunos que a frequentaram na década de 1960.

A obra pictórica de Júlio Resende revela que ele compreendeu a pintura europeia, porque a observou, experimentou e soube transmitir aos pintores e aos alunos que ele formou na Escola Superior de Belas-Artes do Porto.

Cavaco Silva referiu-se a ele como "grande Mestre da Arte Portuguesa do último século"[3] .

Morreu no dia 21 de Setembro de 2011 aos 93 anos[4] .

Algumas obras[editar | editar código-fonte]

  • Caminhantes (1950)
  • Lavadeira (1951)
  • Mendigos (1954)
  • Moça (1982)
  • Ribeira Negra (1984)

Prémios[editar | editar código-fonte]

Júlio Resende, devido à sua vasta obra, foi agraciado com vários prémios, entre os quais:

  • Prémio Nacional de Pintura da Academia de Belas Artes.
  • Prémio Armando de Basto.
  • Prémio Sousa Cardoso.
  • Prémio Especial da Bienal de Arte de S. Paulo.
  • Primeiro lugar no Concurso para o Monumento ao Infante D. Henrique (com o projecto Mar Novo).
  • Medalha de prata na Exposição Internacional de Bruxelas.
  • 1.º Prémio de Artes Gráficas na X Bienal de S. Paulo e Ordem de Mérito Civil do Rei de Espanha (1981).

Condecorações[5] [editar | editar código-fonte]

Memórias[editar | editar código-fonte]

“... Mas eu queria, efectivamente, ser pintor! Talvez o destino me tenha proporcionado o primeiro passo. Aurora Jardim, figura conhecida nos meios literários e jornalísticos do Porto, intercedera junto do pintor Alberto Silva que dirigia, então, a Academia Silva Porto, para que eu viesse a frequentar as lições de pintura aí ministradas. Comprei a primeira caixa de tintas «a sério», e aprendi a colocar as cores na paleta, segundo as boas regras." - Júlio Resende[4]

Fundação Júlio Resende | Lugar do Desenho[editar | editar código-fonte]

Lugar do Desenho / Fundação Júlio Resende, Gondomar

A Fundação Júlio Resende que fica próxima do Porto, mais concretamente em Valbom/Gondomar, é uma instituição privada de utilidade pública.

Actualmente conta com um vasto espólio que reúne mais de dois mil desenhos que Júlio Resende, I. Mestre da pintura expressionista, reuniu ao longo da sua carreira de .

Neste lugar, para além da exposição permanente do aludido acervo, são promovidas várias exposições temporárias, concertos, conferências, seminários, cursos ou workshops.

Referências

  1. BIOGRAFIA. Página visitada em 13 de janeiro de 2014.
  2. Óbito: Júlio Resende faleceu hoje aos 93 anos (21 de Setembro de 2011). Página visitada em 21 de Setembro de 2011.
  3. a b Júlio Resende foi "grande Mestre da Arte Portuguesa do último Século", diz Cavaco Silva Sic Notícias (Lusa) (21 de Setembro de 2011). Página visitada em 21 de Setembro de 2011.
  4. a b publico.pt (21 de Setembro de 2011). Morreu o pintor Júlio Resende 21 de Setembro de 2011. Página visitada em 21 de Setembro de 2011.
  5. http://www.ordens.presidencia.pt/

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Personalidades, integrado no Projecto Grande Porto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.