Johann Wolfgang Döbereiner

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de J. W. Döbenreiner)
Ir para: navegação, pesquisa
Johann Wolfgang Döbereiner
Química
Pintura de Wolfgang Döbereiner
Dados gerais
Nome de nascimento Johann Wolfgang Döbereiner
Nacionalidade Alemanha alemão
Nascimento 13 de Dezembro de 1782 (231 anos)
Local Holf, Baviera
Morte 24 de março de 1849 (66 anos)
Local Jena, Turíngia
Atividade
Campo(s) Química
Conhecido(a) por Lâmpada de Döbereiner

Johann Wolfgang Döbereiner (Holf, 13 de dezembro de 1782Jena, 24 de março de 1849), foi um químico alemão.[1] Filho de um cocheiro,[1] Döbereiner era em grande parte autodidata. Conseguiu obter um cargo como farmacêutico e frequentava avidamente as conferências públicas locais sobre ciência que se realizavam usualmente. Seu conhecimento químico precoce valeu-lhe a atenção de Karl August, duque de Weimar, que finalmente lhe assegurou uma nomeação para a Universidade de Jena. Ali suas aulas eram regularmente assistidas por Goethe, que tinha um interesse tão intenso em ciência que, em certa época, considerou suas atividades nesse campo mais importantes que seus escritos, tendo influenciado, também, mais tarde, o pensador científico, o filósofo Schopenhauer.

Quando estava trabalhando em suas próprias ideias morfológicas, em 1829,[2] percebeu que o recém-descoberto elemento bromo tinha propriedades que pareciam situar-se a meio caminho entre as do cloro e as do iodo. Não só isso, seu peso atômico ficava exatamente a meio caminho entre os desses dois elementos.

Döbereiner começou a estudar a lista dos elementos conhecidos, registrados com suas propriedades e pesos atômicos, e acabou descobrindo outros dois grupos de elementos com o mesmo padrão. O estrôncio situava-se a meio caminho (em peso atômico, cor, propriedades e reatividade) entre o cálcio e o bário; e o selênio podia ser igualmente situado entre o enxofre e o telúrio. Döbereiner chamou esses grupos de tríades, e começou uma ampla investigação dos elementos em busca de outros exemplos, mas não conseguiu encontrar mais. A “lei das tríades[2] [3] de Döbereiner aplicava-se aos 54 elementos conhecidos. Ele também foi o descobridor dos elementos: Háfnio (Hf), Zircônio (Zr), Crômio (Cr) e Frâncio (Fr).

Contribuiu para o desenvolvimento da tecnologia dos vidros ópticos quando preparou e caracterizou quanto à refracção e à difracção vidros em cuja composição introduziu o bário e o estrôncio.

O escritor alemão Goethe era um amigo de Döbereiner, participaram de suas palestras semanais, e usou suas teorias de afinidades químicas como base para os seus famosos romances As Afinidades Eletivas, de 1809.

Referências

  1. a b Johann Wolfgang Döbereiner (em inglês) Encyclopædia Britannica. Página visitada em 15 demaio de 2013.
  2. a b Johann Wolfgang Dobereiner (em inglês) purdue.edu. Página visitada em 15 de maio de 2013.
  3. A Historic Overview: Mendeleev and the Periodic Table (PDF) (em inglês) Genesis. Página visitada em 15 de maio de 2013.

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) químico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.