Jabaliyah

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Jabalia. Por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não se esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.
Editor, considere adicionar mês e ano na marcação. Isso pode ser feito automaticamente, com {{Fusão|1=Jabaliyah|2=Jabalia|{{subst:DATA}}}}.

Jabaliya ou Jabalia (em árabe: جباليا) é o maior campo de refugiados palestinos existente. Está situado na extremidade norte da Faixa de Gaza, perto da fronteira israelense e da vila do mesmo nome.

Tem uma população de 103.646 habitantes (2002) e área de 1,4 km², o que o torna um dos lugares mais densamente povoados do mundo.

A Primeira Intifada começou em Jabalia, em dezembro de 1987 e o campo foi palco de numerosos atos de violência, ao longo do conflito árabe-israelense. É também uma das bases do Hamas.

História[editar | editar código-fonte]

Jabalia é conhecido por seu solo fértil e seus limoeiros.

Ali o chefe mameluco Alam ad-Din Sangar al-Gawli doou um terreno no início do século XIV para a construção de uma mesquita em torno da qual a vila se formou. Da mesquita original, resta apenas o minarete e o portal (três arcos suportados por quatro colunas).

Um cemitério dos períodos bizantino e romano ali foi descoberto, assim como um piso de mosaico, pertencente a uma antiga igreja bizantina, decorado com plantas e animais.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]