Jacob Jordaens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de uma família (Madrid, Museu do Prado)

Jacob Jordaens (Antuérpia, 19 de Maio de 1593 — Antuérpia, 18 de Outubro de 1678) foi um pintor flamengo barroco belga do século XVII, foi um dos principais membros junto a Peter Paul Rubens e Anthony van Dyck da Escola de Antuérpia[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jacob Jordaens nasceu em 19 de maio de 1593, o primeiro dos onze filhos, para o rico comerciante de linhos Jacob Jordaens Sr. e Barbara van Wolschaten em Antuérpia[2] . Pouco se sabe sobre a educação no início do Jordaens. Pode-se supor que ele recebeu as vantagens da educação normalmente fornecida para crianças de sua classe social[3] . Esta hipótese é apoiada por sua caligrafia clara, a sua competência em francês e em seu conhecimento da mitologia. Jordaens teve uma familiaridade com temas bíblicos é evidente em suas muitas pinturas religiosas, e sua interação pessoal com a Bíblia foi fortalecida por sua posterior conversão do catolicismo para o protestantismo.

Os seus quadros versam principalmente temas populares e de mitologia. Foi aprendiz de Adam van Noort, tal como Rubens, por quem se deixou influenciar.

O tratamento da luz em claro e escuro é uma das suas características sendo considerado um dos maiores pintores flamengos do seu tempo.

Referências

  1. d'Hulst, pp. 23
  2. d'Hulst (2001)
  3. Jacob Jordaens (I) in the Instituto holandês para a história e arte
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.