Jacob de Bondt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jacob de Bondt (ou Jacobus Bontius) (Leyden, 1592Batávia, 30 de novembro de 1631) foi um médico neerlandês que publicou sobre medicina tropical, e sobre a flora e fauna das Índias Orientais Neerlandesas.

Ingressou na Companhia Neerlandesa das Índias Orientais e foi enviado a Batávia em 1627. Apesar de seus precários conhecimentos de medicina tropical, em apenas quatro anos em Java[1] descreveu várias doenças encontradas na colônia neerlandesa, venenos de cobra, assim como a flora e a fauna do local.

Sua principal obra, De Medicina Indorum (Iacobis Bontii In Indijs Archiatri, De Medicina Indorv[m] Lib. IV. Lugduni Batavorum, 1642, Franciscus Hackius), foi publicada postumamente, em 1642, por seu irmão Willem Bontius, anos após a sua morte na Batávia, quando tinha apenas 39 anos. A obra inclui as primeiras descrições modernas da cólera, da shigella, da frambesia e da polineuropatia do beribéri.

Ele é tido, junto com Guilherme Piso, como um dos fundadores da medicina tropical.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • De Medicina Indorum libri IV (Leiden, 1642) publicação póstuma por Guilherme Piso, mais tarde (Paris, 1645) junto com trabalhos de Prospero Alpini
  • Historiae naturalis et medicae Indiae orientalis libri VI (Amsterdã, 1658) publicação póstuma por Guilherme Piso em 6 volumes na obra De Indiae Utriusque Re Naturali et Medica

Referências

  1. Rookmaaker e Visser, 1982.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]