Jacques Gréber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jacques Gréber (Paris, 10 de setembro de 1882 - Paris, 5 de Junho de 1962 (79 anos)) foi um arquitecto paisagista francês.

Jacques Gréber estudou na escola de Belas-artes de Paris, licenciando-se em 1908, desenhou muitos jardins privados, nos Estados Unidos da América e Canadá. Em Portugal, são de sua autoria os jardins do parque de Serralves (1932 no Porto). Estes jardins de Serralves, que ocupavam uma área de cerca de 12 ha, e que se mantiveram integrais e pristinos até 1995, foram parcialmente destruídos em resultado da imposição do arquitecto Siza Vieira que projectou, para uma área de cerca de 15.000m2, a implantação do seu projecto de Museu de Arte Contemporânea de inspiração cubista. O processo foi muito controverso, envolvendo intensa luta política e judicial, chegando a chegar queixas à Comissão Europeia. Hoje em dia o jardim mantém a sua beleza, tendo a presença do museu sido disfarçada pelos paisagistas por meio de sebes vegetais e conquistadas áreas novas para integrarem o jardim tendo-se procurado, com o desenho da arquitecta Teresa Andresen, que procurou manter o estilo original de Gréber.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.