Jair Picerni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jaïr Picerni
Informações pessoais
Nome completo Jair Picerni
Data de nasc. 20 de Outubro de 1944 (70 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Apelido Jair Picerni
Informações profissionais
Clube atual Sem clube
Posição Treinador
(ex-Lateral-direito)
Clubes de juventude
Brasil Nacional-SP
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)


1967-1972
1973-1976
1976-1978
Brasil Palmeiras
Brasil Comercial
Brasil Nacional-SP
Brasil Guarani
Brasil Ponte Preta



15 (1)
54 (3)
Times que treinou
1980–1981
1982–1983
1983–1984
1984
1984–1985
1985–1986
1986
1986–1987
1987
1988
1989–1991
1991–1992
1992–1995
1996–1998
1998–1999
1999–2000
2000–2002
2002
2003–2004
2004
2004–2005
2005
2005
2006
2006
2006
2007
2007
2008
2009
2010
2012
Brasil Ponte Preta
Brasil Inter de Limeira
Brasil Santo André
Brasil Brasil Sub-23
Brasil Corinthians
Brasil Portuguesa
=Emirados Árabes Unidos Al Ain
Brasil Ponte Preta
Brasil Sport
Brasil Portuguesa
Portugal CD Nacional
Brasil Santo André
Brasil União São João
Portugal CD Nacional
Brasil União Barbarense
Brasil Gama
Brasil São Caetano
Brasil Guarani
Brasil Palmeiras
Brasil Atlético Mineiro
Brasil Guarani
Brasil Bahia
Brasil São Caetano
Brasil Fortaleza
Brasil Brasiliense
Brasil Palmeiras
Brasil Sertãozinho
Brasil São Caetano
Brasil Guarani
Brasil Red Bull Brasil
Brasil Santo André
Brasil União São João
Medalhas
Olympic flag.svg Jogos Olímpicos
Prata Los Angeles 1984 Futebol

Jair Picerni (São Paulo, 20 de outubro de 1945) é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava na posição de lateral-direito. Atualmente, está sem clube.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Como jogador, foi lateral-direito da Ponte Preta tendo como melhor resultado o vice-campeonato no Campeonato Paulista de 1977. Como técnico, já dirigiu vários clubes do futebol brasileiro e do exterior.

Venceu o Campeonato Brasileiro de 1987 pelo Sport Recife.

Foi campeão da Série A2 do Campeonato Paulista, em 2000, pelo São Caetano, além de ter sido por duas vezes vice-campeão brasileiro em (2000 e 2001) e vice-campeão da Taça Libertadores da América em 2002, pela mesma agremiação.

Foi também campeão brasileiro da Série B em 2003 pela Sociedade Esportiva Palmeiras.

Como técnico da Seleção Brasileira, Jair Picerni conquistou a medalha de prata dos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984. A partir de então recebeu convites para treinar diversos clubes do Brasil.

Foi técnico do Red Bull Brasil onde conquistou o Campeonato Paulista Segunda Divisão, mas acabou sendo dispensado no fim de 2009. Em 2010, dirigiu o Santo André, mas acabou saindo no final do mesmo ano.

Seu último clube foi o União São João Esporte Clube, em 2012.

Em 1985, foi treinador do Clube Atlético Paranaense por apenas 1 dia. Após apresentado, no outro dia recebeu um convite para treinar a Associação Atlética Ponte Preta, sendo apresentado no mesmo dia no clube campineiro[1] .

Títulos[editar | editar código-fonte]

Técnico[editar | editar código-fonte]

Sport
São Caetano
Palmeiras
Red Bull Brasil

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Jogador[editar | editar código-fonte]

Ponte Preta

Técnico[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Brasil Sub-23
São Caetano

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Portuguesa
São Caetano
Bahia
Fortaleza

Referências

  1. Top 5 – Passagens relâmpago de treinadores Gazeta do Povo - acesso em agosto de 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.