Jamal al-Din al-Afghani

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jamal al-Din al-Afghani
em persa: سید جمال الدین الافغاني
Nascimento 1838
Asadābād, proximidades de Hamadān, Irã
Morte 9 de março de 1897 (58-59 anos)
Nacionalidade  Irã
Ideias notáveis Pan-islamismo

Jamal al-Din al-Afghani, também conhecido como Sayyid Jamāluddīn Asadābādī and Sayyid Muhammad Ibn Safdar al-Husayn (1838[1] -1897) foi um notório divulgador de ideais pan-islâmicos no mundo árabe,[2] criticando duramente Syed Ahmad, um líder pró-ingleses. Jamal al-Din possuía uma visão romântica da história do povo árabe e marcada por um profundo pensamento anti-iluminista, renegando as ideias de Jean Jacques Rousseau e François Voltaire, por exemplo. Analogamente à noção de kräfte, termo de origem germânica que remete à ideia de "força", Afghani desenvolve a ideia romântica de uma nação que é capaz de manter sua unidade/identidade através de forças intrínsecas que são capazes, por sua vez, de mantê-la coesa e homogênea. Posteriormente, suas ideias foram retomadas pelo aiatolá Khomeini durante a revolução islâmica ocorrida em 1979 no Irã.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Britannica Encyclopædia, Online Edition 2007 - link
  2. A redescoberta do nacionalismo