James Burnett, Lorde Monboddo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lorde Monboddo, 1777

James Burnett, Lorde Monboddo (25 de Outubro de 1714 - 26 de Maio de 1799) foi um juiz, filósofo e linguista escocês, figura proeminente do Iluminismo Escocês e controversa no mundo intelectual britânico do século XVIII. Em 1767 foi nomeado juiz da Court of Session escocesa (o tribunal supremo da Escócia) e adoptou o seu título de Lorde a partir do nome da propriedade do seu pai, Monboddo House.

Na actualidade é conhecido fundamentalmente por ter sido o fundador da filologia comparada. Na sua época, era melhor conhecido pelas suas excentricidades e algumas controversas teorias relacionadas com a evolução do ser humano, tendo sido um dos primeiros a postular que todos os símios e antropóides têm uma origem comum.

Ainda que não tivesse desenvolvido a sua teoria, baseando-as em provas biológicas, é visto como um predecessor directo do evolucionismo darwiniano.

Obras de Lorde Monboddo[editar | editar código-fonte]

  • The Origin and Progress of Man and Language (6 volumes, 1773-1792)
  • Antient Metaphysics (6 volumes, 1779 - 1799)
  • Decisions of the Court of Session (1738-1760), obra sobre jurisprudência
  • Numerosa correspondência: a James Boswell, a Samuel Johnson, a James Harris, a John Pringle.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Kristi Gallagher. Minnesota University State, Mankato. James Burnett. Consultado a 10 de Fevereiro de 2009 (em inglês).]]