James Hamilton, 1.° Conde de Abercorn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Muito Honorável
O Conde de Abercorn
1.° Conde de Abercorn
Conde de Abercorn
Período 1606–1618
Predecessor Criação Nova
Sucessor James Hamilton
Esposa Marion Boyd
Descendência
Anne
James Hamilton, 2.° Conde de Abercorn
William Hamilton, 1.° Baronete
Claud Hamilton, 2.° Barão Hamilton de Strabane
George Hamilton, 1.° Baronete de Donalong
Lucy
Alexander
Margaret
Isobel
Pai Claud Hamilton, 1.° Lorde Paisley
Mãe Margaret Seton
Nascimento 12 de agosto de 1575
Morte 23 de março de 1618 (42 anos)

James Hamilton, 1.° Conde de Abercorn PC (12 de agosto de 1575[1] – 23 de março de 1618) foi um nobre escocês.

Gentleman of the Bedchamber[editar | editar código-fonte]

Era o filho mais velho de Claud Hamilton, 1.° Lorde Paisley (o quarto filho de James Hamilton, 2.° Conde de Arran e Duque de Châtellerault), e de Margaret, filha de George Seton, 7.° Lorde Seton.[2] A posição de seu pai possibilitou-o, já ainda bem jovem, a ter livre acesso a cargos importantes, e como tinha capacidade considerável, logo alcançou um lugar eminente entre os estadistas da época. Com Jaime VI, ele parece ter recebido uma atenção especial, e a influência de seu avô materno, George Seton, pai do 1.º Conde de Dunfermline, foi amplamente exercida em seu favor. Foi nomeado Gentleman of the Bedchamber pelo rei, e apareceu na famosa convenção da nobreza e conselho realizado no Palácio de Holyrood em 6 de janeiro de 1596-7. Quando o Conselho Privado foi definitivamente constituído na Convenção dos Estados realizada em 14 de dezembro de 1598, James Hamilton foi nomeado um dos trinta e dois membros desse corpo sob sua designação de Mestre de Paisley; mas ele não compareceu a nenhuma de suas reuniões até 10 de fevereiro de 1601.[3]

Xerife de Linlithgow e Barão Abercorn[editar | editar código-fonte]

No ano anterior, obteve do rei o cargo de xerife hereditário de Linlithgow, e pouco tempo depois recebeu um título de propriedade de terras em Renfrewshire e West Lothian, que foram incorporadas ao baronato autônomo de Abercorn em 1603, de onde tirou seu título Barão Abercorn.[3] [2]

Conde de Abercorn[editar | editar código-fonte]

Quando os Artigos da União foram preparados e assinados em 1604, ele foi um dos vinte e oito comissários escoceses que assinaram seus nomes, e por seus esforços nesta matéria, foi recompensado com o título de Conde de Abercorn, por patente datada de 10 de julho de 1606. A este título foram anexadas às dignidades menores de Barão Hamilton, Mount Castle, e Kilpatrick, que ainda são apreciadas por seus representantes atuais.[2] Grande concessão de terras no baronato de Strabane, Irlanda, foi feita a ele, e seu filho mais velho recebeu o título de Barão de Strabane em 1617; as propriedades irlandesas foram herdadas por seus filhos mais novos. Embora Abercorn fosse um participante fiel das reuniões do Conselho Privado da Escócia durante um período importante de sua história, a participação que ele teve na vida pública não é facilmente identificada.[3]

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu em 23 de março de 1618.[2] Seus herdeiros, Condes de Abercorn, chefes da família Hamilton, tornaram-se Marqueses de Abercorn em 1790, e Duques de Abercorn em 1868; o 2.º Duque de Abercorn (nascido em 1838) foi um proeminente político unionista e presidente de conselho da Companhia Britânica da África do Sul. Os duques atuais são descendentes de seu quarto filho, Sir George, a questão sucessória dos três filhos mais velhos foi extinta.[2] [3]

Família[editar | editar código-fonte]

Casou-se com Marion, filha de Thomas Boyd, 6.° Lorde Boyd, e deixou nove filhos:

  1. Anne Hamilton (1592-1620), casada com Hugh Sempill, 5.° Lorde de Sempill, deixou descendentes
  2. James Hamilton, 2.° Conde de Abercorn (ca. 1604 - ca. 1670), nomeado Barão Hamilton de Strabane no Pariato da Irlanda durante o período de vida de seu pai.
  3. William Hamilton, 1.° Baronete (ca. 1605-1680)
  4. Claud Hamilton, 2.° Barão Hamilton de Strabane (ca. 1606-1638)
  5. George Hamilton, 1.° Baronete de Donalong (ca. 1607-1679)
  6. Lucy Hamilton (nascida antes de 1618)
  7. Alexander Hamilton (morto antes de 4 de maio de 1669), casado e deixou descendentes
  8. Margaret Hamilton (morta ca. 4 de maio de 1642), casada com Sir William Cuninghame de Caprington
  9. Isobel Hamilton

Notas

  1. Calendar State Papers Scotland, vol. 5 (1907), 182.
  2. a b c d e Encyclopædia Britannica (1911) entrada para Abercorn, James Hamilton (em inglês), volume 1, página 43
  3. a b c d Alexander Hastie Millar‎, Dictionary of National Biography, 1885-1900 entrada para Hamilton, James (d.1617) (em inglês), volume 24, página 176. Londres: Smith, Elder & Co.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Pariato da Escócia
Novo título Barão de Abercorn
1603–1618
Sucedido por:
James Hamilton
Conde de Abercorn
1606–1618