James Heller

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde janeiro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

James Heller é um personagem fictício interpretado pelo veterano William Devane na série 24 Horas. Na série, Heller foi o Secretário de Defesa dos EUA na 4ª e na 5ª Temporada, além de ser pai de Audrey Raines.

Novo Chefe[editar | editar código-fonte]

O Secretário Heller tem sua estréia na 4ª Temporada, aparecendo como o chefe de Jack Bauer, que fora demitido da UCT anteriormente. Jack era seu assistente especial, e estava tendo um caso com a filha mais velha de Heller, Audrey, que também trabalhava com ele como analista política. Audrey, apesar de ter uma boa relação com seu pai, não queria que ele soubesse de sua relação com Jack por achar que ele não aprovaria, sendo ela ainda casada (mas separada)com Paul Raines.

O sequestro[editar | editar código-fonte]

Na 4ª Temporada, Heller e Jack tinham uma reunião com a Diretora da UCT Erin Driscoll sobre orçamento, mas Heller, secretamente, decide mandar Jack sozinho e ir se encontrar com seu filho (um rebelde que protesta contra as atrocidades cometidas pelos EUA) enquanto isso. Durante a reunião familiar entre ele, seu filho Richard e Audrey, no entanto, terroristas sequestram Heller e sua filha, apesar dos esforços de Jack para impedir o ataque. Eles são levados para uma antiga fábrica, onde os terroristas planejam julgar Heller pelos atos de guerra americanos cometidos com transmissão pela internet, para a humilhação do governo. Apesar de saber dos esforços para resgatar ele e Audrey, chega em um ponto onde Heller não acredita mais que será salvo, levando ele a tentar se matar para impedir a humilhação americana. Ele é impedido de cometer suicídio, mas, durante seu julgamento, na hora que ele estava prestes a ser assassinado, Jack chega e pára o julgamento, resgatando Heller. Os dois então vão atrás de Audrey e a resgatam trabalhando em equipe. Ele descobre que Jack e Audrey estão juntos e aparentemente aceita a condição. Após isso, novas ameaças terroristas surgem, e Heller decide ficar na UCT para resolver os problemas de perto. Ele se mostra também próximo de Erin Driscoll, quando consola ela após sua filha cometer suicídio. Com a UCT sem liderança, ele põe Tony Almeida (antigo diretor da UCT deposto por traição, que Heller admitiu temporariamente como agente da UCT por pedido de Jack) com diretor interino pela sua experiência. Quando a situação na cadeia de comando da UCT e a ameaça terrorista de Habib Marwan ficam aparentemente sob controle, ele é chamado pelo Presidente dos EUA para se encontrar secretamente com um general para avaliar planos sobre a segurança nacional (ameaçada pelos terroristas de Marwan, que buscam realizar um atentado com armas nucleares contra os EUA). Ele é citado mais tarde quando manda, por meio de comunicação com Audrey, Jack resgatar os códigos nucleares que caíram no deserto após a explosão do Força Aérea 1. Heller faz seu retorno à UCT quando descobrem evidências de que seu filho Richard (antes torturado pela UCT sobre sua permissão por ser suspeito de esconder informações sobre os terroristas) estava mesmo escondendo informações dos atentados, e é ele que descobre a conexão de Richard com a terrorista Mandy. Após isso, ele some de cena novamente.

Retorno de Emergência[editar | editar código-fonte]

Heller retorna a aparecer na 5ª Temporada, quando, durante um encontro internacional, ele é chamado por sua filha Audrey, que pede para ele mudar o curso de seu avião, de Washington para Los Angeles, para se encontrar com Jack, que possui provas do envolvimento do Presidente Logan nos atentados terroristas e no assassinato de David Palmer. Ao chegar em Los Angeles e encontrar Jack e Audrey, Heller fica chocado com a acusação contra o Presidente e decide ir se encontrar com ele para descobrir a verdade. Mas, antes que Heller pudesse se encontrar com Logan, Henderson, o homem responsável pelo trabalho sujo de Logan nos atentados do dia, recupera a única prova contra Logan que Jack possuía ao fazer Audrey de refém e quase matá-la, levando Logan a destituir Heller do cargo. Ao chegar no retiro presidencial e descobrir a novidade, Heller acusa Logan de ser o responsável dos atentados do dia e de quase matar sua filha e é levado embora pelo Serviço Secreto, não sem antes despertar suspeitas contra o Presidente em Martha Logan (a primeira dama), no agente Aaron Pierce e no Vice-Presidente Hal Gardner.

Após ser retirado do retiro do Presidente, Jack informa Heller que os homens de Henderson estão atrás dele para assassiná-lo e que irá libertar Henderson para salvar a vida dele. Heller diz que não vai ser um empecilho para Jack e manda dizer para Audrey que ele a ama. Ao desligar o telefone, Heller joga o carro num abismo, aparentemente morrendo assim que o carro se choca na água. Mais tarde, é revelado que Heller sobreviveu à queda e está na UTI hospitalizado.

Heller regressa na 6ª Temporada, já sem o cargo de Secretário de Defesa, em auxílio de Audrey, que muitos acreditavam que tinha morrido na China. Audrey, em convalescença dos acontecimentos na China fica ao cuidado de Heller, que descarrega a sua raiva pelo sucedido em Jack Bauer, dizendo que quem fica perto dele acaba por se machucar. No último episódio da temporada, Heller convence Jack a tentar de novo uma relação com a sua filha.

Heller regressa na 9a temporada (24:LAD) como presidente dos Estados Unidos. Nessa temporada ele se encontra em Londres para conseguir o apoio britânico para o uso de drones. Quando os mesmos são sequestrados por terroristas e ataca militares britânicos, ele tem sua administração colocada em xeque e Jack Bauer retorna a trama para acabar com a ameaça terrorista que visa também matar Heller