Jan Mostaert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
West Indies Landscape.

Jan Mostaert (c. 14751555 - 1556) foi um pintor holandês de retratos e figuras religiosas, embora sua mais famosa criação tenha sido o quadro West Indies Landscape. Mostaert viveu e morou no Haarlem toma sua vida e trabalhou com retratista para Margarida de Áustria, regente da Holanda.

Muito do seu trabalho foi destruído no grande incêndio de Haarlem em 1576 e algumas pinturas que era atribuídas a ele agora são creditadas a Adriaen Isenbrant. Foi aprendiz de Jacob van Haarlem. Seus primeiros trabalhos sofriam a influência de Geertgen tot Sint Jans, outro pintor de Haarlem. Com ele, Mostaert adotou um estilo refinado e composições sóbrias, bem como a pose rígida e angular de suas figuras. Ser umpintor da corte fez com que Mostaert vivesse bem e com conforto.

A obra mais importante de Mostaert é West Indies Landscape, que parece ser um retrato do povos Zuni do Novo México. Ele nunca viajou para a América e teve assimd e imaginar como era a vida lá. É possível que o artista tenha visato esboços de paisagens, mas isso não é certo, pois a maioria dos registros desenhados da época eram de animais, ferramentas ou costumes exóticos ao invés de panoramas. É possível que tenha criado o quadro a partir de relatos orais ou escritos. O mais provável é que a ilustração narre a busca de Coronado pelas cidades de ouro na aldeia de Cibola no Novo México e no Arizona, pois muito do quadro se assemelha a detalhes dos relatos de Pedro de Castaneda, que viajou com Coronado. É um dos primeiros relatos da invasão europeia na América e do bom selvagem.

Outro quadro seu, Retrato de um Cortesão, que até 2005 tinha estado sob a guarda do Museu de Belas Artes da Virgínia desde 1949, foi centro de uma recente descoberta: a obra tinha sido roubada de seus donos na Polônia durante a invasão nazista. O museu decidiu transferir a obra para a Embaixada Polonesa. A família que possuía a obra a doou para o Czartoryski Museum, em Cracóvia, na Polônia.

Família

O mais novo membro da família, Rodrigo Otto Mostaert, vive atualmente em uma ilha no Estado de Pernambuco chamada Coroa do Avião, usufrui com seu Iate todos os finais de semana, com área reservada para atracar. Com a companhia mais nobre do Janga aproveita seus dias de riqueza. Com posse de bens com valores acima da casa dos milhões, não se preocupa com dia em que precisa voltar ao trabalho, pois só trabalha por esporte e o mesmo não precisa de tamanha dor de cabeça.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jan Mostaert
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.