Japamala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Japamala.

Japamala (Japa = repetição, Mala = cordão ou colar) é um objeto antigo de devoção espiritual, conhecido também como rosário de orações no ocidente. É um artesanato muito utilizado para ajudar nas orações e mentalizações como marcador. Temos então duas correntes: uma espiritual, "Japa", e outra material, "Mala". Assim, as energias espirituais invocadas "Japa" energizam o "Mala"1 .


Um japamala é geralmente composto por 108 contas e o “meru”, conta central que marca o início e o fim do mala. Também é possível encontrar japamalas menores, variando de 54 ou 27 contas, todas sub-divisões de 108. Segundo a filosofia yogui, ao se completar o circuito de 108 repetições da oração, mentalização ou mantra, alcança-se um estágio superior na consciência chamado de transcendental (o estágio que ultrapassa as fixações da mente, mantendo a consciência concentrada em si mesma)2 .

Muitas pessoas utilizam estes artesanatos simplesmente como objeto de decoração, amuleto de proteção ou somente para distração.

Sementes de rudraksha[editar | editar código-fonte]

Entre os inúmeros materiais dos quais podem ser feitos um japamala, o mais famoso são as sementes de rudraksha, também conhecida como lágimas de Shiva, planta nativa da ásia. Segundo a crença indiana, Buda recebeu sua iluminação enquanto meditava sob uma árvore de rudraksha. A partir desta crença, foram atribuídas à rudraksha propriedades medicinais que vão desde o controle do estresse e redução de problemas circulatórios até a cura de doenças mais severas3 .

Até o momento não foram desenvolvidas pesquisas científicas que pudessem comprovar as supostas propriedades medicinais da rudraksha4 .

Artesanato brasileiro[editar | editar código-fonte]

É possível ter acesso a estes objetos facilmente. No Brasil, o grupo Mãos Ocupadas defende o uso de japamalas, kombolóis e masbahas para colocar a energia pessoal em movimento enquanto a mente libera as tensões. Acredita-se que mente livre e "limpa" é capaz de concentrar-se de forma equilibrada no que é necessário e verdadeiro para cada momento, selecionando a essência da aparência para traduzir a mudança interior em transformação exterior.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.