Jason Todd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde agosto de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jason Todd
200px

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição Como Jason Todd:
Batman #357 (Março 1983)
Como Robin:
Batman #368 (Março 1984)
Como Capuz Vermelho:
Batman #635 (Fevereiro 2005)
Como Robin Vermelho:
Countdown To Final Crisis #14 (Janeiro 2008)
Criado por Encarnação Original:
Gerry Conway
Don Newton

Encarnação Pós-Crise:
Max Allan Collins
Chris Warner
Como Capuz Vermelho:
Judd Winick
Doug Mahnke

Características do personagem
Alter ego Jason Peter Todd
Afiliações Bat-Família
Novos Titãs
Corporação Batman
Parceria Batman
Dick Grayson
Tim Drake
Barbara Gordon
Damian Wayne
Estelar
Arsenal
Base de operações Gotham City
Parentesco Bruce Wane (pai adotivo)
Dick Grayson (irmão adotivo)
Tim Drake (irmão adotivo)
Damian Wayne (irmão adotivo)
Catherine Elizabeth (mãe falecida)
Willis Todd (pai falecido)
Inimigos Dick Grayson e Tim Drake
Coringa
Situação presente Ativo[1]
Causa Torturado e explodido pelo Coringa,enquanto era o Robin
Codinomes conhecidos Robin
Capuz Vermelho
Asa Noturna
Robin Vermelho
Habilidades Acrobata (Pré-Crise);
Artista marcial;
Acesso a armas de alta tecnologia;
Detetive especializado em vigilância e Medicina legal.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Jason Peter Todd é um personagem fictício que aparece nas histórias em quadrinhos da DC Comics. Jason Todd apareceu pela primeira vez em Batman #357 (Março 1983), e foi criado primeiramente por Gerry Conway e Don Newton.

Embora inicialmente popular, na sequência de uma remodelação de sua origem por Max Allan Collins, a nova versão de Jason Todd não foi bem recebida pelos fãs. Em 1988 com "Uma Morte na Família", a DC Comics realizou uma pesquisa por telefone para determinar se o personagem iria ou não morrer nas mãos do Coringa, o arquiinimigo de Batman. A votação para que ele morresse foi maior, com isso fazendo que Jason morresse. As histórias de Batman posteriormente trataram com a culpa que Batman sentia por não ser capaz de impedir a morte de Jason. No entanto, em 2005, no arco de história "Sob o Capuz", o personagem foi ressuscitado, tornando-se o segundo Capuz Vermelho e assumindo um novo papel como um anti-herói que se assemelha a Batman em muitos aspectos, exceto pela vontade de usar força letal e armas.

Era de Prata[editar | editar código-fonte]

Jason "Jay" Todd foi o segundo Robin nas histórias em quadrinhos do Batman, depois de Dick Grayson.

Em sua primeira aparição, Jason Todd era um acrobata de circo que teve seus pais assassinados pelo vilão Crocodilo e mais tarde é adotado por Bruce Wayne. Inicialmente, Jason era um garoto loiro que usava sua roupa do circo para lutar contra o crime, até Dick o presentear com o uniforme de Robin.

Era Moderna[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Jason Todd nascido em 20 de Março era um órfão que foi encontrado por Batman enquanto ele estava tentando roubar as rodas do Batmóvel. Jason, o filho de Willis e Catherine Todd, vivia na parte oeste de Gotham. A mãe de Jason era uma viciada que morreu de overdose algum tempo antes do jovem morar nas ruas. Seu pai, Willis, trabalhava como capanga para Harvey Dent (o Duas Caras), e algum tempo depois ele misteriosamente desapareceu. Assim que foi visto tentando praticar o crime, Jason foi capturado por Batman, que o amarrou e em seguida o levou para a Batcaverna. Em seguida, Batman descobriu que Jason vivia em uma escola para jovens infratores. Algumas semanas mais tarde, depois de Asa Noturna e Jason provarem seu valor no combate ao crime ajudando Batman a frustrar os planos de uma gangue de ladrões, Bruce ofereceu a Jason o posto de Robin. No entanto, ele não usou o uniforme de Robin (uma versão melhorada do antigo) até completar seis meses de treino. Batman acreditava que o treino o ajudaria a se livrar da revolta que ele sentia e, se isso não ajudasse, ele seria mais uma estatística.

Robin[editar | editar código-fonte]

Durante esse período, Jason é mostrado como um Robin rebelde,sempre querendo a razão e agindo sem obedecer ordens. Algumas vezes ele se sai bem e noutras não. Após ter descoberto que Duas-Caras matou seu pai, Jason/Robin vai acertar as contas com ele, quase matando-o, após um certo tempo o vilão é levado às autoridades.

Esse evento é somente o começo para Jason se tornar um homicida. Noutra história que ocorreu em Batman #424, surge um assassino em série chamado Felipe Garzonas, que sempre escapava da cadeia devido à influência diplomática de seu pai. Uma de suas vítimas, uma garota chamada Glória, o ameaça, Jason descobre seu enforcamento e vai atrás de Felipe. Quando Batman chega ele vê Felipe caindo do prédio com Jason somente olhando sem fazer nada para salvar o criminoso. No entanto não é revelado se Jason empurrou Felipe do prédio ou se ele se atirou(devido a violência de Jason).

Na edição #425, o pai de Felipe sequestra o Comissário Gordon, pedindo a Batman que traga Robin se quiser salvar a vida de Gordon. Jason vai escondido até o local que eles haviam combinado. Uma luta ocorre resultando na morte dos capangas e em seguida do pai de Felipe.

Uma Morte em Família[editar | editar código-fonte]

No arco A Death in the Family ("Uma morte em família") Jason descobre que sua mãe não era sua verdadeira mãe, com isso ele procura pela mulher que deu luz a ele. Após ir atrás de várias pistas, Jason encontra sua mãe, Sheila. Mas esse encontro não foi primoroso já que Jason descobre que ela está trabalhando para o Coringa.

Poucos minutos depois Coringa chega e, com um pedaço de metal, surra brutalmente Jason e deixa uma bomba no local para matar ele e sua mãe. Os dois tentam sair de lá desesperadamente mas não conseguem e a bomba acaba explodindo. Batman chega tarde demais, Jason morre em seus braços e sua mãe morre dizendo a Batman que seu filho morreu tentando protegê-la. Após o funeral, Bruce guarda o uniforme de Jason na Batcaverna. O arco foi escrito por Jim Starlin.

A morte de Jason foi resultado dois motivos: a sua baixa popularidade entre os leitores e a outra justificativa foi a de que os leitores queriam que a cronologia oficial do Batman se aproximasse da visão alternativa dada por Frank Miller em sua obra-prima dos quadrinhos O Cavaleiro das Trevas. Nessa minissérie, Bruce Wayne deixou de ser o Batman quando seu parceiro Jason Todd foi assassinado.

Retorno e o Capuz Vermelho[editar | editar código-fonte]

Anos mais tarde, ao tentar descobrir a identidade de uma misteriosa figura conspirando contra ele (que acaba sendo Hush), Batman descobre que Robin (Tim Drake) foi seqüestrado. Quando ele confronta o sequestrador descobre, para sua surpresa, que o sequestrador é aparentemente um Jason Todd adulto. Batman investiga este mistério e descobre que é apenas Cara-de-Barro se passando por Jason.

Mais tarde é revelado que Jason realmente havia morrido nas mãos do Coringa, mas reviveu quando o Superboy Primordial provocou alterações na realidade durante os eventos de Crise Infinita. Após sair de seu túmulo, ele é hospitalizado e passa cerca de um ano em coma e outro vagando com amnésia, até ser encontrado por Talia al Ghul. Mergulhado num Poço de Lázaro utilizado por Ra's al Ghul, o pai de Talia, Jason recobra a memória e o vigor físico. Seguindo o conselho de Talia, Jason começa a planejar a vingança de sua morte, e se prepara para enfrentar o Batman, viajando por todo o mundo no mesmo caminho de treinamentos como seu mentor. Quando Batman expressa que não teve remorso por ter poupado a vida do Coringa pela morte da Jason, ele se enfurece com isso e se torna o novo Capuz Vermelho.

Reaparecendo como Capuz Vermelho, Jason rouba uma transferência de kryptonita de Máscara Negra. Pouco depois, o Capuz Vermelho encontra o Coringa (expulsos de Gotham por Hush) e bate nele com um pé de cabra como o Coringa tinha feito há anos com Jason. Apesar da violência da batida, Jason poupa o palhaço, com a intenção de usá-lo mais tarde contra o Batman.

O Capuz Vermelho assume o controle sobre diversas gangues em Gotham City e começa uma guerra contra o império de Máscara Negra. Em geral, ele se esforça para assumir as gangues de Gotham para parar algumas de suas ações ilícitas (como drogas a menores), e para matar o Coringa em vingança pela sua própria morte. Por causa de suas atividades, ele vem repetidamente a enfrentar Batman e vários de seus aliados. Uma máscara de Robin foi encontrado no Batmóvel, que nunca pertenceu a Dick ou Tim, mas foi do estilo que Jason usava como Robin. Batman descobre que o caixão de Jason sempre esteve vazio, e ele começa a questionar se Jason tinha morrido realmente. Apesar de seu retorno, o traje de Robin usado por Jason permanece em sua vitrine memorial na Batcaverna, quando Alfred pergunta a Bruce se ele queria que o traje fosse removido, Bruce respondeu que o retorno de Jason "não muda absolutamente nada."

Sabendo que Tim Drake não só substituiu-o como Robin, mas é declaradamente um Robin melhor do que tinha sido, Jason invade a Torre dos Titãs para enfrentar Tim. Vestindo uma versão alterada do seu traje próprio de Robin, Jason rapidamente imobiliza os outros Titãs e ataca Tim no Hall de Titãs falecidos. Furioso que nenhuma estátua em sua homenagem foi feita para ele (apesar de seu curto mandato como um Titã), Jason exige que Tim diga se ele é realmente tão bom como Jason foi. Tim diz "sim" e sai andando. Aparentemente, Jason desenvolveu um respeito relutante pela sua substituição como ele mesmo diz, "Eu vou admitir. Ele é bom". Jason também se pergunta se talvez ele teria sido uma pessoa melhor e um Robin melhor se ele tivesse uma vida como a de Tim e amigos como os Titãs.

O clímax do retorno de Jason é quando ele sequestra o Coringa e prende-o como refém, atraindo o Batman. Apesar de seu relacionamento agora antagônicos, Batman também quer desesperadamente ajudar Jason. Ele pergunta a Batman porque ele não vingou sua morte matando o Coringa, também, Jason insiste que Coringa o merece, por causa das inúmeras pessoas que ele assassinou. Batman então admite que ele teve muitas vezes tido fantasias torturando o Coringa e em seguida o mata, mas ele se recusa a fazer isso na vida real. Jason ameaça Batman com um ultimato: Jason vai matar o Coringa a não ser que Batman mate Jason primeiro. Segurando o Coringa com uma arma, Jason atira uma pistola de Batman e começa a contar até três em pé por trás do Coringa, deixando Batman com a chance de acertar uma bala na cabeça de Jason. O Homem-Morcego jogou a arma no chão e se virou. No último momento, Batman lança um batrang, que ricocheteia e acerta o pescoço de Jason, fazendo com que ele solte a arma. O Coringa se aproveita da situação, detona os explosivos próximos a plataforma e mais uma vez escapa.

Robin Vermelho[editar | editar código-fonte]

No início da Contagem Regressiva para a Crise Final, Jason como o Capuz Vermelho, salva uma mulher de Duela Dent (a Filha do Duas Caras). Depois de um Monitor atirar em Duela, ele tenta matar Jason mas é parado por um segundo Monitor. Este segundo monitor pede desculpas a Jason antes de eles desaparecem, deixando Jason sozinho com o corpo de Duela. Mais tarde, no funeral de Duela, Jason se esconde de todos os Titãs exceto Donna Troy. Jason diz a ela o que aconteceu na noite da morte de Duela, e sobre o duelo dos monitores. Ele sabe que ele e Donna Troy voltaram dos mortos, e pergunta qual deles é o próximo na lista de alvos do Monitor. Os dois são atacados pela Forerunner, mas antes que ela pode matá-los, o apolegético Monitor a detém, e recruta Jason e Donna para uma missão a Palmerverse (uma seção do Nanoverso descoberta por Ray Palmer), em uma tentativa de encontrar Ray.

Durante a viagem, Jason toma para si o nome do Monitor "Bob". Na Terra-51, Jason encontra o Batman daquele mundo. Foi mostrado que essa versão do Batman tinha começado a usar força letal desde a morte do Jason daquela Terra. O verdadeiro Jason Todd, usa uma nova roupa e um novo nome, o de Robin Vermelho. O Batman da Terra-51 tinha originalmente planejado dar o uniforme ao Jason daquele mundo, mas ele morreu antes da hora. Durante um confronto final na Terra-51, Batman morre. Após o desembarque em Apokolips e lutando contra as forças Darkseid, o time volta a Terra original (nossa Terra), e Jason mais uma vez vira as costas para a vida como um herói fantasiado, e retorna aos seus antigos modos de lidar com o crime.

Batman - Descanse em Paz[editar | editar código-fonte]

Após o desaparecimento de Batman durante os eventos de Batman RIP, Jason começa a manipular as gangues em Gotham, a fim de assumir o controle delas. Infelizmente, a abordagem de Jason leva a mais violência e sangue derramado. Com Asa Noturna e Batman indisponível, cabe ao Tim Drake lidar com a bagunça que Jason criou. Jason no entanto, pede a Tim para unir forças com ele, embora, naturalmente, Tim se recusa, alegando que os métodos de Jason são muito questionáveis.

Isto leva a um confronto entre Jason e Tim, que é interrompida pela chegada de outro Robin Vermelho, cuja identidade inicialmente é um mistério, mas depois é revelado que é a de Ulysses Armstrong. Devido a uma combinação de envolvimento Robin Vermelho e um membro de gangue de arma em punho, Jason foi baleado na perna e preso pela polícia. Após a resolução da guerra de gangues em Gotham Tim sob um pseudônimo visita Jason na prisão para dar-lhe o código de acesso à Liga da Justiça para libertar-se da prisão, devido principalmente ao fato de que Tim acredita que Jason pode ter uma outra chance de redenção. Após sua fuga, Jason continua se recuperando, e é convocadao por Tim para vir à Batcaverna, onde Batman deixou sua declaração de Testamento para ele. Depois de ouvir a declaração, em privado, Jason prepara-se para sair, não revelando o que foi dito, embora ele faz uma pausa perante seu antigo traje de idade e os restos esfarrapados de Batman.

Mais tarde é revelado que a mensagem deixada para Jason foi a de que Bruce admitiu que de todas as suas falhas, Jason era a maior. Bruce afirma que ele nunca lamentou ter oferecido a Jason qualquer, mas lamenta por tê-lo colocado como Robin e deixado-o em constante perigo.

Estas palavras, porém, só causa um abalamento em Jason, levando aos eventos de A Batalha Pelo Capuz.

A Batalha Pelo Capuz[editar | editar código-fonte]

Depois de sua fuga da prisão, Jason, aparentemente, decidiu se tornar o novo Batman. Ele veste um terno preto e cinza e um bastão com duas pistolas, várias outras armas, e uma placa-bocal. Ele também opera em um sistema de metrô abandonado em Gotham. Seu monólogo interior demonstraram que ele sempre tinha o desejo de eventualmente substituir o Batman, e seu descontentamento com o Batman ter se tornado uma figura pública, ao invés de uma lenda urbana.

Jason começa a sua guerra contra o crime usando táticas letais e deixando pedaços de papel dizendo "Eu sou Batman".

Depois de Jason consegue acabar com um grupo de bandidos, então ele escapa apenas para ter Asa Noturna e Damian Wayne em seu rastro. Dick deduz que o impostor é Jason Todd. Depois de uma curta discussão, Damian é baleado por Jason. Ao mesmo tempo, Tim começa uma busca para parar o impostor e se veste como o Batman, a fim de demonstrar como o verdadeiro Batman teria agido. Tim encontra Jason na estação de metrô, e é salvo de uma armadilha pela Mulher-Gato, que sabe que é Tim que está por trás da máscara. Jason os ataca, após Selina, em seguida, entrar em uma briga com Tim antes de lhe perfurar o peito com um batbumerang, exclamando: "Só mais um".

Depois de questionar a si mesmo, após Damian quase ter morrido, Dick vai atrás de Jason, com a intenção de derrubá-lo de uma vez por todas. A batalha chega ao fim quando Dick chuta Jason para um trem em alta velocidade.

Quando Dick tentou ajudá-lo Jason se recusa e supostamente morre, embora afirmando que iria voltar em breve. Isso permite a Dick a assumir oficialmente o manto de Batman.

A Vingança do Capuz Vermelho[editar | editar código-fonte]

Jason sobreviveu a sua queda e abandonou o manto de Batman. Agora que Dick Grayson se tornou o novo Batman, Jason agora desejava se tornar o maior inimigo do novo cavaleiro das trevas. Ele refez sua identidade de Capuz Vermelho para ser mais dramático e chamar a atenção, criando uma fantasia para ele, uma fantasia muito parecida com a do Capuz original, o Coringa. Além disso, ele parou de pintar seu cabelo de preto e permitiu que ele crescesse novamente ruivo com uma pequena faixa cinza deixada por sua exposição anterior ao Poço de Lázaro. Para completar sua transformação, ele até encontrou uma parceira. Esta é Scarlet, filha de um criminoso e vítima de práticas de mutilação do Professor Pyg. Sua intenção era para que eles se tornassem a nova dupla dinâmica de Gotham City, substituindo a antiga.

Com sua nova parceira, Jason voltou ao seus métodos brutais e letais de lidar com criminosos, mas agora havia uma torção. Usando a mídia e internet, ele expôs os seus métodos para o público mostrando como o combate ao crime deveria ser feito. A opinião pública foi, na verdade, pelo menos, um pouco a seu favor, especialmente depois que ele mostrou Batman e Robin protegendo o Pinguim de Scarlet. Ele foi capaz de se manter à frente de Batman e Robin, ficando em primeiro lugar e chegando primeiro para capturar os criminosos. Isso durou até que ele localizou um criminoso que fugiu para terminar o que Jason tinha começado. Batman e Robin chegam para detê-los, e as duas duplas se enfrentam. A luta foi a favor de Jason. Ao invés dos dois heróis capturá-lo, ele capturou-os e os colocou fora do seu caminho por enquanto. Seu plano era revelar ao mundo a identidade de Batman e Robin.

Foi então que Jason e Scarlet foram emboscados por um assassino chamado Flamingo. Ele levou dois tiros de um rifle sniper, estilhaçando seu capacete. Enquanto Batman e Robin escapam da armadilha, Jason e Scarlet tentam enfrentar Flamingo. No entanto, ambos se mostraram inferiores às habilidades marciais de Flamingo, e foi somente com a chegada oportuna de Batman e Robin que eles não foram mortos. Jason usou a dupla dinâmica como um disfarce, passou a esmagar Flamingo com um caminhão, enquanto Damian se jogou em frente de um ataque para salvar Scarlet, deixando-o aleijado. Scarlet escapou, e Jason foi novamente levado sob custódia policial. Ao ser preso, no entanto, Jason grita para Dick que, se o Poço de Lázaro pôde ressuscitá-lo, então por que Dick não tinha feito o mesmo com o Bruce.

Era Contemporânea[editar | editar código-fonte]

Reboot: Os Novos 52[editar | editar código-fonte]

Em consequência dos eventos apresentados na série Flashpoint, o multiverso ficcional da DC é reiniciado, introduzindo atualizações em todos os seus personagens. Após esse evento, foi confirmado pelos editores que o evento "morte em família" permanece fazendo parte da cronologia, mas tudo o mais pode não estar ou ser reapresentado de outra forma.

Este reinício marca a contagem da cronologia DC, sendo que os eventos não confirmados podem fazer ou não parte da nova cronologia. Para todos os efeitos de cronologia para as presentes publicações, contam para a linha do tempo oficial do personagem apenas os fatos mostrados ou referenciados a partir dos novos números 1 de todas as publicações.

Capuz Vermelho e os Foragidos[editar | editar código-fonte]

Nessa nova realidade Jason Todd é Red Hood, que ao lado de Estelar e Roy Harper forma os Foragidos (Outlaws, no original).

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Pico de Condição Física: Ao combinar seu ex-mentor em combate, ele provou que ele é fisicamente superior à maioria dos atletas olímpicos, assim como Batman é. Seus reflexos, resistência e durabilidade são mais ou menos comparáveis as de Dick Grayson.

Mestre em Artes Marciais: Jason Todd é um combatente altamente qualificado tendo sido treinado por Batman. Após a sua ressurreição, ele ganhou mais formação e demonstrou ser muito mais habilidoso que antes. Isso é mostrado quando ele lutou contra o seu mentor e o ex-Asa Noturna.

Acrobata: Em sua formação como Robin, ele aprendeu acrobacia.

Esgrimista: Jason mostrou ser habilidoso o suficiente para lutar usando espadas.

Detetive especializado: Jason mostrou alguma habilidade como detetive mais notavelmente em Renegados # 44 e # 45.

Nível de força: Jason Todd possui a força normal de um jovem que se envolve regularmente em exercício físico intenso.

Parafernália[editar | editar código-fonte]

Uniforme de Robin: Depois de se tornar Robin, Jason recebeu o uniforme que Dick Grayson usava como Robin. Ela inclui uma túnica de tecido, que oferecia uma protecção limitada contra balas e ataques contundentes, uma capa amarela, calção verde e botas de duende. Seu cinto de utilidades continha batbumerangues, ganchos, aglomerados de gás e diversos outros apetrechos.

Uniforme de Capuz Vermelho: Depois de sua ressurreição, Jason tomou o velho manto do Coringa de Capuz Vermelho. Seu uniforme incluia jeans, uma camiseta e uma jaqueta de motociclista. Ele usa duas máscaras. A primeira é uma máscara de dominó vermelhos, fixada no lugar com uma espécie de cola, e inclui um built-in rádio transmissor / receptor e lentes de visão noturna Starlite. Suas luvas e botas contêm oito compartimentos em que ele pode armazenar itens. Sua segunda máscara é um capuz vermelho metálico, que acrescentou uma melhor proteção para o rosto.

Uniforme de Robin Vermelho: Similares em algumas maneiras de traje atual de Robin, esse uniforme ofereceu muitas das mesmas proteções e funções, embora tenha acrescentado capacidade de planador na capa.

Uniforme de Batman: Ao contrário do uniforme convencional de Batman, a versão de Jason era muito mais militarista, com armaduras pesadas com cor cinza e preta. Mais do que o design da carenagem normal, as orelhas pontudas foram feitas para parecer mais com chifres de diabo, e as lentes ficavam vermelhas dando-lhe uma aparência muito mais demoníaca. A boca da máscara foi coberta com um tipo de máscara de gás-inventar. Ao invés de carregar o cinto de utilidades normais não letais, Jason estava cheio de armamento letal.

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

Batman: Under The Red Hood[editar | editar código-fonte]

No filme animado Batman: Under The Red Hood (no Brasil: Batman Contra o Capuz Vermelho), que adapta "A Death in the Family" e "Under the Hood", Jason é morto por Coringa da mesma maneira que ocorre nas HQs, cinco anos depois ele retorna como o Capuz Vermlho. No filme ele é ressuscitado graças à Fonte de Lázaro de Ra's Al Ghul, uma maneira mais convincente e menos complexa do que as alterações de realidade provocadas pelo Superboy Primordial. Diferentemente dos quadrinhos, Ra's tem uma participação indireta na morte de Jason, da qual se arrepende e que o faz ressuscitar o rapaz. A participação de Talia é reduzida a uma aparição sem falas. Os eventos relativos à saga "Silêncio" foram suprimidos. Uma outra diferença é que o uniforme de Jason da adolescência é quase igual ao de Tim Drake.

Notas e Referências

  1. Jason Todd foi um dos personagens trazidos de volta à vida durante a Crise Infinita.
Ícone de esboço Este artigo sobre banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.