Jbel Sirwa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jbel Sirwa
Paisagem do maciço do Sirwa
Jbel Sirwa está localizado em: Marrocos
Jbel Sirwa
Localização do Jbel Sirwa em Marrocos
Coordenadas 30° 42' 14" N 7° 37' 17" O
Altitude 3 304 m
Localização  Marrocos
Cordilheira Anti-Atlas
Rochas vulcânicas no Jbel Sirwa

O Jbel ou Monte Sirwa (ou Siroua; pronúncia: sirua) é uma montanha do sul de Marrocos, a mais alta da cordilheira do Anti-Atlas (3 304 m), situada na região administrativa de Souss-Massa-Drâa.

O maciço do Sirwa une o Alto Atlas ao Alto-Atlas, encontrando-se a sul do ao sul do maciço do Toubkal, o mais alto do Norte de África. O Monte Sirwa é o que resta de um antigo estratovulcão muito alto e muito vasto, que foi desmantelado no lugar onde emergem diques geológicos e terrenos de lava negra. O vulcão data do Mioceno tardio ou Plioceno precoce.

Clima[editar | editar código-fonte]

As chuvas são fracas e irregulares no macicço de Sirwa, atingindo uma média anual de 400 mm nos ucmes. A grande altitude resulta no aparecimento fugas de neve em algumas ocasiões.

Ocupação humana[editar | editar código-fonte]

A população, maioritariamente de de etnia berbere, distribui-se por inúmeras aldeias chamadas localmente de kasbahs (casbás, que em sentido estrito designam castelos ou fortalezas tradicionais) e douars, com casas de taipa de barro, muitas delas com celeiros coletivos e fortificados chamados igoudars ou agadirs, os quais são símbolos de uma tradição antiga e arreigada.

Ao pé das aldeias encontram-se campos agrícolas irrigados por torrentes onde se cultiva sobretudo trigo, cevada, açafrão e amendoeiras. A pastorícia é também uma atividade importante para a população local; nos vastos espaços do maciço encontram-se inúmeros currais, localmente chamados azib, onde os pastores berberes seminómadas berberes passam uma parte do ano — nas terras baixas durante o inverno e nas pastagens de altitude na primavera e verão.

Uma atividade económica célebre na região é a tecelagem de tapetes, vendidos principalmente no souk (zoco, feira) de Taznaght.

As principais atividades turísticas da região são as caminhadas a pé ou a cavalo através das paisagens onde contrasta a aridez desértica com profundos vales trabalhados pelo homem. A escalada dos pitões (cumes ou escarpas) de basalto que eriçam a paisagem é outro dos atrativos turísticos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • Ellingham, Mark; McVeigh, Shaun; Jacobs, Daniel; Brown, Hamish. The Rough Guide to Morocco (em inglês). 7ª ed. Nova Iorque, Londres, Deli: Rough Guide, Penguin Books. 824 p. p. 612-613. ISBN 9-781843-533139

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jbel Sirwa
  • Anti Atlas Montains (em inglês). www.naturallymorocco.co.uk. Página visitada em 16 de dezembro de 2011.