Jean-Antoine de Baïf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Antoine de Baïf.

Jean-Antoine de Baïf (Veneza, 19 de fevereiro de 1532 - Paris, 19 de setembro de 1589) foi um poeta, tradutor e comediógrafo da França, e membro da Pléiade.

Nasceu quando sua família vivia na Itália, com seu pai, Lazare de Baïf, na condição de embaixador francês. O menino cresceu num mundo de arte e cultura, sendo educado com os melhores professores, aprendendo latim e grego. Com onze anos foi posto aos cuidados de Jean Daurat me se tornou colega de Ronsard, a quem ensinou grego e de quem aprendeu a versificação em francês.

Em 1570, com o patrocínio de Henrique III, fundou a Academia de Música e Poesia, no intuito de estabelecer uma íntima ligação entre estas artes na França. Sua casa em Paris se tornou um centro de concertos concorridos, onde o rei se fazia presente. Na literatura participou do projeto dos poetas da Pléiade de reformar a poesia e a língua da França a partir de uma inspiração clássica. Traduziu várias obras clássicas para o francês e deixou grande quantidade de poesias, além de algumas comédias para teatro.

Referências[editar | editar código-fonte]