Jean-Baptiste Vaquette de Gribeauval

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jean-Baptiste Vaquette de Gribeauval

Jean-Baptiste Vaquette de Gribeauval (Amiens, 15 de Setembro de 1715Paris, 9 de Maio de 1789) foi um oficial de artilharia e engenheiro francês que revolucionou o canhão francês ao criar um novo sistema de produção que proporcionava um armamento mais ligeiro e homogéneo se, no entanto, pôr em causa o alcance. O seu sistema sobrepôs-se ao de Vallière. O novo armamento revelou-se essencial nas vitórias militares durante as Guerras Napoleónicas. Gribeauval é considerado como o primeiro defensor da produção das partes constituintes de uma arma de maneira idêntica por forma a que pudessem servir em qualquer arma.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jean-Baptiste nasceu em Amiens, filho de um magistrado. Ingressou na Real Escola Francêsa de Artilharia em 1732 como voluntário, tornando-se oficial em 1735.[2] Durante cerca de 20 anos dedicou-se à carreira militar e a trabalhos científicos e, em 1752, tornou-se capitão de uma companhia de sapadores-mineiros.[3] Em 1755, prestou serviço numa missão militar à Prússia.[4]

Em 1757, no posto de tenente-coronel, fez parte do exército austríaco durante a Guerra dos Sete Anos, onde criou o corpo de sapadores.[5] Liderou as operações de minagem no Cerco de Glatz e defesa de Świdnica.[6] Nesta cidade, testou uma arma de defesa de fortificações, desenhada em 1748, e desenvolvida por Master Carpenter Richter.[7]

Em 1762, enviou um relatório às autoridades parisienses sobre o sistema de artilharia austríaco em comparação com o francês de Vallière.[8] [9]

A Impreatriz da Áustria recompensou-o pelo seu trabalho com o posto de Feldmarschallleutnant e a cruz da Ordem de Maria Teresa.[10] [11] No seu regresso a França, foi nomeado Marechal de Campo; em 1764 Inspector de Artilharia e, em 1765 Tenente-General e Comendador da Ordem de São Luís.[12]

Sistema Gribeauval[editar | editar código-fonte]

Parte do sistema Gribeauval system: canhões de 12, 8 e 4 libras
Canhão de 12 Gribeauval, Ano 2 da República (1793-1794).

Durante alguns anos, a imagem de Gribeauval não era das melhores junto da côrte, e só em 1776 se tornaria primeiro-inspector de artilharia. Foi neste ano que recebeu a Grã-Cruz da Ordem de São Luís. Encontrava-se agora preparado para trabalhar nas suas reformas das peças de artilharia, embora não tenha tido sucesso ao introduzir um canhão de campo e o seu sistema continuasse a incluir 25 medidas de rodas. O seu trabalho Table des constructions des principaux attirails de l'artillerie ... de M. de Gribeauval cobre todo o equipamento de artilharia francês em detalhe. Foi, também, responsável pelo regulamento da artilharia francêsa publicado em 1776. Embora muito do trabalho não seja directamente atribuído a Gribeauval, este sistema de organização e uniformidade na artilharia é designado por le système Gribeauval.

Referências

  1. Hounshell 1984, pp. 25–32.
  2. Summerfield (2011) SOJ-2, p18
  3. Summerfield (2011) SOJ-2, p20
  4. Summerfield (2011) SOJ-2, p20
  5. Summerfield (2011) SOJ-2, p24-27
  6. Summerfield (2011) SOJ-2, p27-29
  7. Summerfield (2011) SOJ-2, p37-41
  8. Summerfield (2011) SOJ-2, p27
  9. Smith (2011) SOJ-2, p61-65
  10. Summerfield (2011) SOJ-2, p29
  11. Smith (2011) SOJ-1, p59-60
  12. Summerfield (2011) SOJ-2, p14

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Chartrand, René (2003), Napoleon's guns 1792-1815 (2), Osprey Publishing, ISBN 1841764604
  • Chevalier de Passac, Précis sur M. de Gribeauval (Paris, 1816)
  • Dawson, A.L., Dawson P.L. and Summerfield S. (2007) Napoleonic Artillery, Crowood Press, ISBN 978-1-86126-9232
  • Graves, Donald (2011) Louis de Tousard and his "Artillerists Companion": An Investigation of Source Material for Napoleonic Period Ordnance," Smoothbore Ordnance Journal, p88-97, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Hennbert, Gribeauval, lieutenant-général des armées du roy (Paris, 1896)
  • Hounshell, David A. (1984), From the American System to Mass Production, 1800-1932: The Development of Manufacturing Technology in the United States, Baltimore, Maryland: Johns Hopkins University Press, ISBN 978-0-8018-2975-8
  • Puységur in Journal de Paris, supplement of July 8, 1789
  • Smith, Digby (trans.) (2011) "The 18 Questions on Austrian Artillery that Gribeauval Answered in his report Dated March 1762," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 1, pp60-65, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Smith, Digby (trans.) (2011) "Biography of Jean Baptiste de Gribeauval (1715-1789) in Wurzbach 1859," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 1, pp58-64, ISBN 978-1-907417-13-9
  • Summerfield, Stephen (2011) "Summary of Gribeauval's Life," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 2, pp9-23, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Summerfield, Stephen (2011) "Gribeauval in Austrian Service," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 2, pp24-35, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Summerfield, Stephen (2011) "Gribeauval Garrison Carriage," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 2, pp36-56, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Summerfield, Stephen (2011) "Gribeauval's Objection towards Regimental Artillery," Smoothbore Ordnance Journal, Issue 2, pp57-59, ISBN 978-1-907417-14-6
  • Veyrines, (1889) Gribeauval Paris
  • Wurzbach, Constant von (1859) Biographisches Lexikon des Kaiserthums Oesterreich, Volume 5, pp332-334
  • Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]