Jean Chalgrin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jean-François-Thérèse Chalgrin (1739 - 21 de Janeiro de 1811) foi um arquiteto francês, mais conhecido pelo seu projeto para o Arco do Triunfo, Paris.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua orientação neoclássica foi estabelecida a partir de seus primeiros estudos com o profeta do neoclassicismo Giovanni Niccolò Servandoni e com o clássicista radical Étienne-Louis Boullée, em Paris, e através de seu Prix de Rome temporária (Novembro de 1759 - Maio de 1763) como um pensionário na Academia Francesa em Roma. Seu período em Roma coincide com o fervente novo interesse no Classicismo através dos jovens franceses pensionnnaires, sob a influência de Giovanni Battista Piranesi e as publicações de Johann Joachim Winckelmann.

Fachada do Hôtel Saint-Florentin

Retornando à Paris, ele foi logo em seguida nomeado como inspetor de obras públicas para a cidade de Paris, sob a responsabilidade do arquiteto Pierre-Louis Moreau-Desproux, cujo o tempo na Academia Francesa em Roma tinha lhe adquirido o novo estilo. Além disso, ele auxiliou na construção de um Hôtel particulier, o Hôtel Saint-Florentin de Ange-Jacques Gabriel, na rua Saint Florentin, onde Chalgrin foi capaz de projetar o portal neoclássico da Cour d'Honneur.

Interior da Igreja de Saint Philippe-du-Role

Em 1764[1] , ele apresentou seu descompromissado plano neoclássico para a igreja de Saint Philippe-du-Role (1774 - 1784); sua colossal coluna de ordem jônica em corredores abobadados, que separava a nave abobadada da parte inferior, foram realizadas em torno da abside sem interrupções. Nessa igreja, que foi construída entre 1772-1784, ele revive o plano da basílica que não havia sido característica da arquitetura eclesiástica francesa desde o século XVI.

Em 1775, ele foi apontado como Primeiro Arquiteto do comte de Provence, irmão de Luís XVI; ele projetou o pavilhão do Condessa de Provence em Versalhes. Em 1779 ele foi apontado como principal projetista de outro irmão do rei, o Comte d'Artois.

Em 1777 Chalgrin remodelou parcialmente o interior da Igreja de São Sulpício, que possuía uma fachada completamente neoclássica projetada pelo seu mestre Servadoni, mais de 40 anos antes. Ele também projetou a caixa para o grande órgão.

Após a Revolução Francesa, Chalgrin estendeu o Collège de France e fez alterações no Palácio do Luxemburgo para adequá-lo ao seu novo uso para o Diretório.

O Arco do Triunfo foi comissionado por Napoleão para comemorar os vitoriosos exércitos do Império. O projeto estava em andamento quando Chalgrin morreu, e foi finalizado por Jean-Nicolas Huyot.

Chalgrin casou-se com Émilie, filha do pintor Claude Joseph Vernet, com quem teve um filho.

Principais Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Pavilhão musical em Versalhes para a Condessa da França

Referências

  1. Svend Eriksen, Early Neo-Classicism in France (London: Faber & Faber), 1974. Chalgrin's biography p 163.
  2. Hôtel de Langeac

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Louis Hautcoeur, Histore de l'architecture classique en France, vol. IV second moitié du XVIIIe siècle (Paris) 1952. pp 212-19.
  • Michel Gallet, Demeures parisiennes, époque Louis XVI (Paris) 1964. p. 177.