Jean Seberg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Jean Seberg (Marshalltown, Iowa, 13 de novembro de 1938 - Paris, 8 de setembro de 1979), foi uma atriz estado-unidense.

Jean Seberg
Nascimento 13 de Novembro de 1938 (75 anos)
Marshalltown, Estados-Unidos
Nacionalidade Estados Unidos
Morte 30 de agosto de 1979 (40 anos)
Paris,França
Ocupação atriz
Cônjuge François Moreuil (1958-1960), Romain Gary (1960-1970), Dennis Berry (1972)
Atividade 1957-1979
Assinatura 200px

Ela chegou a Paris, vinda dos Estados Unidos em 1957 e participou de uma seleção para escolher a atriz que faria o papel principal de "Joana D'Arc" de Otto Preminger. Foi a escolhida entre mais de oito mil candidatas e a partir daí sua carreira deslanchou.

Casou-se quatro vezes e confessou nunca ter sido feliz com nenhum dos seus maridos. O primeiro foi o cineasta François Moreuil, depois veio o escritor Romain Gary, o diretor Dennis Berry e o ator marroquino Ahmed Hasni.

Seus principais filmes foram "Bom Dia Tristeza", "O Acossado", "Lilith", "Aeroporto" e " O Rato que Ruge". A atriz vinha passando por uma forte depressão quando foi encontrada morta dentro de seu carro às margens do rio Sena em Paris. O motivo da morte foi uma superdose de barbitúricos.