Jefté

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O retorno de Jefté, por Giovanni Antonio Pellegrini.

Jefté (hebraico./aramaico. יפתח Yiftah / Yipthaχ) é um personagem do Antigo Testamento que foi um dos Juízes de Israel por um período de seis anos (Juízes 12:7) entre a conquista de Canaã e o primeiro rei. Jefté viveu em Gileade e foi um membro da Tribo de Gades (Josué 12:1, 6 e 13:1 - Na divisão das terras de para Israel, a tribo de Gade ( 7º filho de Jacó) ficou com a terra além do Jordão - a terra de Gileade. O nome de seu pai era também Gileade.

Depois de ser expulso de casa por seus meio-irmãos por ser filho de uma mulher canaanita (por isso ela é chamada de prostituta), ele foi viver em Tobe, a leste de Gileade e foi viver com homens levianos. Os amonitas entraram em guerra contra os israelitas e não tinha nenhum homem com as qualificações de Jefté, homem valoroso e guerreiro e os anciões foram buscá-lo na terra de Tobe. Estrategicamente, para evitar derramamento de sangue, Jefté tentou negociações com reinos vizinhos, no que não obteve sucesso. Partiu para um 2º plano: um ataque sob a direção de Deus.

Antes de partir para a guerra, ele fez um voto ao Senhor; caso ele retornasse para casa vitorioso, o primeiro ser que saísse pela porta de sua casa, ao seu encontro, seria oferecido em holocausto ao Senhor. Ele voltou vitorioso, mas quem saiu ao seu encontro foi sua filha única, cujo relato bíblico afirma que ela morreu, antes de conhecer (ter relações íntimas com) homem (Juízes 11:39). Há quem diga que Jefté não ofereceu sua filha em sacrifício por dois motivos : (1)Ele certamente conhecia a lei de Deus que proibia rigorosamente sacríficios humanos, e por certo sabia que Deus tinha tal ato como uma abominação intolerável (Lv 18.21; 20.2-5; Dt 12.31; 18.10-12). (2)A menção enfática de que "ela não conheceu varão" (i.e., não se casou), deixa claro que ela foi apresentada a Deus como sacríficio vivo, dedicando toda sua vida como virgem, e ao serviço do santuário nacional de Israel (Êx 38.8; 1 Sm 2.22) (Juize 11:35) Logo que ele a viu, rasgou as suas vestes, e disse: Ai de mim, filha minha! muito me abateste; és tu a causa da minha desgraça! pois eu fiz, um voto ao Senhor, e não posso voltar atrás. (Juizes11:36) Ela lhe respondeu: Meu pai, se fizeste um voto ao Senhor, faze de mim conforme o teu voto, pois o Senhor te vingou dos teus inimigos, os filhos de Amom.

Precedido por
Jair
Juiz de Israel Sucedido por
Ibsã


Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.