Jejum pré-operatório

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Geralmente qualquer cirurgia sob anestesia geral requer jejum, a menos que seja uma emergência médica

Jejum pré-operatório é a prática de uma abstenção da ingestão de comida e líquidos por um tempo antes de uma operação cirúrgica ser executada. Destina-se a impedir a aspiração pulmonar do conteúdo gástrico durante a anestesia.

Aspiração pulmonar[editar | editar código-fonte]

A principal razão para o jejum pré-operatório é para prevenir a aspiração pulmonar do conteúdo do estômago, enquanto sob os efeitos da anestesia. A aspiração de tão pouco quanto 30-40ml pode ser uma importante causa de sofrimento e morte durante uma operação e, portanto, o jejum é realizado para reduzir o volume do conteúdo do estômago, tanto quanto possível. Vários fatores podem predispor à aspiração do conteúdo estomacal, incluindo anestesia inadequada, gravidez, obesidade, via aérea difícil, cirurgia de emergência (já que o tempo de jejum é reduzido), estômago cheio e mobilidade gastrointestinal alterada. Um tempo maior de jejum leva à diminuição da lesão caso ocorra uma aspiração.

Condições gástricas[editar | editar código-fonte]

Além do jejum, os antiácidos devem ser administrados na noite anterior (ou na manhã de uma operação à tarde) e novamente duas horas antes da cirurgia. Isso é para aumentar o pH do ácido presente no estômago, ajudando a reduzir os danos causados por aspiração pulmonar, caso ocorra. Bloqueadores dos receptores H2 deve ser utilizado em situações de alto risco e devem ser administrados nos mesmos intervalos de tempo que os antiácidos.

Gastroparesia (retardo no esvaziamento gástrico) pode ocorrer e é devida a causas metabólicas (por exemplo, diabetes mellitus mal controlada), motilidade gástrica diminuída (por exemplo, devido a lesões cranianas) ou obstrução pilórica (por exemplo, estenose pilórica). O retardo no esvaziamento gástrico geralmente afeta apenas o esvaziamento do estômago de alimentos ricos em celulose, como legumes.

Ocasionalmente, o refluxo gastroesofágico pode ser associado com retardo no esvaziamento gástrico de líquidos dos sólidos, mas claramente não são afetados. A pressão intra-abdominal aumentada (por exemplo, na gravidez ou obesidade) predispõe à regurgitação. Certas drogas, como opiáceos podem causar atrasos marcados no esvaziamento gástrico, assim como o trauma, que pode ser determinado por alguns indicadores, tais como sons normais do intestino e a fome do paciente.

Tempos mínimos de jejum[editar | editar código-fonte]

Os tempos mínimos de jejum antes da cirurgia têm sido debatidos. Seguem-se as orientações recomendadas para a instrução de nada por via oral antes da cirurgia:

Idade Sólidos Líquidos claros
<6 meses 4 horas 2 horas
6-36 meses 6 horas 3 horas
>36 meses (incluindo adultos) 8 horas 3 horas

Quando a anestesia é necessária em uma situação de emergência, uma aspiração nasogástrica geralmente é realizada para reduzir o conteúdo gástrico e os riscos de sua aspiração pulmonar.

Ver também[editar | editar código-fonte]