Jeremias Gotthelf

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jeremias Gotthelf
Nascimento 4 de outubro de 1797
Murten (FR)
Morte 22 de outubro de 1854 (57 anos)
Lützelflüh (BE)
Ocupação escritor

Jeremias Gotthelf é o pseudônimo de Albert Bitzius (Murten, Friburgo, 4 de outubro de 1797 - Lützelflüh, Berna, 22 de outubro de 1854), escritor suíço pertencente ao movimento literário alemão Biedermeier.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era pastor protestante. Transformou-se escritor a partir do trabalho prático em sua paróquia, onde colaborou na melhora da formação geral para reduzir a diferença social entre campo e cidade.

A doutrina reformadora pedagógica e social de Johann Heinrich Pestalozzi influenciou nas idéias de Gotthelf sobre uma educação popular geral, como se aprecia em suas narrações ambientadas no mundo da sociedade campesina. Estas histórias de povo não são idealizações sentimentais da vida campestre, senão representações críticas de condições reais.

Marcado pela linguagem da Bíblia de Lutero, publicou sua primeira novela com 39 anos. Até sua morte escreveu mais de 80 novelas e narrativas.

O nome do protagonista de sua primeira novela (O espelho de campesinos ou história da vida de Jeremias Gotthelf, escrita por ele mesmo; em alemão, Gotthelf significa "ajuda de Deus") se transformou em seu pseudônimo literário. Como alcança a felicidade Uli, o criado (Wie Uli der Knecht glücklich wird) e A aranha negra (Die schwarze Spinne), pertencente à coleção Imagens e lendas suíças são suas obras mais destacadas.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.