Jesus Freaks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Jesus Freaks é o nome dado a uma subcultura cristã fundada na Alemanha no início da década de 1990. Distingue-se das demais correntes neo-pentecostais por não se tratar de um movimento coletivo, mas de uma predisposição pessoal. A vida coletiva é celebrada, independente de igrejas, mas é justamente na celebração das diferenças que a individualidade de cada um é exaltada.

Um Jesus freak é alguém que esteja extremamente apaixonado por Jesus, independente dos erros, acertos ou decisões de qualquer Igreja ou grupo estabelecido. Um esboço da natureza desta teologia está expressa no "Manifesto Jesus Freak", onde alguns pontos deste estilo de vida são destacados. Por definição, trata-se sempre de um cristão pentecostal especialmente preocupado com sua liberdade de adoração e que intencionalmente procura maneiras alternativas de louvor e contemplação.

História[editar | editar código-fonte]

O movimento Jesus Freaks foi criado em setembro de 1991 em Hamburgo por Martin Dreyer ao ser ordenado ministro, e com uma forte herança do movimento Jesus People, iniciado nos anos 1960, nos Estados Unidos da América. Em 1994 foi estabelecida a Jesus Freaks Internationalr, uma organização sem fins lucrativos com sede em Berlim.