Jim Davis (ator)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jim Davis
Jim Davis em Encontro no Inverno de 1949
Nome completo Marlin Davis
Nascimento 26 de Agosto de 1909
Edgerton, Missouri
Nacionalidade  Estados Unidos
Morte 26 de Abril de 1981 (71 anos)
Northridge, Califórnia
Ocupação Ator
Cônjuge Blanche Hammerer (1945-1981)

Jim Davis (Edgerton, Missouri, 26 de agosto de 1909Northridge, Califórnia, 26 de abril de 1981) foi um ator norte-americano que ficou famoso como o patriarca Jock Ewing na série Dallas.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Dono de uma carreira inexpressiva e fadada ao esquecimento, Davis surpreendentemente tornou-se um astro reconhecido em todo o mundo já no fim da vida. Filho de agente funerário, destinado a seguir os passos do pai, deixou o lar ainda jovem para juntar-se a um circo. Um ano depois, tornou-se agente de vendas dos produtos Quaker em Los Angeles. Foi assim que conheceu Sandro Berman, produtor da MGM, que lhe ofereceu um contrato. Apareceu em alguns filmes menores, como O Demônio do Congo (White Cargo, 1942), ao lado de Hedy Lamarr, antes de engajar-se na Guarda Costeira de seu país quando estourou a Segunda Guerra Mundial. Terminado o conflito, foi parceiro de Van Johnson em Reconciliação (The Romance of Rose Ridge, 1947) e acreditou ter chegado sua grande chance quando Bette Davis o escolheu para seu par em Encontro no Inverno (Winter Meeting, 1949), produzido pela Warner. Entretanto, o filme foi um completo fracasso, tanto de público quanto de crítica, e Bette culpou-o por isso. Hollywood fez com que Davis pagasse caro o insucesso do filme, passando a confiar-lhe apenas papéis secundários, dos quais nunca conseguiu se desvencilhar. Assim, foi ator principal de westerns classe Z e coadjuvante/secundário em filmes B, além de conseguir pequenas pontas em faroestes classe A, o que lhe permitiu, por exemplo, atuar em El Dorado (idem, 1967), Rio Lobo (idem, 1970) e Jake Grandão (Big Jake, 1971), todos estrelados pelo amigo John Wayne.

Davis saiu-se melhor na televisão, onde apresentou os trinta e nove episódios da série western Stories of the Century, (1954-1955) e estrelou os setenta e três de Rescue 8 (1958-1960), precursora da mais conhecida Emergency. Também participou de vários telefilmes e de uma miríade de outras séries, entre elas Lassie, Death Valley Days, Perry Mason e Bonanza.

Davis foi casado uma única vez, com Blanche Hammerer, sua companheira por toda a vida. Tiveram uma filha, Tara Diane, vítima de uma tragédia: após sofrer um acidente automobilístico, entrou em coma vegetativo e seus pais decidiram desligar os aparelhos que a mantinham viva. Abalado com a morte da filha, Davis foi resvalando silenciosamente para o esquecimento, quando, em 1978, foi convidado para viver Jock, o chefe da família Ewing, na premiada série Dallas. Inesperadamente, tornou-se uma celebridade instantânea, reconhecido e apontado pelo público onde quer que estivesse. Contudo, essa popularidade repentina só pôde ser saboreada até 1981: diagnosticado com mieloma múltiplo e tumor cerebral em 1980, Davis continuou a trabalhar mas faleceu de complicações pós-cirurgia de uma úlcera estomacal, detectada no ano seguinte. Seu personagem foi mantido vivo artificialmente por mais algum tempo, durante a quarta temporada da série: estaria prospectando petróleo na América do Sul e, ao cabo de treze episódios, teria morrido em uma queda de helicóptero.[1]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Todos os títulos em Português referem-se a exibições no Brasil.[1]

Westerns[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b UNONIUS, Kristian Erik, Jim Davis, A Glória Tardia, in MATINÊ 29, Ribeirão Preto, SP: Divino Rodrigues da Silva, 2001, periodicidade variável

Ligações externas[editar | editar código-fonte]