Jnana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Jnana (sânscrito ज्ञान, jñāna; Pali: ñāṇa; pronúncia: [ɡjaːn]) um termo para "conhecimento"[1] na religião e filosofia hindu e na filosofia budista.

A ideia de jnana centra em um evento cognitivo que é reconhecido quando experimentado. É do conhecimento inseparável da experiência total da realidade, especialmente uma realidade total ou divina (Brahma).[2]

No Budismo[editar | editar código-fonte]

No budismo tibetano, refere-se à consciência pura, que é livre de ônus conceituais, e é contrastada com a vijnana, que é um momento de 'dividido saber ". A entrada para e progressão através das dez fases do Jnana/Bhimis, leva o indivíduo a completar a iluminação e o nibbana.

Referências

  1. Philippe Cornu (2004). Diccionario Akal del Budismo. Ediciones AKAL. p. 403. ISBN 978-84-460-1771-4.
  2. jnana (Indian religion) - Britannica Online Encyclopedia. Visitado em 2/5/2015.