João Baião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Baião
João Baião
Nascimento 8 de Outubro de 1963 (51 anos)
Buraca, Amadora, Portugal
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Ocupação ator, dobrador e apresentador de televisão
IMDb: (inglês)

João Luís Baião dos Santos (Amadora, Buraca, 8 de Outubro de 1963) é um ator e entertainer português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Fez ginástica desportiva (sete anos) e futebol de competição (5 anos).

Começou como ator dramático. No teatro interpretou peças de autores como Bertolt Brecht (A Mãe Coragem no Teatro Nacional e Happy End no Teatro Aberto); Shakespeare (Romeu e Julieta, no Teatro Aberto, encenado por João Lourenço e Rei Lear, com Carlos Avilez); Anton Tchekov (O Jardim das Cerejas, também no Teatro Aberto com João Lourenço). Trabalhou com Diogo Infante em Odeio Hamlet de Paul Rudnick (Teatro Villaret).

Na televisão participou em A Relíquia (1987),Cobardias (1988), Ricardina e Marta (1989) ou em produções de Filipe La Féria para a RTP1 como Grande Noite (1992/3) e Cabaret (1994).

Na TVI foi apresentador do programa "Visto Isto" que teve pouco impacto. Tornou-se uma figura popular da televisão portuguesa com Big Show Sic (1995), que foi um programa que atingiu grandes níveis de audiências e entre 1997 e 1999 também apresentou o programa "Big Show do Rádio" na 88 FM Rádio Ocidente e na Metropolitana FM 96.2, e depois com Bom Baião (1998).

Integrou o elenco de vários espectáculos de Filipe La Féria no Teatro Politeama, como Maldita Cocaína, De Afonso Henriques a Mário Soares, Rosa Tatuada de Tennessee Williams ou A Rainha do Ferro Velho de Garson Kanin.

Nos bares e nos cafés-concertos da noite de Lisboa revelou-se como ator, autor e encenador dando a conhecer ao público atrizes como Maria Rueff, Teresa Côrte-Real ou Sílvia Rizzo.

Fez a voz de Mike Wasowski na versão portuguesa do filme Monstros e Companhia e fez a voz de Horton no filme Horton e o Mundo dos Quem. Voltou a trabalhar na dobragem de Mike Wazowski do filme Monsters University.

Encabeça o elenco da revista "HIP HOP'arque!", no Teatro Maria Vitória, Parque Mayer.

Entrou para a RTP onde apresentou o programa Televisivo Portugal no Coração e Praça da alegria, este até março de 2014 quando mudou para a SIC.

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 1986/87 - Peça O Jardim das Cerejas de Anton Tchekov — Teatro Aberto - Encenação de João Lourenço
  • 1987 - Peça A Segunda vida de Francisco de Assis de José Saramago — Teatro Aberto - Encenação de Norberto Barroca
  • 1987/88 - Peça A Dama do Maxim`s de George Feydeau — Teatro Aberto - Encenação de João Lourenço
  • 1988 - Peça A Rua de Jim Cartwright — Teatro Aberto — Encenação de João Lourenço
  • 1989 - Peça Happy End de Bertold Brecht e Kurt Weill — Teatro Aberto - Encenação de João Lourenço
  • 1990 - Peça A Lua Desconhecida de Miguel Rovisco — Teatro Experimental de Cascais - Encenação de Carlos Avilez
  • 1990/91 - Peça O Pecado de João Agonia de Bernardo Santareno — Teatro Experimental de Cascais - Encenação de Carlos Avilez
  • 1994 - Revista De pernas para o ar, compilação de textos de revista incluindo alguns originais — Teatro Maria Vitória
  • 1996 - Musical De Afonso Henriques a Mário Soares da autoria de Filipe Lá Féria e Carlos Paulo — Teatro Politeama - Encenação de Filipe Lá Féria
  • 1997 - Revista Mamã eu quero produção do Teatro ABC - curta série de espectáculos no Porto

Televisão[editar | editar código-fonte]

RTP
SIC
  • 2014 - atualmente - Grande Tarde (ao lado de Andreia Rodrigues e Luciana Abreu) - Estreia dia 6 de outubro na SIC
  • 2014 - Portugal em Festa (ao lado de Merche Romero)
  • 2014 - Sabadabadão (ao lado de Júlia Pinheiro)
  • 2003 - Campeões Nacionais
  • 2003 - A Culpa é do Macaco
  • 1997-2000 - Bom Baião
  • Vamos à Revista
  • 1996 - Apresentação do Carnaval do Rio de Janeiro (SIC)
  • 1996 - Apresentação das Marchas Populares (SIC)
  • 1995-2000 - Big Show SIC (SIC)
TVI
  • 1994 - Visto Isto
  • 1993 - Trapos e companhia

Dobragens[editar | editar código-fonte]

Prémios[editar | editar código-fonte]

2009 - Top Choice Award como Melhor Actor Português do Ano[1]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Escreveu várias letras de músicas conhecidas: Perdoa - Anjos; D`Arrasar - D`Arrasar; Se eu te perder - Xanadu; Não sei viver sem ti - Excesso; Estás onde não estás - Milénio; Não quero mais - D`Arrasar; Se moras no meu sonho - Delirium; Não posso de ti fugir - Claudia
  • Escreveu também "Anedotas de Alentejanos"

Referências