João Braz de Aviz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde abril de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
João Braz de Aviz
Cardeal da Santa Igreja Romana
Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica

Título

Cardeal-diácono de Santa Helena fora da Porta Prenestina
Hierarquia
Ordenação e Nomeação
Ordenação Presbiteral 26 de novembro de 1972 por Dom Romeu Alberti
Ordenação Episcopal 31 de maio de 1994 por Dom Domingos Gabriel Wisniewski
Nomeado Arcebispo 17 de julho de 2002 por Papa João Paulo II
Cardinalato
Criação 18 de fevereiro de 2012, pelo Papa Bento XVI
Brasão
Coat of arms of João Braz de Aviz.svg
Lema TODOS SEJAM UM
Dados Pessoais
Nascimento BrasilMafra
24 de abril de 1947 (67 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom João Braz de Aviz (Mafra, 24 de abril de 1947) é um cardeal católico romano brasileiro, atual prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica no Vaticano e Arcebispo-emérito de Brasília. Em 6 de janeiro de 2012, o Papa Bento XVI anunciou a sua criação a Cardeal[1] e em 18 de fevereiro do mesmo ano recebeu o barrete cardinalício, na Basílica de São Pedro, pelas mãos do Papa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi um dos oito filhos de João Avelino de Aviz e de Juliana Hack de Aviz. Durante a sua infância, com a família, se instalou na cidade de Borrazópolis. Com a idade de onze anos, aos 21 de abril de 1958, ingressou no Seminário São Pio X, dos padres do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras, na cidade de Assis, interior de São Paulo, onde estudavam os seminaristas menores da Diocese de Londrina.

Em 1964 a cidade de Borrazópolis passou a integrar a nova diocese de Apucarana e também o jovem seminarista. Estudou Filosofia na cidade de Curitiba no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos e na cidade de Palmas, interior do Paraná. Concluida a Filosofia seguiu para Roma onde cursou a faculdade de Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Retornando ao Brasil foi ordenado padre por Dom Romeu Alberti na Catedral de Apucarana aos 26 de novembro de 1972. Durante seu sacerdócio exerceu alguns encargos pastorais: pároco de algumas paróquias; diretor espiritual e reitor do Seminário Maior de Apucarana(em 1984 e 1985) e de Londrina (em 1986 a 1988); diretor espiritual do Seminário do Ipiranga, em São Paulo; foi membro do Conselho de Presbíteros, do Colégio de Consultores e Coordenador geral de pastoral da Diocese de Apucarana. De 1989 a 1992 fez o doutorado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma. Nos anos de 1992 a 1994 foi reitor e professor de Teologia Dogmática no Instituto Paulo VI de Londrina e pároco da Catedral Nossa Senhora de Lourdes de Apucarana.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de abril de 1994 foi nomeado pelo Papa João Paulo II, bispo auxiliar da Arquidiocese de Vitória com a sede titular de Flenucleta, sendo consagrado bispo em 31 de maio de 1994 por Dom Domingos Gabriel Wisniewski, C.M.. Escolheu como lema de vida espiscopal: TODOS SEJAM UM (Jo 17, 21).

Atuou na Arquidiocese de Vitória de 1994 a 1998, quando foi nomeado bispo da Diocese de Ponta Grossa, onde ficou até 2003, tomando posse seu sucessor na Diocese de Ponta Grossa: dom Sérgio Arthur Braschi. Aos 17 de julho de 2002 foi elevado a dignidade de arcebispo, sendo nomeado para a Arquidiocese de Maringá, onde tomou posse no dia 4 de outubro do mesmo ano.

No dia 28 de janeiro de 2004 foi nomeado arcebispo da Arquidiocese de Brasília e tomou posse no dia 27 de março do mesmo ano, sucedendo ao cardeal José Freire Falcão. Em 2007 foi eleito presidente do Regional Centro-Oeste da CNBB. Ainda na Conferência Nacional dos Bispos do Brasil foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé e vice-presidente das Edições CNBB.

No mês de maio de 2010 esteve a frente da organização do XVI Congresso Eucarístico Nacional que aconteceu em Brasília, ano do cinquentenário da capital federal.

Aos 4 de janeiro de 2011 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica[2] . no Vaticano.

No dia 6 de janeiro de 2012 o Papa Bento XVI anunciou a sua criação a Cardeal[1] . No Primeiro Consistório Ordinário Público de 2012 realizado no dia 18 de fevereiro, recebeu o barrete cardinalício e o título de Cardeal-diácono de Santa Helena fora da Porta Prenestina, na Basílica de São Pedro, pelas mãos do Papa Bento XVI.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Precedido por
Dom Murilo Krieger
Brasão episcopal.
Bispo de Ponta Grossa

1998 - 2003
Sucedido por
Dom Sérgio Arthur Braschi
Precedido por
Dom Murilo Krieger
brasão episcopal.
Arcebispo de Maringá

2003 - 2004
Sucedido por
Dom Anuar Battisti
Precedido por
José Freire Cardeal Falcão
brasão episcopal.
Arcebispo de Brasília

2004 - 2011
Sucedido por
Sérgio da Rocha
Precedido por
Franc Cardeal Rodé, C.M.
Coat of arms of the Vatican City.svg
Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica

2011 -
Sucedido por
'
Precedido por
Peter Poreku Dery
Cardeal
Cardeal-diácono de Santa Helena fora da Porta Prenestina

2012
Sucedido por
'