João I, Duque da Bretanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

João I (1217 - 8 de outubro de 1286), cognominado o Ruivo (em francês: Jean le Roux), foi duque da Bretanha, conde de Penthièvre e de Richmond, visconde de Gourin e senhor de Pontarcy, de Brie-Comte-Robert, da Fère-en-Tardenois, de Muzillac, de Hédé, de Hennedon-le-Viel, de Léon e da Roche-Derrien.

Era o filho primogênito de Pedro I e de Alice, duques da Bretanha. Com a morte desta, em 1221, tornou-se o sucessor legítimo da Bretanha. Todavia, contando apenas com quatro anos de idade, seu pai continuou a reger o ducado em seu nome.

Em 1236, casou-se com a infanta Branca de Navarra, filha primogênita do rei Teobaldo I de Navarra, o qual fez de João seu herdeiro mesmo se ele tivesse um filho homem. No ano seguinte, João sucedeu ao pai como duque da Bretanha. Tal como seu antecessor, ele tentou limitar o poder temporal do clero e foi excomungado, depois do que, viajou a Roma para ser absolvido.

Em 1254, João abdicou de seus direitos ao trono de Navarra em favor de seu cunhado, Teobaldo V de Champagne, em troca de uma anuidade de 3.000 libras.

O rei Henrique III da Inglaterra lhe restaurou o condado de Richmond, o qual confiscara de Pedro I, em 1235, em Wooodstock, em 15 de julho de 1268, mas ele o cedeu imediatamente a seu filho primogênito.

Em 1270, com sua esposa e seu filho mais velho, acompanhou o rei Luís IX da França na Oitava Cruzada para a Tunísia.

João I faleceu em Châteu de l'Isle, Férel, Morbihan, aos 71 anos.

Descendência[editar | editar código-fonte]

João e Branca tiveram oito filhos, dos quais apenas três atingiram a maturidade:

Precedido por:
Pedro I
Blason Pierre Ier de Bretagne.svg
Duque da Bretanha

16 de novembro de 1237 - 8 de outubro de 1286
Sucedido por:
João II
Precedido por:
nova criação
Conde de Richmond
1268