João I da Suécia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Johan Sverkersson (120110 de março de 1222) foi rei da Suécia, de 1216 até à data de sua morte.

Filho do rei Sverker II e de Ingegerda Birgersdotter. Não se casou e não teve descendência.

Em 1216 foi escolhido para rei da Suécia provavelmente graças à influência da poderosa família da sua mãe, e foi coroado em 1219 em Linköping. Västergötland o menciona como um rei bastante jovem e benévolo.

Quando foi eleito rei, provavelmente era menor de idade e teve que ser tutorado até 1219, data em que alcançou a maioridade. Durante seu curto governo, o rei empreendeu uma expedição militar a Estônia (parte das Cruzadas Bálticas). O jarl e o chanceler do reino entraram em combate em 8 de agosto de 1220 contra os estonianos pagãos, quando o rei regressava à Suécia. João e seu aliados conquistaram parte da Estônia, mas por pouco tempo.

A Igreja Católica manteve boas relações com João, até quando o papa havia revelado que preferia Érico Eriksson para ocupar o trono. Durante seu reinado, ratificaram-se e aumentaram os privilégios das instituições eclesiásticas na Suécia.

João faleceu na Ilha de Visingö, no lago Vättern, quando apenas contava com vinte e um anos. Foi sepultado no Convento de Varnhem. Foi o último rei da Dinastia de Sverker.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Érico X
Reis da Suécia
1216-1222
Sucedido por
Érico XI
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.