João Vicente da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João Vicente
Nome completo João Vicente da Silva
Nascimento 6 de julho de 1926 (88 anos)
Guarabira,  Paraíba
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Cordelista
Principais trabalhos O bárbaro crime da rua Apodi,
Amor na luta ,
Os dramas da humanidade
Gênero literário Cordel
Movimento literário Movimento Armorial

João Vicente da Silva (Guarabira, 6 de julho de 1926) é um cordelista brasileiro[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Conhecido na literatura de cordel como João Vicente, nasceu em 1926 em Guarabira, Paraíba e escreveu seu primeiro cordel em 1949 e foi logo adquerido pelo ativista cultural e antropólogo Câmara Cascudo que o leu em uma emissora de rádio. Foi telegrafista ferroviário e em 1956 radica-se no Piauí, em Campo Maior[2] . Tem mais de 210 mil exemplares de folhetos de cordel produzidos.[3] Em 2011 torna-se membro da Academia de Letras do Território dos Carnaubais, no Piauí.

Obras[editar | editar código-fonte]

Listagem a completar:

  • O bárbaro crime da rua Apodi (1949)
  • O fim do mundo está próximo (1955)
  • Amor na luta
  • O mundo pegando fogo
  • O povo nas trevas
  • O homem que pregou-se numa palmeira pra zombar da mãe de Deus
  • O sacrifício do povo
  • O céu ameaça o mundo
  • O mundo não presta mais
  • A visita do papa em todo Brasil
  • Uma visão do inferno
  • A morte do Dr. Tancredo Neves e o sentimento do povo brasileiro
  • Os sermões do padre Cícero e as abelhas africanas

Estilo[editar | editar código-fonte]

Há nos cordéis temáticas da cultura popular e com variantes sociais, por exemplo, essa sextilha sobre reforma agrária:

Cquote1.svg Promeça dá confusão,
Já é noticia diária:
Jagunços matando gente
Da forma mais sanguinária
Por que alguns egoístas
Não querem a reforma agrária
.....
Cquote2.svg
Os dramas da humanidade, Campo Maior, 21-09-1986

Referências

  1. CARVALHO, Gilmar de. Poetas do povo do Piauí: a mídia cordel. São Paulo; Terceira margem, 2001. ISBN 8587769219
  2. De Repente (revista). edição 104. Teresina setembro de 2011.p. 27
  3. [1].


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.