João da Mota e Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
João da Mota e Silva
João da Mota e Silva
Primeiro-ministro de Portugal Portugal
Período de governo 2 de Setembro de 1736 - 4 de Outubro de 1747
Antecessor(a) Diogo de Mendonça Corte-Real
Sucessor(a) Marco António de Azevedo Coutinho
Vida
Nascimento 14 de Agosto de 1685
Castelo Branco
Morte 4 de Outubro de 1747 (62 anos)
Lisboa
Dados pessoais
Profissão Cardeal
João da Mota e Silva
Cardeal da Santa Igreja Romana
Ordenação e nomeação
Cardinalato
Criação 26 de Novembro de 1727, pelo Papa Bento XIII
Brasão
CardinalCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento 14 de Agosto de 1685
Morte 4 de Outubro de 1747 (62 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Dom João da Mota e Silva (dito o Cardeal da Mota) (Castelo Branco, 14 de Agosto de 1685Lisboa, 4 de Outubro de 1747) foi um cardeal e político português, exerceu o equivalente ao cargo de primeiro-ministro de Portugal.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou na Universidade de Coimbra, obtendo um doutorado. Exerceu o cargo de cónego da Colegiada de São Tomé, tendo sido feito cardeal por Bento XIII no Consistório de 2 de Novembro de 1727, a pedido de João V de Portugal, com o Breve apostólico de 18 de Dezembro, o papa enviou-lhe o barrete cardinalício, mas ele nunca foi a Roma para receber o barrete e o título.

Foi eleito arcebispo de Braga em 1732, mas nunca obteve confirmação da Santa Sé.

Grande amigo do rei, após a morte de Diogo de Mendonça Corte Real, em 1736, foi convidado pelo rei para exercer o cargo de secretário de Estado (primeiro-ministro). Era irmão do padre Pedro da Mota e Silva, o qual viria a ser secretário de Estado do Reino (ministro do interior) também durante o governo de D. João V.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre João da Mota e Silva

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Rodrigo de Moura Teles
Brasão arquiepiscopal
Administrador apostólico de Braga

1732
Sucedido por
José de Bragança
Precedido por
Diogo de Mendonça Corte-Real
Primeiros-ministros de Portugal
17361747
Sucedido por
Marco António de Azevedo Coutinho